segunda-feira, 30 de abril de 2012

Ônibus vazios e filas de carros

Créditos: Guto de Castro/Acervo

Vazios por dentro e congestionados por fora. Após os horários de pico, a frota de três mil ônibus que circula na Região Metropolitana do Recife recebe uma demanda de cerca de 40% e muitos trafegam praticamente vazios. Não há, no entanto, atrativo suficiente para conquistar o usuário do carro, que sai de casa depois das 8h, muitas vezes sozinho em seu veículo. Lado a lado: ônibus vazios e uma fila de carros a qualquer  hora. A ocupação irracional do espaço das vias, que só tende a piorar, está longe de ser invertida. A melhoria do transporte público deve levar em conta o conforto, a segurança, a rapidez, regularidade e um outro fator subjetivo, que vai de encontro a tudo isso: o desejo do usuário em adquirir o próprio carro ou moto justamente para fugir do transporte público.

O administrador João Paulo Marinho, 27 anos, mora em Camaragibe e trabalha em Boa Viagem. Passava das 10h, da última quinta-feira, quando o encontramos em um ônibus da linha Setúbal/Príncipe, na altura da Pracinha de Boa Viagem, na Conselheiro Aguiar. Além dele, havia outros cinco passageiros. Não foi difícil perceber o contrasenso do ônibus com mais de 80% das cadeiras vazias e uma fila de carros passando ao lado da janela de João Marinho. “Não teria nenhuma dúvida em trocar de lado se pudesse, disse o passageiro, apesar do relativo conforto.

E ele não é o único. Uma média de 3.500 novos carros entram em circulação a cada mês na capital pernambucana. E cerca de 8 mil mensais na Região Metropolitana. “O transporte público terá que ser mais rápido para concorrer com os carros. Se o ônibus atingir uma média de 30 quilômetros, na pista exclusiva, fará uma diferença grande”, revelou o especialista em mobilidade urbana e coordenador regional da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), César Cavalcanti.

Para a assistente financeira Aline Carvalho, 29, há duas questões que ela considera imprescindíveis para melhorar a qualidade do transporte público: conforto e regularidade. “A gente passa muito tempo esperando o ônibus. É calor do lado de fora e aqui dentro. No meu carro, eu teria ar-condicionado e sairia a hora que quisesse”, afirmou a futura motorista.

O patamar desejado por Aline, João Paulo e outros milhares de usuários do transporte público já faz parte da vida do administrador de empresas Alexandre Tavares, motorista há 13 anos, foi com ele que pegamos uma carona na Avenida Antônio de Góes para continuar a viagem até o centro e saber o que precisa ser feito para ele fazer o caminho de volta para o transporte público. “Precisa que melhore. Nosso serviço é ruim. Não há conforto, segurança e muito menos regularidade no horário das viagens. Não há como se programar”, reclamou. Alexandre havia saído da casa dele, no bairro de Piedade, Zona Sul, em Jaboatão dos Guararapes, às 11h05, para um almoço no Derby com um colega. Parou para abastecer em um posto, onde pegamos a carona, e só conseguiu chegar ao seu destino por volta das 12h20. “Uma hora e quinze minutos. Quase o tempo de ir até João Pessoa”, criticou. E quem disse que no trânsito é possível se programar?

Diário de Pernambuco

Coletivos extras para a 26ª edição da Festa da Lavadeira

O Grande Recife Consórcio de Transporte participa da 26ª edição da Festa da Lavadeira, disponibilizando 13 ônibus a mais para os usuários, que desejarem acompanhar a celebração. A festa, que neste ano será realizada, pela primeira vez, no Recife Antigo, terá quatro palcos espalhados pelo bairro: Marco Zero, Rua da Moeda, Rua do Observatório e Praça do Arsenal.

A partir das 8h, o Consórcio separou 10 coletivos para levar as pessoas ao local do evento. Os ônibus estarão distribuídos em oito terminais de integração. Serão: Cabo (2), Macaxeira (2), Igarassu (1), Caxangá (1), Recife (1), Camaragibe (1), PE-15 (1) e TI Pelópidas Silveira (1), em Paulista. Os mesmos ônibus utilizados na ida estarão à disposição na volta.

Na volta para casa, das 17h30 às 22h, o Grande Recife colocará 13 veículos para o Terminal do Cais de Santa Rita, área central mais próxima ao evento. Outras informações sobre a programação, ou dúvidas sobre a operação, os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente do Grande Recife pelo telefone 0800 081 01 58.

Lista dos ônibus extras (01/05)

Ida à Festa da Lavadeira – Total 10 veículos

Terminal Integrado do Cabo – 2 ônibus
Terminal Integrado da Caxangá – 1 ônibus
Terminal Integrado da PE-15 – 1 ônibus
Terminal Integrado de Camaragibe –1 ônibus
Terminal Integrado do Recife – 1 ônibus
Terminal Integrado da Macaxeira – 2 ônibus
Terminal Integrado de Igarassu –1 ônibus
Terminal Integrado Pelópidas da Silveira –1 ônibus

Volta para casa – Total 13 veículos

Cais de Santa Rita – 13 ônibus



GRCT

Consórcio muda itinerário de linhas que atendem ao Aeroporto e Casa Amarela

 
 Créditos: Guto de Castro/Acervo

O Grande Recife Consórcio de Transporte vai alterar o itinerário de duas linhas. As mudanças se darão a partir de amanhã (28 de abril). Para a linha 042 - Aeroporto (Opcional), a modificação proporcionará aos usuários uma opção de ônibus que circule na área interna do Aeroporto Internacional do Recife no sentido subúrbio/cidade. Já para a linha 532 – Casa Amarela (Cabugá), a alteração é decorrente de modificações em vias que fazem parte do percurso feito normalmente.

A linha 042 – Aeroporto (Opcional) estendia seu percurso para circular dentro do Aeroporto apenas no sentido cidade/subúrbio. Agora, atendendo a solicitação dos usuários que faziam o percurso com destino ao aeródromo, a linha 042 circulará dentro do complexo nos dois sentidos.

Em relação à linha 532 – Casa Amarela (Cabugá), a alteração de itinerário ocorre no sentido cidade/subúrbio em virtude da proibição, feita pela Companhia de Trânsito e Transporte Urbano - CTTU, do giro à esquerda para sair da Avenida Norte e entrar na Rua General Abreu e Lima, no bairro do Rosarinho. No novo trecho de acesso, o Consórcio implantou duas paradas provisórias para embarque/desembarque dos usuários (detalhes abaixo).

Dúvidas, sugestões e reclamações podem ser feitas pela Central de Atendimento no telefone 0800.081.0158 ou acessando o site www.granderecife.pe.gov.br.

Novo itinerário completo da linha 042 – Aeroporto (Opcional):

Sentido subúrbio/cidade

•Praça Ministro Salgado Filho (Lado Oeste);
•Avenida Mascarenhas de Moraes;
•Viaduto Sul;
•Avenida Mascarenhas de Moraes;
•Rua Dez de Julho;
•Rua Vinte de Janeiro;
•Avenida Barão de Souza Leão;
•Avenida Mascarenhas de Moraes;
•Viaduto Norte;
•Acesso ao Aeroporto;
•Plataforma do Aeroporto(Área Interna de Embarque);
•Praça Ministro Salgado Filho;
•Viaduto Sul;
•Avenida Mascarenhas de Moraes;
•Rua Dez de Julho;
•Rua Vinte de Janeiro;
•Rua Cardoso Ayres;
•Rua Sá e Souza;
•Rua Ântonio Vicente;
•Rua José Domingues da Silva;
•Rua Barão de Souza Leão;
•Rua Padre Luiz Marques Teixeira;
•Rua Marquês de Valença;
•Rua Visconde de Jequitinhonha;
•Pátio do Shopping Center Recife (Parada 02);
•Rua Tenente Domingos de Brito;
•Rua Ernesto de Paula Santos;
•Avenida Conselheiro Aguiar;
•Avenida Engenheiro Antônio Góes;
•Ponte Governador Agamenon Magalhães;
•Avenida Engenheiro José Estelita;
•Viaduto das Cinco Pontas;
•Cais Santa Rita;
•Ponte Doze de Setembro;
•Avenida Alfredo Lisboa;
•Praça Barão do Rio Branco (Marco Zero);
•Avenida Marquês de Olinda;
•Ponte Conde Maurício de Nassau;
•Rua Primeiro de Março;
•Praça da Independência;

Sentido cidade/subúrbio

•Avenida Guararapes;
•Ponte Duarte Coelho;
•Avenida Conde da Boa Vista;
•Rua Dom Bosco;
•Avenida Governador Agamenon Magalhães;
•Ponte Papa João Paulo II;
•Viaduto Capitão Temudo;
•Rua Capitão Temudo;
•Ponte Governador Paulo Guerra;
•Avenida Herculano Bandeira;
•Avenida engenheiro Domingos Ferreira;
•Rua Padre Carapuceiro;
•Rua Fernando Simões Barbosa;
•Rua Jack Ayres;
•Pátio do Shopping Center Recife(Parada 01);
•Rua Bruno Veloso;
•Avenida Engenheiro Domingos Ferreira;
•Rua Barão de Souza Leão;
•Rua Sá e Souza;
•Rua João Cardoso Ayres;
•Rua Vinte de Janeiro;
•Rua Dez de Julho;
•Rua Waldemar Nery Monteiro;
•Rua Barão de Souza Leão;
•Viaduto Norte;
•Acesso ao Aeroporto;
•Plataforma do Aeroporto (Área Interna de Embarque);
•Praça Ministro Salgado Filho (Lado Oeste).


