quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Banda Limão com Mel adquire novo ônibus Double Deck

A banda pernambucana de forró Limão com Mel completa seus 18 anos de atividade com uma grande surpresa: adquiriu um novo ônibus, com configuração Double Deck.

O veículo, produzido pela montadora Marcopolo, é do modelo Paradiso G7 1800, encarroçado sob o chassi Scania K-380, e já se encontra em atividade transportando materiais e funcionários da banda para shows em todo o país.

Com isso, surgiram especulações de que o antigo ônibus da banda, um Marcopolo Paradiso G6 1800, também Double Deck, seria repassado para transporte dos jogadores do Salgueiro, time de futebol pertencente ao mesmo dono da Limão com Mel, e que atalmente joga a Série B do Campeonato Brasileiro.

Confira agora a foto do novo veículo:

Créditos: Edivaldo Santos/Ônibus Brasil

Sobre a banda:
A banda "Limão com Mel" surgiu em 1993 na cidade de Salgueiro, no sertão de Pernambuco. Conquistou fama local e posteriormente nacional com músicas como "Anjo Querubim". Chega aos seus 18 anos em plena atividade e consagrando como um dos grandes ícones do forró nordestino.

Guto de Castro - Maxi Ônibus Olinda

VLT começa a ser testado no Recife

Desde a semana passada a CBTU/Metrorec está testando o primeiro Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), um metrô moderno, que irá substituir as antigas, lentas e desconfortáveis locomotivas da linha diesel. Os testes ainda são técnicos e a previsão é de que a operação comercial – com passageiros – só comece em março de 2012. Mas os VLts já começaram a chegar no Recife e têm inúmeras vantagens sobre os trens atualmente em operação, inclusive o metrô elétrico, que opera nas Linhas Centro e Sul.

O VLT vai operar nos 18 quilômetros entre a Estação Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, e o centro do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, atualmente atendida pela linha diesel. Quando entrar em operação, representará um salto de qualidade para os passageiros que hoje dependem do ramal. Além de novo, o VLT é mais rápido – desenvolverá 80 km/h -, confortável e tem maior capacidade de transporte de passageiros – 600 pessoas, 200 em cada um dos três vagões.

Pela previsão da CBTU/Metrorec, o ramal entre Cajueiro Seco e o Cabo de Santo Agostinho passará de 32 para 82 viagens por dia, o intervalo entre os trens diminuirá de 40 para 11 minutos e o tempo de realização das viagens cairá de 40 para 22 minutos. O número de passageiros também deverar aumentar muito: passará de 6.500 usuários para 53 mil pessoas diariamente.

Veja o novo VLT nos vídeos:


JC Online

Jaboatão vai ganhar corredor exclusivo para ônibus

Requalificação da Avenida Ayrton Senna, em Piedade, viabiliza instalação do primeiro corredor exclusivo do município
Créditos: Guto de Castro/Acervo

O projeto viário que pretende garantir maior mobilidade em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, começa a sair do papel. As obras de requalificação e de paisagismo da Avenida Ayrton Senna, principal acesso ao município, foram iniciadas no mês passado e devem ficar prontas até julho de 2012. Na via, serão construídos o primeiro corredor exclusivo de ônibus da cidade e uma ciclovia. Haverá, ainda, a implantação de um binário para ordenar a circulação entre Piedade e Prazeres e a revitalização da Avenida Bernardo Vieira de Melo.

Para a intervenção na Ayrton Senna, a prefeitura começou a retirar o canteiro do lado esquerdo da via, a partir da Avenida Quatro de Outubro. "Teremos um ganho que permitirá implantar a faixa exclusiva de ônibus e melhorar as calçadas", afirma a gerente municipal de Trânsito, Lúcia Recena.

O corredor de ônibus terá extensão de 1,5 quilômetro e é a primeira etapa de um projeto maior para facilitar o transporte público na cidade. "Existe a perspectiva de estender esse corredor, mas não temos condições no momento, porque a obra depende da construção de outras vias", explica Lúcia Recena. Pela Ayrton Senna, circulam 4.600 veículos nos horários de pico. A via exclusiva terá início na Rua Osório Borba e segue até a Avenida Barreto de Menezes. Enquanto a obra está sendo executada, as 24 linhas de ônibus dividem as faixas com carros e motos pelo lado direito, onde será implantada a ciclovia.

A requalificação das vias está dividida em três etapas: o primeiro trecho, que deve ficar pronto em dezembro, começa no cruzamento da Ayrton Senna com a Quatro de Outubro e segue até a Arão Lins de Andrade. A segunda intervenção prossegue até a Avenida Barreto de Menezes e a última contempla os trechos entre essa via e a Rua Aniceto Varejão. Já o projeto da Avenida Bernardo Vieira de Melo vai da curva do Sesc até o Hospital da Aeronáutica.

O binário vai ser implantado com a Avenida Arão Lins de Andrade, um dos principais acessos ao bairro de Prazeres, e a Rua Coronel Francisco Galvão, a primeira via paralela a ela no sentido Recife-Jaboatão. Um pontilhão sobre o canal da Ayrton Senna está sendo construído para quem quiser cruzar da Bernardo Vieira de Melo para a Coronel Francisco Galvão.