Novo itinerário completo da linha 532 – Casa Amarela (Cabugá):

Sentido subúrbio/cidade

•Avenida Professor;
•Cláudio Selva;
•Avenida Sítio dos Pintos;
•Rua Dom Manoel de Medeiros;
•Rua Manoel Simões;
•Rua Dom Manoel de Medeiros;
•Praça Farias Neves (Pça. de Dois Irmãos);
•Rua Dois Irmãos;
•Rua Apipucos;
•Avenida Dezessete de Agosto;
•Estrada do Arraial;
•Rua Raimundo Freixeiras;
•Estrada das Ubaias;
•Rua Paula Batista;
•Estrada do Arraial;
•Rua Desembargador Góes Cavalcante;
•Praça de Parnamirim;
•Avenida Parnamirim;
•Avenida Rui Barbosa;
•Rua Tito Rosas;
•Rua Padre Roma;
•Rua do Futuro;
•Avenida Santos Dumont;
•Rua Doutor José Maria;
•Avenida Norte;
•Avenida Cruz Cabugá;
•Rua do Hospício;
•Rua do Riachuelo;
•Rua da Aurora;
•Ponte Princesa Isabel;
•Rua do Sol;
•Rua Floriano Peixoto;
•Rua do Peixoto;
•Praça das Cinco Pontas;
•Avenida Sul Recife Cais Santa Rita.


Sentido cidade/subúrbio

•Terminal de Passageiros Santa Rita;
•Avenida Martins de Barros;
•Rua Primeiro de Março;
•Praça da Independência;
•Avenida Guararapes;
•Ponte Duarte Coelho;
•Rua da Aurora;
•Rua João Lira;
•Avenida Visconde de Suassuna;
•Rua Treze de Maio;
•Avenida Norte;
•Avenida Santos Dumont;
•Rua Couto Magalhães;
•Rua 13 de Julho;
•Rua General Abreu e Lima;
•Rua Regueira da Costa;
•Rua Doutor José Maria;
•Avenida Conselheiro Rosa e Silva;
•Estrada do Arraial;
•Rua Dona Ana Xavier;
•Rua Paula Batista;
•Estrada das Ubaias;
•Rua Raimundo Freixeiras;
•Estrada do Arraial;
•Rua Apipucos;
•Rua Dois Irmãos;
•Praça Farias Neves (Praça de Dois Irmãos);
•Rua Dom Manoel de Medeiros;
•Rua Manoel Simões;
•Rua Dom Manoel de Medeiros;
•Avenida Sítio dos Pintos;
•Avenida Professor Cláudio Selva.


Pontos de paradas provisórios:

•Avenida Santos Dumont – Lado Oposto à quadra coberta do Colégio Fazer e Crescer e à Vilma Cabeleireira.

•Rua Couto Magalhães – Defronte a casa nº. 490.

GRCT

Comil mira o mercado nordestino

 
Créditos: Comil/Divulgação
 
Uma loja especializada em vendas de ônibus da Comil, peças de reposição, assistência técnica e reformas de veículos. Assim pode ser definido o Shopping do Ônibus, novo estabelecimento comercial inaugurado na sexta-feira 27, em Recife (PE). O projeto está sendo estruturado pelo empresário Paulo Cordeiro, representante da Comil Ônibus no Nordeste, em parceria com a empresa. A loja atenderá a demanda de serviços de toda a região, englobando os estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Sergipe. “Através dessa estrutura, a marca torna-se cada vez mais presente no dia a dia dos seus clientes, oportunizando, assim, um atendimento de pós-venda mais ágil e eficaz para esse mercado em especial”, afirma Cordeiro.

 No evento de inauguração, estarão presentes cerca de 200 convidados, entre clientes e o time de gerentes da Comil, de Erechim (RS). “Nossa expectativa de vendas é grande, levando em consideração o crescimento da região e a grande demanda por esse tipo de serviço no Nordeste”, completa Cordeiro. Na ocasião, serão expostos os ônibus modelo Svelto Urbano 2012 das empresas Itamaracá, Globo e Cidade Alta, todas pertencentes ao setor de transporte público de Recife.

 Pernambuco vive um grande momento de crescimento econômico e social, mobilizado pelas obras da Copa do Mundo de 2014, que terá Recife como uma das cidades-sede do evento. O governo estadual está investindo pesado em obras do Programa de Mobilidade, como a construção do Corredor Leste-Oeste e também do Terminal Integrado Cosme e Damião e do Ramal Cidade da Copa. As empresas do setor de transporte coletivo da cidade de Recife pegam carona nesse bom momento, renovando suas frotas e atendendo a população com um serviço de qualidade. O crescimento da Comil na região está atrelado a esses fatores e também ao atendimento diferenciado de Pós vendas.

Comil

Scania projeta ano mais difícil que 2011

Segmento de ônibus deve se normalizar no segundo semestre

Créditos: Guto de Castro/Acervo

No ano passado, a Scania obteve seu melhor resultado no segmento de ônibus desde 1991, com 1.652 unidades comercializadas. No entanto, 2012, não promete ser tão animador e o volume de chassis negociados deve ser menor do que o de 2011, é o que garante Wilson Pereira, gerente executivo de Vendas de Ônibus da empresa.

Segundo o executivo, o mercado já esperava uma retração para este ano, principalmente, no primeiro semestre. Pereira explica que a transição de tecnologia causa uma apreensão do mercado e um arrefecimento nas vendas é algo normal.

No entanto, o gerente executivo espera uma melhora no segundo semestre. “Em 2012, teremos uma média entre o ano passado e o anterior”, afirma. Pereira também ressalta que, em geral, anos de eleição são fracos, pois os prefeitos não querem assumir um compromisso sem saber se continuarão nos cargos.

Ainda de acordo com o dirigente, o próximo ano deve ser positivo, uma vez que soma dois fatores que ajudam a alavancar as vendas de ônibus: novas prefeituras – que tendem a renovar as frotas de coletivos – e também a proximidade da Copa do Mundo. “No segmento urbano, 2013 deve superar 2011”, afirma Pereira.
 
Vendas de ônibus para o Chile
Se as vendas, por aqui, não parecem tão animadoras, ao menos para o Chile, a Scania tem o que celebrar. Recentemente, a montadora sueca negociou 231 chassis para operações urbanas em Santiago. Esse é o primeiro negócio da marca para atuação no Sistema Transantiago, que integra as linhas de ônibus e o metrô da cidade. Os veículos foram adquiridos pela Alsacia Express e começam a circular em setembro.

Os chassis, do modelo K 230 4X2 com piso baixo, são equipados com motores de 230 cavalos de potência, que atendem à norma de emissão de poluentes Euro 5 e também a uma mais rigorosa, a EEV (Enhanced Environmentally Friendly Vehicles).

No entanto, diferentemente da maioria dos veículos brasileiros, para atender aos padrões Euro 5, os ônibus não utilizam a tecnologia SCR e sim a EGR, que não necessita do aditivo Arla 32. Isso acontece, pois o diesel chileno apresenta uma concentração menor de enxofre, com 15 partes por milhão da substância.

Somado à tecnologia EGR, os ônibus são equipados com turbogeometria variável, filtro de partículas incorporado e sistemas de injeção de alta pressão e de pós-tratamento de gases com catalisador de oxidação.

“Estamos entregando veículos com filtro de partículas que atendem a normas mais rigorosas do que a exigida pela legislação vigente no Chile, a Euro 3. Com motor de alta tecnologia, os veículos proporcionam simultaneamente melhor custo operacional e menores níveis de emissão de poluentes, entre outros benefícios”, diz André Rodrigues Oliveira, gerente de negócios da Scania na América Latina.

Portal Web TransPo

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Comil Svelto V chega com força total no Recife

A nova versão do modelo urbano mais famoso da Comil, o Svelto V, acaba de chegar ao Recife. Três empresas trazem grandes lotes. Alguns, inclusive já entraram em circulação.

A primeira a trazer a novidade foi a Globo. Cliente de longa data da Comil, os veículos possuem chassi Mercedes-Benz OF-1722 e tem bancada alcochoada, estando divididos entre tamanho padrão e alongados.

Créditos: Thiago Santos/Ônibus Brasil

Depois, a Cidade Alta também começou a surgir com suas novidades. O Svelto V vem encarroçado nos chassis Volkswagen 17-230 EOD V-Tronic e Mercedes-Benz OF-1722, todos tamanho padrão.
Créditos: Carlos Jose Gomes/Ônibus Brasil

A Itamaracá não ficou pra trás: está trazendo 30 unidades do novo Svelto V, todas no chassi Volkswagen 17-230 EOD V-Tronic alongados. A surpresa é que a empresa volta a comprar carros na sua cor padrão, após 4 anos.
Créditos: Adão Henrique dos Santos/Ônibus Brasil

Créditos: Tulio Rabelo/Ônibus Brasil


Bomfim, em parceria com a Viação Bonfim, inicia as operações no trecho João Pessoa/PB X Recife/PE

A Empresa Senhor do Bomfim, com sede em Aracajú/SE, iniciou no último fim de semana, em parceria com a Viação Bonfim, de João Pessoa, as operações na linha João Pessoa/PB X Recife/PE. A Bomfim está operando com 2 veículos, os novos Paradisos G7 1200, adiquiridos recentemente pela empresa.

A Bomfim (SE) é tradicional no trecho que compreende de João Pessoa até Salvador/BA, onde realiza partidas diárias, enquanto a Viação Bonfim é referência na linha João Pessoa X Recife.

Em contato com o diretor da empresa, Sr. Edmilson, nos foi informado que essa parceria é o início de muitas conquistas que virão pela frente, "Novidades extremamente positivas irão aparecer em breve, essa é a nova era da Bonfim Paraibana" afirma Edmilson.

Recentemente a Viação Bonfim trouxe um Comil Campione Vision 3.65, procedente da Jotude, para operar na linha em carater provisório, no entanto, todas essas mudanças irão trazer diversos beneficios aos usuários do transporte rodoviário na Capital.
 
Ônibus da Paraíba

Protesto no Terminal da Macaxeira

Créditos: Aughost/Skyscraper City


Na tarde desta quarta-feira (25), por volta das 14h30, motoristas realizaram protesto no Terminal Integrado da Macaxeira, localizado na alça de contorno da BR-101 com a Avenida Norte.

Segundo a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), motoristas e cobradores fechando todas as entradas e saídas, reivindicando o direito de estacionar seus veículos particulares dentro do terminal.

O TI voltou a operar e o trânsito na BR 101 e Avenida Norte está fluindo sem retenções no momento.

JC Online

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Nápoles: 10 anos sem uma gigante do transporte pernambucano

Guto de Castro

Quando se fala sobre ônibus em Pernambuco no século passado, logo surge o nome de uma empresa: Nápoles. Não é por acaso: surgida entre Recife e Olinda, foi referência em transporte de passageiros, chegando a ser um dos maiores grupos empresariais do Brasil.

A história da Nápoles começa em 1952, quando Marcílio Fillizola ganha o direito de operar uma linha ligando o bairro de Beberibe ao Centro do Recife. A empresa viria a ser fundada oficialmente 8 anos depois, em 1960.

Aos poucos, a Nápoles começa a crescer, operando linhas que ligavam bairros de Olinda e Paulista ao Centro do Recife. Entre os bairros atendidos pela empresa, estavam: Pau Amarelo, Janga, Casa Caiada, Bairro Novo, Jardim Atlântico, e, principalmente, Rio Doce e Maranguape.

A Nápoles ingressa também no setor rodoviário, atuando em ônibus de turismo. A empresa também ganha a concessão da ANTT para operar uma linha interestadual: a Recife X Natal-RN.  O grupo também mantinha ligações com empresas na capital potiguar, como a Cidade do Sol.

A pintura da Nápoles também foi marcante: três barcos a vela na cor laranja combinavam perfeitamente com a saia verde que a empresa estampava nos seus ônibus.

Operação
Algumas das principais linhas que foram operadas pela Nápoles:

- Maranguape I
- Maranguape II
- Pau Amarelo
- Pau Amarelo/Varadouro
- Jardim Atlântico
- Rio Doce (Conde da Boa Vista)
- Rio Doce (Princesa Isabel)
- Rio Doce (Príncipe)
- Rio Doce/CDU
- Conjunto Praia do Janga
- Casa Caiada
- Rio Doce/Peixinhos (Municipal de Olinda)

Estrutura e Frota
A garagem da Nápoles era uma das maiores do estado, situada no bairro de Rio Doce, em Olinda. A via que sediava o imóvel foi uma homenagem a empresa: Avenida Nápoles, nome que permanece até hoje.

A frota da Nápoles se mostrou bastante variada ao longo de sua história. Por ser uma empresa de grande porte, sempre investiu em tecnologias modernas para a época, buscando manter sempre um grau de qualidade no serviço prestado. Confira algumas fotos:

Comil Gallegiante - Mercedes-Benz O-371 RS (1995)
Linha: Recife-PE X Natal-RN
Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo Digital
Pesquisa e Catalogação: Guto de Castro

Mercedes-Benz Monobloco O-364 - Mercedes-Benz O-364R
Linha: Recife-PE X Natal-RN
Créditos: Walky Martins do Nascimento/Ônibus Brasil

Mercedes-Benz Monobloco O-364 - Mercedes-Benz O-364R
Linha: Recife-PE X Natal-RN
Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo Digital
Pesquisa e Catalogação: Guto de Castro

Thamco Águia - Mercedes-Benz OF-1115
Linha: -
Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo Digital
Pesquisa e Catalogação: Guto de Castro

Caio Amélia - Mercedes-Benz OF-1115
Linha: -
Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo Digital
Pesquisa e Catalogação: Guto de Castro

Caio Amélia - Mercedes-Benz OF-1115
Linha: -
Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo Digital
Pesquisa e Catalogação: Guto de Castro

Nielson Diplomata 330 - Mercedes-Benz O-364 R
Linha: Turismo
Créditos: Eliziar Maciel Soares/Ônibus Brasil

Busscar Jum Buss 360 - Scania K-113 TL (6x2)
Linha: Recife-PE/Natal-RN
Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo Digital
Pesquisa e catalogação: Guto de Castro

Caio Gabriela - Mercedes-Benz OF-1113
Linha: 992 - Pau Amarelo
Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo Digital
Pesquisa e Catalogação: Guto de Castro

Engerauto Transporte II - Ford B-1618 (1995/96)
Linha: 992 Pau Amarelo
Créditos: Ricardo Aparecido Morais/Acervo

Comil Svelto II - Volkswagen 16-210 CO
Linha: 992 - Pau Amarelo
Créditos: Edmilson Bispo

 Anos 80 e primeira separação
 Em 1987, Marcílio Fillizola resolve deixar a Nápoles e acaba fundando uma nova empresa, a Rodotur. Com isso, a empresa-mãe perde algumas linhas e alguns carros, constituindo-se como a primeira baixa na história da operadora.

Anos 90: crescimento e iníco da crise
Em 1990, é inaugurado em Rio Doce o maior terminal de ônibus de Pernambuco, e que serviria de protótipo para a criação do futuro SEI (Sistema Estrutural Integrado). A Nápoles ganha a concessão da maioria das linhas do novo equipamento, constituindo-se num momento de pequeno crescimento em sua história.

Contudo, essa fase dura pouco. Em 1994, outro racha acontece na Nápoles: Marconi Fillizola deixa a sociedade e funda sua própria operadora, a Cidade Alta. Com isso, a empresa-mãe perde mais algumas linhas e parte de sua frota.

A partir daí, a Nápoles enfrenta o momento mais difícil de sua história. Os investimentos em renovação de frota caem bastante. Com isso, ônibus mais antigos são mantidos em circulação por mais tempo, gerando problemas com a conservação. Passam a ser constantes as quebras e o não-cumprimento de viagens pela empresa.

No final dos anos 90, a linha rodoviária Recife X Natal é vendida para a Progresso. A Nápoles passa, então, a concentrar sua operação no serviço urbano, numa tentativa de restabelecer-se. Contudo, isso não é suficiente para contornar a crise.

Anos 2000 e fim
 A Nápoles começa o novo milênio com uma situação bastante problemática: sua frota tinha se reduzido a apenas 34 carros (bem menos que os mais de 200 que a empresa chegara a ter 20 anos antes). Por pressão da EMTU, a empresa passa a arrendar veículos de outras empresas, o que acarreta um aumento de custos.

 Até que chega o fatídico dia: em 19 de abril de 2002, 10 anos atrás, a EMTU resolve suspender a operação da empresa por 90 dias, para ela adequar sua frota e colocá-la em condições de uso. Contudo, a crise da Nápoles era um caminho sem volta: com muitos problemas financeiros, a operadora que foi referência no transporte pernambucano nos dá adeus.

As cinco linhas operadas pela Nápoles na época foram divididas entre a Cidade Alta (Pau Amarelo, Pau Amarelo/Varadouro e Pau Amarelo/Bacurau) - que herdou também parte da frota e a garagem - e a Tamará (Rio Doce/CDU e Conjunto Praia do Janga - posteriormente repassada para a Rodotur). Essa notícia, publicada pelo Diário de Pernambuco em seu site, comenta a suspensão da empresa.

 Nos restam as lembranças das máquinas da Nápoles cruzando as ruas de Paulista, Olinda e Recife. Sem sombra de dúvidas recordações da melhor qualidade, que os donos fazem questão de guardar para sempre na memória.

Grande Recife reforça 36 linhas para o show de Paul McCartney e o Abril Pro Rock




Além de um dos shows internacionais mais esperados do ano, o de Paul McCartney, a ser realizado no Estádio do Arruda, o próximo final de semana será marcado, também, pelo Abril Pro Rock, no Chevrolet Hall. Para atender aos fãs dessas atrações, nos dias 20, 21 e 22 de abril, o Grande Recife Consórcio de Transporte preparou um esquema especial de ônibus, a partir das 18h. No total, 36 linhas farão parte da programação montada, entre reforço de frota e modificações de itinerários.

Devido às interdições de ruas e avenidas no entorno do Estádio do Arruda, oito linhas terão a frota reforçada e/ou itinerário alterado oferecendo mais opções para os usuários na ida ao show do ex beatle. Duas dessas linhas podem ser utilizadas, também, por quem vai assistir o Abril Pro Rock. Outras quatro linhas terão o itinerário modificado, além da frota reforçada, para atender os fãs do rock pernambucano. O Consórcio reforçou também a linha 043 - Aeroporto/Tacaruna (Derby) para os usuários que desejam deslocar-se diretamente do bairro de Boa Viagem para o Abril Pro Rock. Serão nove veículos e 56 viagens a mais, que, somados à frota normal (35 ônibus), farão 461 atendimentos. O reforço nessas linhas terá inicio às 18h e seguirá até às 23h. (VEJA AS LINHAS DE IDA ABAIXO).

Por serem eventos de grande porte, os shows requisitaram um reforço em 23 linhas que irão realizar atendimentos durante a madrugada, facilitando a volta para casa dos usuários. Essas linhas bacurau serão reforçadas a partir da meia-noite da sexta-feira (para quem vai para o Abril Pro Rock) e do sábado (para os que vão assistir Paul McCartney).

Para os fãs que irão assistir o show no Arruda, o Consórcio disponibiliza um reforço em cinco linhas bacurau diretas. Já para aqueles que irão para o Chevrolet Hall, outras cinco linhas diretas trafegarão com seus itinerários com frotas reforçadas para atender a demanda de volta. O Consórcio salienta aos usuários que mais 13 linhas bacurau estarão concentradas no Cais de Santa Rita, no Centro do Recife. As linhas bacurau operam levando os passageiros ao Centro do Recife, para que de lá cada um possa utilizar a opção melhor para chegar à sua residência.
Ao todo, serão mais de três mil viagens, com intervalos médios de 30 minutos, durante as madrugadas da sexta-feira para o sábado, do sábado para domingo e do domingo para segunda-feira. (VEJA AS LINHAS DE VOLTA ABAIXO).