As Avenidas Barreto de Menezes e Arão Lins passarão a ter mão única no sentido Estrada da Batalha-orla. O tráfego no sentido oposto será feito pela Rua Coronel Francisco Galvão, que está sendo alargada e pavimentada. "O objetivo é criar caminhos que cheguem à Praia do Paiva e à Estrada da Batalha, indo até o Terminal Integrado de Cajueiro e a Estação Prazeres do metrô", explica o secretário municipal de Serviços Urbanos, Evandro Avelar. O pacote de obras, que está orçado em R$ 10 milhões, inclui melhoria nas calçadas, arborização e iluminação das vias.

Para quem depende da bicicleta para se deslocar, a ciclovia é um avanço no município. "Acho que foi uma decisão acertada que deveria ser estendida para outras vias. O problema maior para quem depende desse tipo de transporte é a falta de respeito dos motoristas", opina o açougueiro Carlos Vasconcelos, 45 anos.

JC Online

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

VLT na Região Metropolitana do Recife começará a operar em março

Créditos: Globo Nordeste/Reprodução

A chegada das indústrias ao Porto de Suape mexeu com a vida de moradores de oito municípios do Litoral Sul do Estado. O trânsito foi um dos aspectos mais impactados com o aumento de caminhões e ônibus circulando nas principais vias de acesso à região.

Mas uma solução para o transporte público do local parece estar a caminho: a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) começou a testar o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Ele deverá substituir os trens antigos, que fazem o trajeto entre Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, e o Cabo de Santo Agostinho.

Fabricados no Ceará, os novos trens são mais rápidos - podem chegar a 80Km/hora – e mais confortáveis para os passageiros. O VLT é equipado com ar-condicionado, tem espaço para cadeirantes e assentos especiais para pessoas obesas. Cada trem possui três vagões e capacidade para transportar até 600 passageiros.

Veículos como este estão em operação no Sertão do Ceará desde 2009. O percurso de 13,5 quilômetros entre Juazeiro do Norte e Crato é feito em meia hora. São 40 viagens por dia.

Em Pernambuco, a CBTU espera contar com sete trens. As viagens de testes estão servindo para que os técnicos chequem todo o funcionamento do veículo.

Os sete trens vão custar R$ 70 milhões, e o valor total do projeto será de R$ 100 milhões. Nesse orçamento está incluída também a recuperação de toda a malha ferroviária. O dinheiro vem do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.

De acordo com o gerente de Comunicação e Marketing da CBTU, Justiniano Carvalho, os novos veículos devem começar a operar em março. “Existe também um plano para estender o trem até Suape, que está sendo discutido com o Governo do Estado”, disse.

Quando estiverem em funcionamento, o VLT vai diminuir o tempo entre uma viagem e outra dos atuais 40 para 11 minutos. A previsão é começar a operar o VLT com quatro trens.

PE 360 Graus

sábado, 24 de setembro de 2011

Transporte público e a dificuldade de mobilidade: desafios para o Dia sem Carro



Para cumprir as recomendações do Dia Mundial sem Carro, os brasileiros teriam que deixar 38,9 milhões de veículos na garagem hoje (22). O número corresponde à quantidade de automóveis de passeio que trafegam no país, segundo dados de agosto do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A frota total – que inclui motocicletas, caminhões, ônibus, utilitários, tratores e outros veículos – já supera 68,5 milhões de unidades.

Passar um dia sem carro nas cidades brasileiras implica enfrentar pelo menos dois desafios: o transporte público, que não está preparado para atender à demanda com qualidade, e o planejamento nas cidades, que não privilegia a locomoção a pé ou de bicicleta.

“As pessoas precisam se locomover. E do jeito que são planejadas, nossas cidades não oferecem condições para que as pessoas não precisem usar um meio não motorizado. O trabalho, os serviços públicos, as escolas e os locais de lazer estão longe da casa das pessoas”, avalia Oded Grajew, da Rede Nossa São Paulo, movimento que reúne mais de 600 organizações da sociedade civil.

A dependência do automóvel fica evidente nas estatísticas da frota do país, que mostram o aumento do transporte individual. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), nos últimos 15 anos, a frota de automóveis cresceu 7% ao ano e a de motocicletas, 15%.

“Temos um grau de dependência do automóvel muito grande. Usar o serviço coletivo não é fácil, porque a qualidade não é boa. E também falta infraestrutura para o transporte não motorizado”, pondera o professor do programa de pós-graduação em transportes da Universidade de Brasília (UnB) Paulo César Marques.

Uma pesquisa da Rede Nossa Paulo concluiu que 60% dos paulistanos está disposto a deixar o carro em casa e usar o transporte público, desde que o serviço seja de qualidade. “As pessoas podem continuar comprando carro. Não é esse o problema. O problema é comprar e ter que usá-lo diariamente”, avalia Grajew.

Além dos problemas do transporte público e de cidades pouco sustentáveis do ponto de vista da mobilidade, há um elemento cultural da valorização do automóvel, que, segundo Grajew, pode ser chamado de “superglamourização” do carro. “É uma questão cultural. As pessoas têm vontade de ter um carro”, resume Marques, na UnB.