O objetivo não é somente dar maior comodidade aos habituais usuários de ônibus, como também estimular o uso do coletivo pelas pessoas que possuem carro, de forma a evitar o excesso de veículos nos locais e, consequentemente, engarrafamentos.

Para tirar dúvidas em relação aos itinerários das linhas o Grande Recife disponibiliza o site www.granderecife.pe.gov.br ou o telefone 0800 081 0158.

SERVIÇO:

TOTAL DE LINHAS DE IDA – 13
TOTAL DE LINHAS DE IDA PAUL MCCARTNEY – 6
TOTAL DE LINHAS DE IDA ABRIL PRO ROCK – 4
TOTAL DE LINHAS QUE SERVEM PARA AMBOS OS EVENTOS – 2

TOTAL DE LINHAS BACURAU DE VOLTA – 23
TOTAL DE LINHAS BACURAU DE VOLA PAUL MCCARTNEY – 5
TOTAL DE LINHAS BACURAU DE VOLTA ABRIL PRO ROCK – 5
TOTAL DE LINHAS QUE SAEM DO CAIS DE SANTA RITA - 13


Linhas que serão reforçadas na ida para ao Arruda (Show de Paul McCartney):
532 – Casa Amarela (Cabugá)
642 – Guabiraba Córrego do Jenipapo
731 – Beberibe (Espinheiro)
741 – Dois Unidos
732 – Cajueiro
821 - Jardim Brasil I (Est. de Belém)

Linha que será reforçada na ida para o Chevrolet Hall (Abril Pro Rock):043 - Aeroporto/Tacaruna (Derby)

Linhas que, além de serem reforçadas, terão itinerário modificado na ida para o Chevrolet Hall (Abril Pro Rock):
910 - Rio Doce/Piedade
913 - PE -15 / Joana Bezerra
915 - PE-15
050 – PE -15 /Boa Viagem

Linhas que serão reforçadas na ida para ambos os eventos:
861 – Santa Casa/ Joana Bezerra
920 – Rio Doce/ CDU

Linhas Bacurau que serão reforçadas a partir da meia-noite nas proximidades do Arruda (Show de Paul McCartney):
744 - Dois Unidos (Bacurau)
745 - Alto José Bonifácio (Bacurau)
172 - Marcos Freire (Bacurau)
643 - Córrego do Jenipapo (Bacurau)
626 – Brejo (Bacurau)

Linhas Bacurau que serão reforçadas a partir da meia-noite nas proximidades do Chevrolet Hall (Abril Pro Rock):
928 - Maranguape II (Bacurau)
985 - Rio Doce (Bacurau)
995 - Pau Amarelo (Bacurau)
936 - Mirueira (Bacurau)
956 - Igarassu (Bacurau)

Linhas reforçadas no terminal das linhas Bacurau – Cais de Santa Rita:
131 – UR 02 (Bacurau)
515 - Nova Descoberta (Bacurau)
457 - São Lourenço (Bacurau)
36 – Aeroporto (Bacurau)
63 – Jardim Piedade (Bacurau)
333 – Totó (Bacurau)
362 – Curado IV (Bacurau)
827 - Jardim Brasil (Bacurau)
435 - CDU/ Várzea (Bacurau)
523 - Dois Irmãos (Bacurau)
233 – Cavaleiro (Bacurau)
146 - UR 11 (Bacurau)
254 – Jaboatão (Bacurau)

Linhas que atendem ao Chevrolet Hall (Abril Pro Rock) sem modificação:
831 - Aguazinha
838- Alto da Conquista
840- Alto da Bondade/Joana Bezerra
841- Nova Olinda
843- Alto da Bondade
844-Santa Casa
847-Alto Nova Olinda
843 – Alto da Bondade (Vila Nossa Senhora da Conceição)
850-Aguazinha/Joana Bezerra
851- Córrego do Abacaxi
911-Ouro Preto (COHAB)
916-Ouro Preto/Joana Bezerra
926-Ouro Preto (JATOBÁ II)
927-Ouro Preto (BACURAU)
930-Rio Doce/Dois Irmãos
957-Caetés I (BACURAU)
967-Igarassu (SÍTIO HISTÓRICO)
972 - Bultrins
973 – Casa Caiada
974-Jardim Atlântico
975-Amparo
976-Paulista (PREFEITURA)
981-Rio Doce (CONDE DA BOA VISTA)
982-Conjunto Beira Mar/Derby
987-Rio Doce (PRÍNCIPE)
993-Conjunto Praia do Janga
994-Conjunto Beira Mar

Linhas que atendem às proximidades do Arruda (Show de Paul McCartney) sem modificação:
621-Alto Treze de Maio
700-Beberibe/Afogados
710-Beberibe/Derby
711-Alto do Pascoal
712-Alto Santa Terezinha
713-Bomba do Hemetério
714-Alto José Bonifácio (Av. Norte)
717-José Amarino dos Reis
721-Água Fria
722-Campina do Barreto
724-Chão de Estrelas
726-Alto Santa Terezinha (Conde da Boa Vista)
730-Beberibe / Av. Norte
742-Linha do Tiro
743-Alto José Bonifácio (João de Barros)
746-Alto do Capitão
760-Dois Unidos/Derby
780-Alto Santa Terezinha/Derby
800-Dois Unidos/Afogados
810-Santa Casa/Encruzilhada
812-Sítio Novo (Av. Norte)
830-Caixa D água/Derby
840-Alto da Bondade/Joana Bezerra
850-Aguazinha/Joana Bezerra
870-Caixa D água/Afogados
914-PE-15/Afogados

GRCT

Linha 026 – TI Aeroporto/Boa Viagem terá itinerário modificado a pedido de usuários

Créditos: Guto de Castro/Acervo


O Grande Recife Consórcio de Transporte informa que a partir de amanhã (18 de abril) a linha 026 – TI Aeroporto/Boa Viagem terá seu itinerário modificado, estendendo seu percurso para a Avenida Engenheiro Antônio de Góes, passando pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), no bairro do Pina.

Por solicitação dos usuários, a linha 026 deixará de passar na ida (terminal/ponto de retorno) no Shopping Center Recife e nas ruas Ribeiro de Brito, Visconde de Jequitinhonha, Tenente Domingos de Brito e Ernesto de Paula Santos, seguindo o trajeto descrito abaixo. Para os passageiros que se deslocavam para estes endereços a opção, agora, é a linha recém inaugurada 023 - TI Aeroporto/ Tancredo Neves.

Dúvidas, sugestões e reclamações podem ser esclarecidas pela Central de Atendimento no telefone 0800.081.0158 ou acessando o site www.granderecife.pe.gov.br.


Novo itinerário completo da linha:
Terminal/Ponto de retorno

• Terminal Integrado Aeroporto;
• Rua Dez de Julho;
• Rua Capitão Zuzinha;
• Rua Doutor Vicente Gomes;
• Rua Setúbal;
• Av. Conselheiro Aguiar;
• Av. Antônio de Góes – até o Dnit;

Ponto de Retorno/Terminal

• Rua Cacilda Iolanda Porciúncula;
• Rua Manuel de Brito;
• Rua República Árabe Unida;
• Rua Arquiteto Augusto Reinaldo;
• Av. Herculano Bandeira;
• Av. Engenheiro Domingos Ferreira;
• Rua Padre Carapuceiro;
• Rua Fernando Simões Barbosa;
• Rua Jack Ayres;
• Pátio do Shopping Recife (Parada 1);
• Rua Bruno Veloso;
• Av. Engenheiro Domingos Ferreira;
• Rua Barão de Souza Leão;
• Viaduto Norte;
• Acesso ao Aeroporto;
• Av. Marechal Mascarenhas de Morais;
• Praça Ministro Salgado Filho;
• Viaduto Sul;
• Av. Marechal Mascarenhas de Morais;
• Rua Dez de Julho;
• Terminal Integrado Aeroporto. 

GRCT

Consórcio licita boxes e lanchonetes dos novos terminais integrados

Créditos: Guto de Castro/Acervo


O Grande Recife Consórcio de Transporte informa que está disponível em seu site a Licitação de concorrência para Permissão de Uso de espaços para exploração comercial nos novos terminais integrados de ônibus. A recepção e a abertura dos envelopes serão realizadas no dia 15 de maio de 2012, às 14h, no Ginásio de Esportes da Secretaria Estadual de Educação, localizado na Av. Afonso Olindense n.º 1513, bairro da Várzea.

A licitação abrange a disponibilização de boxes e lanchonetes construídos nos terminais integrados do Aeroporto (já inaugurado) Tancredo Neves, Xambá e Cajueiro Seco (a serem inaugurados). Ao todo são seis boxes, três no Terminal Integrado Tancredo Neves e três no Terminal Integrado do Cajueiro, e quatro lanchonetes, uma em cada terminal.

Podem concorrer ao processo licitatório pessoas físicas e jurídicas. Serão contemplados aqueles que fizerem a maior oferta de preço para o pagamento da remuneração mensal da Permissão de Uso de Bem Público. E apenas um único box ou lanchonete será concedido ao licitante, independentemente do terminal escolhido. O prazo da concessão é de cinco anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Todos os documentos necessários para a composição dos envelopes, a serem entregues pelos licitantes, estão especificados no Edital que está disponível na página web do Grande Recife, www.granderecife.pe.gov.br, ou ainda, pode ser adquirido na sede do Consórcio, localizado no Cais de Santa Rita, nº 600, bairro de Santo Antônio, sob taxa de R$ 10.

A divulgação do resultado, após análise realizada pela Comissão de Licitação do Grande Recife, será feita através do Diário Oficial, da página do Consórcio e dos meios de comunicação de grande circulação.

SERVIÇO
Recepção e Abertura dos Envelopes
Data: 15/05/2012
Horário: 14h
Local: Ginásio de Esportes da Secretaria Estadual de Educação - Av. Afonso Olindense n.º 1513, bairro da Várzea.
Nº de Boxes licitados: 6 (seis)
Nº de Lanchonetes licitadas: 4 (quatro)
Terminais Integrados: Aeroporto (já inaugurado), Tancredo Neves, Xambá e Cajueiro Seco (a serem inaugurados).
GRCT

PE rescinde contrato com consórcio responsável por monitorar ônibus

Decisão será publicada no Diário Oficial do Estado até o dia 24 de abril. Multa pode chegar a R$ 400 mil, referente a 2% do valor do contrato.

Créditos: Guto de Castro/Acervo

O governo de Pernambuco decidiu, nesta quarta-feira (18), rescindir o contrato com o Consórcio Cittati, Midiavox, Cercap, responsável pelo Sistema Inteligente de Monitoramento da Operação (Simop). Lançado no último dia 20 de março, o Simop monitoraria, via GPS, a frota de três mil ônibus que circula na Região Metropolitana do Recife (RMR). A rescisão será publicada no Diário Oficial do Estado até a próxima terça-feira (24), assim como o valor da multa, que pode chegar até R$ 400 mil, equivalente a 2% do contrato, totalizado em R$ 22 milhões.

A decisão foi tomada depois que o prazo dado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT) para que as empresas retomassem o serviço de SMS, que informava o horário dos ônibus aos passageiros, foi esgotado. O serviço estava suspenso desde o dia 10 de abril por apresentar sucessivas falhas e deveria voltar ao normal nesta quarta (18), conforme notificação publicada no Diário Oficial na última sexta-feira (13).

O consórcio Citatti, Midiavoz, Cercap poderá, ainda, ser considerado inidôneo e, com isso, ter vedada sua participação em qualquer outra licitação pública, seja no Executivo, Legislativo ou Judiciário. O governo informou que, em 60 dias, um novo edital de licitação deve ser publicado para contratação de uma nova empresa para prestação dos serviços.

Por lei, o consórcio Cittati, Midiavox, Cercap tem até esta sexta-feira (20) para se defender da rescisão. Mas, segundo o Grande Recife, a decisão já está tomada, independentemente da defesa. Em nota, informou que, além do SMS, as empresas também deixaram de cumprir com os serviços de portal de voz e serviços da web, entre eles o roteirizador, que mostraria as melhores opções de itinerário para os usuários que estiverem em qualquer ponto da RMR. O prazo para paralisção total do funcionamento do Simop ainda está sendo definido.

Além do SMS

O disparo de torpedos com os horários dos ônibus faz parte do Simop, que além desse serviço, também disponibilizaria informações dos coletivos que estão parados ou chegando nos terminais de integração da RMR, por meio de telões LED instalados em terminais de passageiros.

O sistema ainda é responsável pelo Central de Monitoramento da Operação (CMO), instalada na sede do Grande Recife Consórcio de Transporte, que permite acompanhamento em tempo real de todas as viagens realizadas pelos coletivos que estão circulando. Essas informações são captadas através de aparelhos GPS que estão instalados nos ônibus.


G1 PE

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Fãs de Paul têm ônibus expressos para o Arruda




Os fãs de Paul McCartney terão vinte ônibus saindo do Shopping Tacaruna para o estádio do Arruda, na Zona Norte do Recife, onde acontecem os shows do ex-Beatle no próximo final de semana. A passagem custa R$ 5 e inclui ida e volta.

A experiência é baseada no Expresso da Folia, que acontece no Carnaval recifense. As viagens são das 16h até por volta das 2h. Além do valor da passagem, quem deixar o carro no estacionamento do shopping deve pagar os R$ 5 referentes ao serviço.

A venda do bilhete será feita apenas no Tacaruna. Por isso, os fãs devem guardá-lo o seu com cuidado para garantir a volta do Arruda.

Segundo a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), que promove o Expresso, os veículos têm elevadores para a acessibilidade de pessoas com deficiência.

NE 10

Medidas de incentivo à indústria podem reverter estimativas de queda na produção de ônibus

Mesmo assim, indústria diz que incentivos devem ser maiores para contemplar mais setores.

Carroceria de ônibus em fase de finalização. A medida de incentivos à indústria anunciada pelo Governo Federal podem reverter as estimativas de queda nas vendas de ônibus e caminhões em 2012. Mesmo assim, a indústria pede ações menos pontuais e mais estruturais.


Representantes de empresas que produzem ônibus e caminhões se mostraram otimistas em relação ao pacote de incentivos à indústria, anunciado pelo Governo Federal na semana passada. Os objetivos são diminuir os efeitos da desaceleração econômica e proteger a indústria dos produtos importados, que entram no País com preços mais baixos, em especial os chineses.

O pacote é destinado para 15 setores diferentes, mas o de máquinas e equipamentos e o de ônibus e caminhões devem ser os mais beneficiados, de acordo com analistas econômicos. Entre as medidas que mais devem impactar positivamente a fabricação de ônibus e caminhões estão a desoneração tributária sobre as folhas de pagamento e diminuição do custo do crédito para a aquisição dos veículos.
A contribuição sobre as folhas de pagamento de 20% foi substituída pela incidência de 1% sobre a Receita Bruta.

O índice de 1% foi calculado por técnicos do Ministério da Fazenda para que realmente a substituição significasse queda no total de impostos pagos. A alíquota neutra, ou seja, aquela que daria no mesmo se houvesse a substituição, é de 2,19% para o setor de veículos comerciais pesados. Outras medidas importantes dizem respeito ao crédito.

Por serem de alto valor, normalmente ônibus, caminhões, máquinas e equipamentos são adquiridos por meio de financiamento. E algumas linhas se tornaram mais interessantes para os compradores. Exemplo é a PIS – Finame, do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.
As taxas de juros que eram de 10% ao ano foram reduzidas neste período para 7,7%. O prazo para pagamento subiu de 96 meses para 120 meses.

O valor financiado agora pode chegar a 100% do bem. Antes o teto era de 80%. Com este pacote, as estimativas de queda nas vendas e produção de ônibus e caminhões podem ser revertidas. No ano passado, os empresários de ônibus e donos de caminhões anteciparam a renovação de suas frotas prevista para 2012. Isso porque, desde janeiro está em vigor a fase P 7 do Proconve – Programa Nacional de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, com base nas normas Euro V, que deixam os veículos a diesel bem menos poluentes. A redução na emissão de NOx – óxidos de nitrogênio pode chegar a 60% com o uso do diesel S 50 (com menos partículas de enxofre) e a queda nos materiais particulados pode ser de 80%.

Mas estes mesmos veículos para alcançarem estes níveis de menores emissões necessitam de tecnologias mais avançadas e ainda inéditas no mercado brasileiro, o que eleva o preço final dos ônibus, caminhões e vans em até 15%.

Então, os frotistas se apressaram para não terem de pagar estes maiores valores. Para alcançarem as metas de menor poluição, muitos modelos usam o sistema de Redução Catalítica Seletiva- SCR, que depende da adição de um fluido a base de uréia industrial, o ARLA 32. O fluido é colocado num tanque separado do tanque de combustível e injetado no sistema de escape dos ônibus e caminhões.
As montadoras dizem que os veículos de padrão Euro V consomem menos combustível, o que compensaria o custo do ARLA.

Mesmo assim, os empresários preferiram não arriscar e compraram ônibus e caminhões com tecnologia de redução de emissão de poluentes antiga, a Euro III. Os veículos Euro III não puderam ser fabricados desde janeiro, mas a comercialização foi possível até o último dia 31 de março de 2012.
Apesar desta antecipação, o mercado entende que ainda há muita frota que tem de ser renovada. As eleições municipais de outubro se aproximam e no contexto de Copa do Mundo e Olimpíadas, as cidades tentam modernizar seus sistemas de mobilidade, o que vai resultar em compra de mais ônibus novos. Essas obras de mobilidade e as obras típicas de épocas de eleições também demandam para mais caminhões, principalmente os voltados para a área de construção civil.

O mercado acredita que antes das medidas anunciadas pelo Governo Federal tais obras e serviços de transportes seriam prestados com veículos renovados no ano passado ou mais antigos.
No entanto, nem tudo é otimismo. Apesar de ser visto como positivo, o pacote é entendido como muito pontual e que não resulta em alterações estruturais na política industrial.

A desoneração fiscal e proteção à indústria nacional dos importados deveriam contemplar, na opinião do setor, medidas de ajuste tributário e de produção, inclusive com reformas nestas áreas. Se o pacote de estímulos industriais beneficiou alguns setores, para “cobrir a queda de arrecadação”, o Governo onerou outros.

É o caso de bebidas frias, que terá aumentos de alíquotas. Isso deve afetar não apenas bebidas alcoólicas, mas também o setor de refrigerantes, composto por diversas médias e pequenas distribuidoras que se veem em risco. A falta de ações rápidas em relação à triangulação dos produtos importados também é alvo de críticas.

Triangulação é quando um país que possui restrições de produtos em outra nação usa um terceiro país para passar seus produtos. É o caso dos produtos chineses via Uruguai. Há restrições em relação à entrada dos bens chineses no Brasil, principalmente de ordem tributária.

Mas no contexto do Mercosul, o Uruguai é parceiro comercial do Brasil. Alguns produtos têm a maioria dos componentes fabricada na China e são montados no Uruguai. A crítica é que até o Brasil tomar alguma atitude em relação a esta triangulação, os chineses já encontraram outro país para a prática. O temor em relação à China é pelo baixo custo de seus produtos, que mesmo com os impostos de importação ainda saem mais baratos que os similares nacionais.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.


Ônibus Brasil

Já está em vigor lei sobre mobilidade urbana

Incentivo aos transportes públicos e tributação sobre os deslocamentos individuais são alguns dos pontos da Política Nacional de Mobilidade Urbana

Créditos: Marcos Roberto Castro/Acervo


Entrou em vigor nesta sexta-feira, dia 13 de abril de 2012, a Lei 12.587, chamada de Lei da Mobilidade, que institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana. É o marco legal que o Governo Federal teve maior participação até agora nas questões relativas ao trânsito e aos transportes públicos, assuntos que eram praticamente empurrados apenas para os governos estaduais e municipais.

Com a lei, o gerenciamento e as definições sobre a mobilidade continuam sendo de responsabilidade dos poderes locais. Mas a lei de mobilidade estabelece diretrizes que podem ser seguidas e também condiciona a liberação dos financiamentos federais aos estados e municípios de acordo com o cumprimento destas diretrizes.

As intenções e os pontos da lei representam avanços, mas não são perfeitos. Por exemplo, a lei estabelece que as cidades, com a participação dos estados, ofereçam gratuidades e integração entre os diferentes modais de transporte: ônibus, trem e metrô.

Mas ainda não são claras as formas de custeio destas integrações e gratuidades. Hoje quem paga são os próprios passageiros através de tarifas mais altas. Num quadro geral, os subsídios são poucos ou inexistentes. E tem também a questão básica brasileira de as leis saírem do papel.

Há correntes que podem dizer que a Lei só foi aprovada porque as cidades precisam modernizar seus sistemas de mobilidade para atenderem a maior demanda e não fazerem feio durante a Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016. Talvez estes eventos esportivos tenham dado uma ajudazinha para o projeto virar lei, mas ele já existe há 17 anos, quando o Brasil nem era tetra.

Fato é que agora há segurança jurídica para os municípios investirem e exigirem financiamentos para os investimentos em mobilidade. Além disso, os municípios, para financiarem os transportes públicos, que devem ser priorizados, podem criar, também com mais segurança jurídica, taxas e tributos sobre a circulação de veículos particulares, como o pedágio urbano.

O rodízio de veículos, hoje aplicado na Capital Paulista, que restringe a circulação de parte dos carros de acordo com o final das placas, e as restrições a caminhões, também são instrumentos previstos pela lei. Além dos transportes coletivos, os deslocamentos a pé e de bicicleta também devem receber prioridade nos investimentos.

CONFIRA ALGUNS DOS PRINCIPAIS PONTOS DA LEI DA MOBILIDADE URBANA:
- Prioridade dos modos de transporte não motorizados e dos serviços públicos coletivos sobre o transporte individual motorizado.

- Restrição e controle de acesso e circulação, permanente ou temporário, de veículos motorizados em locais e horários predeterminados.

- Estabelecimento de padrões de emissão de poluentes para locais e horários determinados, podendo condicionar o acesso e a circulação aos espaços urbanos sob controle.

- Possibilidade de cobrança pela utilização da infraestrutura urbana, para desestimular o uso de determinados modos e serviços de mobilidade. A receita deverá ser aplicada exclusivamente em infraestrutura urbana destinada ao transporte público coletivo e ao transporte não motorizado e no financiamento do subsídio público da tarifa de transporte público.

- Dedicação de espaço exclusivo nas vias públicas ao transporte público coletivo e a modos de transporte não motorizados.

- É direito dos usuários participar do planejamento, da fiscalização e da avaliação da política local de mobilidade urbana.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.


Ônibus Brasil

sábado, 14 de abril de 2012

Ônibus extras para o Clássico das Multidões


Sport e Santa Cruz jogam pela liderança do Campeonato Pernambucano 2012, em partida a ser realizada no domingo, às 16h, no estádio da Ilha do Retiro. E para garantir a ida e a volta dos torcedores que desejarem acompanhar o Clássico das Multidões, o Grande Recife reforçou a frota em 15 veículos. Além dos coletivos citados, os usuários podem utilizar 33 linhas que atendem o entorno do estádio.

Na operação de ida ao estádio, a partir das 13h30, sete ônibus serão distribuídos em três terminais da seguinte forma: quatro estarão no TI de Afogados, dois no da PE-15 e mais um no TI de Rio Doce. Já na volta pra casa, após às 16h30, esses sete se juntam com mais oito no Terminal Integrado de Joana Bezerra, totalizando 15 veículos.

Outras informações - sobre o reforço, itinerários, paradas de ônibus, entre outras – podem ser obtidas através da Central de Atendimento ao Cliente, pelo do número 0800 081 0158, ou pelo site: http://www.granderecife.pe.gov.br.

Lista do esquema de estocagem – Total de 15 veículos
Ida ao jogo

Terminal Integrado de Afogados – 4 ônibus
Terminal Integrado da PE-15 – 2 ônibus
Terminal Urbano de Rio Doce – 1 ônibus
Total – 7 veículos

Volta para casa

Terminal Integrado de Joana Bezerra – 15 coletivos
Total – 15 veículos

Lista das linhas que atendem ao entorno da Ilha do Retiro

1-Pela Rua Sport Clube do Recife:

311-Bongi (Afogados)
313-San Martin (Abdias de Carvalho)
314-Mangueira
331-Totó (Jardim Planalto)
332-Totó (Abdias de Carvalho)
341-Curado I
351-Curado II
361-Curado IV - R. 14
363-Curado IV - Av. 01
421-Torrões
431-Cidade Universitária

2-Pela Praça Euclides da Cunha (Rua Benfica, bairro da Madalena):

312-Mustardinha
315-Bongi
321-Jardim São Paulo (Abdias de Carvalho)
324-Jardim São Paulo (Piracicaba) Via San Martim
413-Avenida do Forte
414-Torre
415-Sítio das Palmeiras
416-Roda de Fogo
422-Monsenhor Fabrício
423-Engenho do Meio
425-Barbalho (Detran)
432-CDU (Várzea)
433-Brasilit
440-CDU/Caxangá/Boa Viagem
442-Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445-Tabatinga
446-UR-07
448-Jardim Petrópolis
450-Camaragibe (Conde da Boa Vista)
480-Camaragibe/Derby
481-Timbi/Derby

GRCT

Usuários ganham nova linha no TI Aeroporto


Créditos: Guto de Castro/Acervo


A partir da próxima segunda-feira (16/04), o Grande Recife Consórcio de Transporte inaugura mais uma linha no Terminal Integrado do Aeroporto. A linha 023 – TI Aeroporto/ Tancredo Neves será uma opção para os usuários que desejam deslocar-se do TI Aeroporto com destino ao Shopping Center Recife, além de fornecer mais quatro pontos de parada, sendo duas na Rua Ernesto de Paula Santos e outras duas na Rua Ribeiro de Brito.

A nova linha contará com uma frota composta de 10 ônibus. Já nos dias úteis (de segunda à sexta) serão quatro ônibus que farão 73 viagens, nos horários de pico, com intervalos de 12 minutos. Aos sábados e domingos serão três ônibus, em cada dia, distribuídos em 57 viagens, nos horários de pico, em intervalos de 15 minutos.

Com a criação da linha 023 – TI Aeroporto / Tancredo Neves, a linha 021- Q.G. Aeronáutica terá sua operação suspensa. Sendo assim, os usuários do Jordão que faziam uso dessa linha para chegar ao Centro do Recife terão, agora, que pegar a linha 152-Jordão Baixo / TI Aeroporto e, do TI Aeroporto, terão a opção de utilizar a integração via ônibus ou metrô.

Para aqueles que utilizam a linha 021- Q.G. Aeronáutica para deslocar-se para a Avenida Antônio Falcão terão que ao chegar no TI Aeroporto, pegar a nova linha. Os usuários estão sendo informados por meio de cartazes em todos os ônibus da linha 021 e nas paradas das Avenidas Mascarenhas de Morais, Maria Irene e Conselheiro Aguiar. Uma equipe de divulgadores já está nas ruas, distribuindo panfletos nos seguintes locais: terminais integrados do Aeroporto e Afogados, no Terminal Urbano de Santa Rita, dentro do Shopping Recife (Parada 02) e no miniterminal da linha 021 - Q.G Aeronáutica.

Outras dúvidas, sugestões e reclamações também podem ser esclarecidas pelo telefone 0800.081.0158 ou acessando o site www.granderecife.pe.gov.br.


Itinerário completo da linha:
Terminal/Ponto de retorno

• Terminal Integrado Aeroporto;
• Rua Dez de Julho;
• Rua Vinte de Janeiro;
• Rua Barão de Souza Leão;
• Avenida Marechal Mascarenhas de Morais;
• Alça Ascendente do Viaduto Tancredo Neves;
• Viaduto Tancredo Neves;
• Rua Ernesto de Paula Santos;
• Rua Visconde de Jequitinhonha;
• Pátio do Shopping Center Recife (parada dois);

Ponto de Retorno/Terminal

• Rua Tenente Domingos Brito;
• Rua Ribeiro de Brito;
• Alça Descendente do Viaduto Tancredo Neves;
• Avenida Marechal Mascarenhas de Morais;
• Rua Joaquim Bandeira;
• Rua Alfredo Marcondes;
• Rua Antonio Torres Galvão;
• Rua Pedro Paes Mendonça;
• Rua Félix de Brito Melo;
• Avenida Conselheiro Aguiar;
• Rua Antônio Falcão;
• Avenida General Mac Arthur;
• Avenida Marechal Mascarenhas de Morais;
• Rua Dez de Julho;
• Terminal Integrado Aeroporto.

GRCT

Empresas têm até o dia 18 de abril para retornar o serviço de SMS nos ônibus



O Consórcio Cittati, Midiavox, Cercap – responsável pelo serviço de informações dos horários dos ônibus aos usuários, via SMS, pode ser penalizado com aplicação de multa, rescisão do contrato e ainda ficar impedido de disputar outras licitações públicas.

Termina na próxima quarta-feira (18) o prazo dado pelo Governo do Estado para que as empresas Cittati, Midiavox e Cercap voltem a fornecer aos usuários de ônibus o serviço de SMS com os horários de chegada dos coletivos nas paradas da Região Metropolitana do Recife.

O serviço, contratado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte, apesar de estar funcionando em fase de teste, foi suspenso para que as empresas ganhadoras da lilicitação corrijam as falhas apontadas pelos técnicos do Grande Recife, como a geração de informações erradas e/ou imprecisas, encaminhadas aos usuários.

O serviço, que começou a funcionar em 20 de março, ficaria em teste até o dia 20 de abril, mas diante da quantidade de falhas identificadas pelos técnicos, o Consórcio Grande Recife tomou a decisão de pedir a suspensão do serviço, notificar as empresas e abrir um processo administrativo. Esta advertência foi publicada no Diário Oficial de hoje (13).

Com esse processo administrativo, as empresas Cittati, Midiavox e Cercap têm até a terça-feira (16) para fazer sua defesa e apresentar ao Consórcio Grande Recife, que vai analisar e definir as possíveis penalidades previstas no contrato, que podem variar entre a aplicação de multas, rescisão do contrato e até a vedação para participar de qualquer outra licitação pública, seja no executivo, legislativo ou judiciário.

O SMS faz parte de um conjunto de serviços ofertados pelo SIMOP – Sistema Inteligente de Monitoramento da Operação -, coordenado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte. Orçado em R$ 20 milhões, o Sistema Inteligente de Monitoramento da Operação (SIMOP) é uma ferramenta que funciona por meio de GPS (Sistema de Posicionamento Global), proporcionando ao Consórcio Grande Recife o monitoramento em tempo real da posição e localização dos três mil ônibus que operam nos 14 municípios da Região Metropolitana; a velocidade em que eles estão trafegando e o tempo de viagem de cada linha.

O SIMOP também disponibiliza aos mais de 800 mil passageiros que circulam diariamente nos Terminais de Integração da RMR, painéis de LCD com os horários de chegada e saída dos ônibus e as linhas disponíveis em cada TI. Hoje, dos 14 Terminais existentes, nove já possuem os painéis de LCD: TI Camaragibe, TI PE-15, TI Caxangá, TI PE-22 (Pelópidas Silveira), TI Cabo, TI Macaxeira, TI Igarassu, TI Recife, e TI Aeroporto (recém-inaugurado).

GRCT

Caravana de ônibus Volvo percorrerá 54 cidades brasileiras

A Volvo Bus Latin America lança nesta quinta-feira, 12 de abril, a “Caravana de Soluções Volvo” que percorrerá todo o Brasil para apresentar sua nova linha de chassis rodoviários e urbanos. “Vamos percorrer o País para que os clientes tenham uma oportunidade de conhecer de perto toda a nossa linha de produtos, nossos diferenciais e soluções de transporte”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.



A “Caravana de Soluções Volvo” será realizada de abril a outubro e alcançará 54 cidades brasileiras. A caravana será dividida em duas: uma com roteiro Sul e outra com destino Norte. Cada uma contará com um comboio de seis ônibus completos e dois chassis, além de profissionais da empresa que estarão disponíveis para fornecer informações e tirar dúvidas dos operadores do transporte.

“Hoje, a Volvo é a montadora com o maior portfólio de produtos do mercado”, destaca Pimenta. Na linha de urbanos a marca oferece chassis semipesados e pesados, articulados e biarticulados, além de opções com piso alto e baixo e do ônibus híbrido. “Nossos veículos são versáteis e oferecem uma solução completa para a mobilidade urbana”, argumenta Euclides Castro, gerente da linha de urbanos da Volvo Bus Latin America.

Na linha de rodoviários, a Volvo disponibiliza ao mercado chassis pesados e semipesados com uma variada gama de potências, para diferentes tipos de aplicação. “Todo nosso portfólio estará na caravana. Será um momento para que os operadores, mais do que conhecer nossos produtos e soluções de transporte de perto, tenham a oportunidade de ter uma experiência com a marca”, diz José Luis Gonçalves, gerente da linha de ônibus rodoviário da Volvo Bus Latin America.

Além da nova linha de chassis urbanos e rodoviários, a Volvo apresenta na caravana uma ampla oferta de soluções de transporte como programas de manutenção, sistemas de gerenciamento de frota, soluções financeiras e o VOAR – Volvo Atendimento Rápido.

A caravana vai ficar de um a quatro dias em cada cidade e os eventos em cada uma das paradas serão realizados em conjunto com a rede de concessionários da marca Volvo. Os eventos, além de envolver empresários da área de transporte urbano e rodoviário, também envolvem a comunidade. Em algumas cidades haverá ações especiais em escolas do ensino fundamental com o objetivo de estimular o cuidado com o meio ambiente, um dos valores fundamentais da marca.

“As crianças receberão informações sobre meio ambiente e um papel semente para plantá-lo, acompanhar a germinação da planta e o seu crescimento”, informa Viviane Lula, responsável pelo marketing da Volvo Bus Latin America.

As atividades da “Caravana de Soluções Volvo” poderão ser acompanhadas em tempo real pelas redes socias como Facebook e Twitter. “Toda semana serão postados vídeos mostrando as diferentes regiões por onde a caravana vai passar”, conta Viviane.

As cidades que receberão a caravana são: São Paulo, Campinas, São José dos Campos, Sorocaba, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto (SP); Barra Mansa, Rio de Janeiro, Niterói (RJ); Belo Horizonte, Caratinga, Coronel Fabriciano, Juiz de Fora, Montes Claros, Pouso Alegre, Uberlândia (MG); Brasília (DF); Goaiania (GO); Curitiba, Lodrina, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Pato Branco, Ponta Grossa, Guarapuava, Maringá, Campo Mourão (PR); Passo Fundo, Caraizinho, Santa Maria, Pelotas, Caxias do Sul, Porto Alegre (RS); Araranguá, Florianóplis, Itajaí , Caçador (SC); Dourados, Campo Grande (MS); Cuiabá (MT); Manaus (AM); Belém (PA); São Luis (MA); Teresina (PI), Fortaleza (CE); Natal (RN); Recife (PE); Maceió (AL); Aracajú (SE); Salvador, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista (BA); Vitória e Cachoeiro do Itapemirim (ES).


Volvo Brasil

Obras do Corredor Norte Sul avançam até o centro de Abreu e Lima

Créditos: Secretaria das Cidades/Divulgação


A Secretaria das Cidades iniciou na última quarta-feira (11/04), as obras de mais um trecho do corredor exclusivo de ônibus Norte Sul. A intervenção irá contemplar a pavimentação e a requalificação do corredor de ônibus entre o Hospital Miguel Arraes e o centro de Abreu e Lima, no sentido Igarassu/Recife. O eixo Norte-Sul faz parte do Programa Estadual de Mobilidade Urbana (PROMOB), responsável pela implantação de 100 km de corredores exclusivos do Transporte Rápido por Ônibus (TRO), na Região Metropolitana do Recife, que serão entregues até o final de 2013.

No caso do Norte Sul três etapas já foram iniciadas e estão em andamento: sendo a primeira entre o Km 42 da BR-101 e o Km 47 da BR-101; a segunda entre a BR-101 e a PE-15 e o a terceira etapa com a construção de dois viadutos nos bultrins. Para a intervenção o Governo conta com recursos do PAC Copa e PAC da Mobilidade (este ainda aguardado pelo Governo Federal) e do próprio Tesouro Estadual. A obra está sendo executada pelo consórcio EMSA/ATERPA e tem um investimento de R$ 151 milhões.

Com a interdição, 11 linhas de ônibus que circulam no local terão seus pontos de embarque e desembarque alterados provisoriamente e deslocados para oito paradas provisórias instaladas ao longo da via. O trânsito para o tráfego misto continuará funcionando.

Os passageiros serão informados das mudanças por meio de cartazes fixados nos ônibus e nas paradas desativadas. Divulgadores também estarão no trecho em que a mudança será realizada distribuindo folhetos. Outras informações sobre o itinerário das linhas podem ser obtidas por meio da Central de Atendimento ao Cliente do Grande Recife, pelo telefone 0800 081 0158.

Lista de paradas provisórias a serem implantadas:
Sentido Igarassu/Recife:

1.Em frente ao Conjunto Residencial (em construção) Poste de Nº T23065.
2.Após a Pizzaria do Gordo. Entre os postes de Nº AO37486 e AO37483.
3.Em frente a Praça COAHB, próximo ao salão de beleza da Camila Transformação
4.Em frente a Loja Planeta das Placas Poste de Nº AO8070.
5.Entre a serralharia e a Loja Abreu Center
6.Em frente a Igreja Assembleia de Deus
7.Em frente ao antigo Hospital São José, Poste de nº AO51286
8.Em frente a Borracharia JK, Poste de nº AO51275

Lista das linhas envolvidas na mudança:
905 - Igarassu/Paulista
933 - Abreu e Lima/Paulista
946 - Igarassu (BR-101)
956 - Igarassu (Bacurau)
957 - Caetés I (Bacurau)
964 - Igarassu/Macaxeira
967 - Igarassu (Sítio Histórico)
984 - Loteamento Bonfim/Paulista
988 - Desterro/Paulista
989 - Loteamento Planalto/Paulista
998 - Caetés III/Paulista



Secretaria das Cidades-PE

Mascarello atinge produção de 13 mil ônibus

Encarroçadora tem o maior volume de veículos urbanos e micros. Setor de Rodoviários é mercado que empresa ainda precisa crescer
Mascarello comemora produção do ônibus de número 13 mil. Companhia, fundada em 2003, registra participação significativa no mercado. Destaque para o segmento de urbanos, cujas vendas representam a maior parte do que é comercializado pela encarroçadora. Créditos: Mascarello/Divulgação.

A fabricante de carrocerias Mascrello anunciou que produziu sua carroceria de número 13000. A empresa, fundada em 2003, em Cascavel, no Paraná, quando a família responsável saiu da sociedade de outra companhia do setor, a Comil, registrou crescimento em diversos segmentos de ônibus.

Mas o destaque da empresa são os veículos urbanos. De acordo com a Fabus, Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus, nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, a Mascarello fez 340 carrocerias. Destas, 141 foram modelos urbanos, 90 foram rodoviários, 70 intermunicipais e 39 micro-ônibus.

Entre todas as carrocerias produzidas no primeiro bimestre deste ano, de acordo com balanço da Fabus, o número chega a 5307 unidades, dos mais diversos segmentos. Se os urbanos são destaque na Mascarello, significa dizer que o modelo responsável pela participação maior da encarroçadora no mercado é o Gran Via.

Apenas para o Grupo Paschoalin foram entregues 539 unidades. O valor das carrocerias, mais em conta que modelos semelhantes, com uma qualidade que evoluiu desde o início das atividades da fabricante, e o razoável prazo para entrega têm despertado o interesse de frotistas, muitos que por conta de licitações ou mesmo obrigações do poder público têm de trocar os veículos com mais agilidade, ainda mais agora em época de eleição municipal.

Várias fabricantes de carrocerias, já esperando o aquecimento do mercado de ônibus urbanos com mais tecnologia e acessibilidade, para serviços em corredores especiais, do tipo BRT – Bus Rapid Transit, têm lançado modelos específicos para estas aplicações.

Muitos sistemas de BRT fazem parte das obras de mobilidade previstas para as cidades que vão sediar a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que vão ser realizadas no Rio de Janeiro. A Neobus já lançou o modelo Mega BRT, presente em vários sistemas, como de Goiânia e Curitiba. A Marcopolo começou a comercializar o Viale BRT. A Comil lançou o Svelto Piso Baixo. A Caio fez discretas alterações no Millennium, modelo da marca mais indicado para corredores exclusivos para ônibus.
A Mascarello não deve ficar para trás e promete lançar um modelo voltado para sistemas BRT – Bus Rapid Transit.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.


Blog Ponto de Ônibus

BNDES diz não para plano da empresa Busscar

Banco não concorda com proposta de desconto de juros e correção monetária

Fabricante de carrocerias de ônibus está em processo de recuperação judicial desde novembro.
Créditos: Guto de Castro/Acervo

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentou na segunda ao cartório da 5ª Vara Cível de Joinville uma objeção ao plano de recuperação judicial da fabricante de carrocerias de ônibus Busscar.

No documento, advogados do banco alegam que o plano não contempla o pagamento de juros e correção monetária sobre a dívida contraída pela empresa, que é de R$ 57,3 milhões. O dinheiro é resultante de um empréstimo concedido pelo banco no primeiro processo de reestruturação da empresa em 2003.

O BNDES é um dos seis credores com garantia real da Busscar, que não sofrem nenhum desconto nas dívidas. Segundo o plano de recuperação da Busscar, o pagamento da quantia devida seria feito em 96 parcelas, após uma carência de 48 meses a partir da assembleia de credores.

Os únicos juros a serem pagos pela companhia começariam a ser contabilizados a partir da aprovação do plano, e com taxas de 4% ao ano sobre o valor devido. Também não é prevista correção monetária. A instituição financeira não quis se pronunciar sobre o assunto.

Além do primeiro não do BNDES, o Banco Fibra, que tem R$ 2,7 milhões a receber, também apresentou impugnação à lista de credores apresentada no final de fevereiro pelo administrador judicial do caso, Rainoldo Uessler.

O prazo para questionamento se encerrou na semana passada. O cartório contabiliza 187 manifestações contrárias à listagem de dívidas do grupo. Os assessores responsáveis por reunir a documentação dizem que ainda há ofícios sendo apresentados, e que o juiz da 5ª Vara Cível, Maurício Cavalazzi Povoas, decidirá se os avalia em conjunto com os demais.

Justificativas

Passado o período de manifestações dos credores, o juiz deverá intimar a Busscar e seu administrador judicial para que exponham suas justificativas e discutam a necessidade de fazer modificações ao plano e à lista de credores. A própria Busscar apresentou 54 ofícios discordando de valores de créditos e da classificação de alguns credores.

O advogado da empresa, Euclides Ribeiro S. Júnior, diz que alguns créditos – cerca de 50 entre os 6.880 – foram classificados de forma errada.

— A lei diz que temos que corrigir via impugnação de crédito. Agora o juiz decide. É praxe.

Click RBS

Volvo apresenta sua nova linha de chassis rodoviários e urbanos

A Volvo Bus Latin America apresenta nesta quinta-feira, 12 de abril, sua nova linha de chassis rodoviários e urbanos. Este é o maior lançamento de ônibus da história da Volvo Bus no país.

Logo
Créditos: Claudemir Barros/Acervo

“Temos o maior e mais completo portfólio de produtos, e nossos veículos, que já eram uma referência no mercado pela segurança e alto grau de tecnologia embarcada, estão ainda mais seguros e eficientes”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

A linha de ônibus da marca é composta por 14 modelos, sendo oito urbanos e seis rodoviários. Os novos modelos receberam tecnologia SCR para atender às normas do Proconve P7/Euro5 e uma série de avanços tecnológicos que deixam os veículos ainda mais econômicos e seguros.

No segmento rodoviário, a Volvo lança um novo chassi, mais leve e com um novo sistema de suspensão, e o ônibus mais potente do mercado, com motor de 450cv de potência, o B450R. Os novos chassis estão disponíveis nas versões 4X2, nos modelos B340R e B380R; na versão 6X2 com os modelos B380R, B420R e B450R; e na versão 8X2 com os modelos B420R e B450R.

A nova linha de chassis rodoviários vem equipada com avançadas soluções que reduzem os custos operacionais do transporte e aumentam sua capacidade de carga. “Os novos chasiss são mais leves, permitindo maior volume de carga, além de apresentarem uma economia de até 12% no consumo de combustível em relação aos modelos anteriores”, destaca José Luis Gonçalves, gerente da linha de ônibus rodoviários da Volvo Bus Latin America.

Os novos ônibus rodoviários ganharam um novo sistema de suspensão, que oferece mais estabilidade e conforto. Além disso, são equipados, de série, com a moderna caixa de câmbio eletrônica da Volvo, a I-Shift, e com o sistema de freios inteligentes ABS/EBS que, numa freada de emergência, manda mais pressão para as rodas, aumentando seu desempenho. Outra novidade é que os veículos podem vir equipados com o Alcolock, um bafômetro instalado no painel que impede o veículo de rodar caso o motorista apresente sinal de embriaguez.

Urbanos
A linha de chassis urbanos da Volvo também foi renovada. Os modelos receberam uma nova caixa de transmissão automática, a Ecolife, e um novo sistema de controle de aceleração. Só a caixa Ecolife reduz o consumo de combustível em até 6%, além de outros custos operacionais do transporte, já que há menor desgaste de componentes internos, permitindo que os períodos de troca de óleo e manutenção sejam prolongados.

“Os ônibus urbanos Euro 5 também vêm equipados com um controle de aceleração inteligente, exclusivo da Volvo, cuja função é garantir que só a potência necessária seja empregada nos arranques e retomadas de velocidade, otimizando a eficiência do veículo e reduzindo o consumo de combustível”, observa Euclides Castro, gerente de ônibus urbanos da Volvo Bus Latin America.
O chassi com motor dianteiro B270R, e os modelos B290R e B290RLE também foram equipados com a moderna tecnologia SCR para atender a legislação de emissões Proconve P7/Euro 5.


Volvo Brasil

sábado, 7 de abril de 2012

Veja como foi o primeiro dia de operação do TI Aeroporto

Neste sábado de Aleluia, 07/04, começou a funcionar um importante equipamento para a mobilidade urbana na Zona Sul do Recife: o Terminal Integrado do Aeroporto. Ligado à linha sul do metrô, a estação é uma das 09 previstas para serem entregues até 2014.

Com 6 linhas, o terminal conta com linhas partindo para vários destinos da Zona Sul. O movimento não foi grande, pelo fato de ter sido inaugurado durante a Semana Santa. O equipamento dispõe de painéis informativos bilíngues (inglês e português).

Veja agora imagens do novo terminal:
Painel informativo das linhas do terminal
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Informações para passageiros em inglês e português
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Sinalizadores de embarque
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Placa do terminal
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Visão geral do terminal
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Visão geral do terminal
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Veja agora as linhas que operam no TI Aeroporto:

023 TI Aeroporto/TI Tancredo Neves - Borborema
OBS: essa linha começará a circular somente quando o TI Tancredo Neves entrar em operação

026 TI Aeroporto/Circular Boa Viagem - Borborema (SEI Circular)
Créditos: Guto de Castro/Acervo

115 TI Aeroporto/TI Afogados - Vera Cruz e Empresa Metropolitana (SEI Radial)

Créditos: Guto de Castro/Acervo

Créditos: Guto de Castro/Acervo

151 Jardim Jordão/TI Aeroporto - Vera Cruz (SEI Alimentadora)
Créditos: Guto de Castro/Acervo

152 Jordão Baixo/TI Aeroporto - Vera Cruz (SEI Alimentadora)
Créditos: Guto de Castro/Acervo

153 Jordão Alto/TI Aeroporto - Vera Cruz (SEI Alimentadora)
Créditos: Guto de Castro/Acervo

370 TIP (Curado IV)/TI Aeroporto - Borborema (SEI Interterminal)
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Todas as linhas são anel "A" R$ 2,15





Para mais informações, visite o site do Grande Recife (http://www.granderecife.pe.gov.br/), ou use a central de atendimento pelo número 0800-081-0158.

Guto de Castro
 

Arquivo do blog