Apesar dos desafios, a mudança para um modelo de mobilidade urbana mais sustentável, com menos carros nas ruas e mais investimentos em transporte público e meios alternativos de locomoção será inevitável, segundo Grajew. “Não há muitas opções. A mudança vai acontecer pelo agravamento da situação nas cidades ou pela conscientização.”

Para o professor da UnB, que troca o carro pela bicicleta sempre que possível, a sociedade tem que pressionar o poder público para a mudança de foco dos investimentos em transporte. “A prioridade das políticas públicas têm sido o transporte individual, não o coletivo. Mas o fato de as pessoas começarem a experimentar o quanto é agradável andar a pé ou de bicicleta ajuda a desenvolver visão crítica e elas passam a cobrar dos governos”.

Agência Brasil

Agência Nacional de Transportes Terrestes propõe novo modelo de frota de ônibus

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) promoveu nessa quinta-feira (21), um debate com representantes de empresas de ônibus e líderes de sindicatos do setor para mostrar o novo modelo de linhas interestaduais de ônibus. De acordo com a Superintendente de Transportes, Sonia Rodrigues Haddad, serão necessários 6.152 coletivos para operar quase 2 mil linhas. As empresas do setor discordaram da decisão e afirmam que trará problemas à área, como a queda no número de empregos.


ANTT defende melhora do transporte rodoviário no Brasil

O diretor-geral da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), Bernardo Figueiredo, defendeu nesta sexta-feira (19) que seja dado foco no transporte rodoviário do Brasil, revertendo o quadro de deterioração do setor, já que é este segmento que vai sustentar, logisticamente, o crescimento econômico brasileiro esperado para os próximos anos. “O País é ‘rododependente’ e vai continuar assim por um bom tempo”, afirmou no Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), no Rio de Janeiro. “Às vezes se negligencia que é este o segmento que vai sustentar o crescimento.”

Figueiredo lembrou que menos de 10% do que é transportado no Brasil é levado por ferrovias, e com concentração para alguns produtos, como minério de ferro e grãos. Ele disse que há iniciativas regulatórias para fomentar novos negócios e levar novos players e investimentos para o setor ferroviário. O objetivo é dar mais competitividade e ampliar essa malha. Mas, em termos mais imediatos, o problema está no sistema rodoviário, cuja malha tem em média 18 anos e conta com gargalos logísticos, por exemplo, para chegar aos portos.

Figueiredo citou as cenas recorrentes de longas filas de caminhões, que acabam servindo para estocar produtos. “Isso é um contrassenso logístico. Caminhão não é para ficar parado, é para rodar.”

Segundo ele, nem sempre melhorar a logística significa construir novas estradas que demandem investimentos vultosos. “É preciso olhar para a situação operacional da logística, que às vezes é mais fácil e simples de resolver do que uma grande obra.”

Ele citou o caso de transportadores autônomos, que representam de cerca de 60% do que é transportado no País. Como eles operam informalmente, não têm acesso a financiamento para renovar a frota, que é antiga, com 20 anos em média. “Eles trabalham num regime de semiescravidão, recebem uma carta que lhes dá direito a consumir em postos de gasolina credenciados”, disse.

A agência criou um sistema para que o chamado carreteiro receba formalmente pelo seu trabalho, o que lhe abre caminho para linhas de financiamento.

Agência Estado e SJCC

As dificuldades dos estudantes no transporte de ônibus

Veja através do depoimento da estudante as barreiras que ela enfrentar diariamente para chegar à Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), onde ela cursar o 2º período de pedagogia, iniciando às 7h30.

- Moro em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, a única opção de transporte coletivo é a linha 020 da Borborema, Candeias/Dois Irmãos.

Nessa linha concorrem alunos do Colégio Militar, IFPE, UFPE, UFRPE, pacientes do HC e das UPAs da Imbiribeira e Caxangá, além de trabalhadores das áreas adjacentes ou passageiros comuns que foram resolver algum coisa para aquelas bandas. O ônibus passa na parada mais perto de casa às 6h – se eu perdê-lo, provavelmente chegarei atrasada na aula, pois o próximo já chega na hora de pico. Esse ônibus faz uma peregrinação por quase 15 bairros do Grande Recife.

A aula termina às 12h30 e lá vai eu de novo subir num coletivo. Um não, dois, porque, para chegar a Santo Amaro, no Centro do Recife, eu preciso descer na Integração da Macaxeira e enfrentar uma enorme fila até subir nele; a não ser quando pego uma carona até o meio do percurso para o trabalho.
No fim do expediente, a saga continua até o trajeto de volta para casa. No total, passo uma média de três horas do meu dia dentro de um ônibus, sem contar nas horas de espera nas paradas. E aí, eu aproveito para ler, conversar com o passageiro do lado, me divertir (espantar) com as atitudes das pessoas ou, simplesmente, dormir.


NE 10

Dia Mundial sem Carro tem pouca adesão no Recife

Apenas o município de Olinda aderiu a campanha e agentes do Detran interditaram trecho de algumas ruas no bairro de Casa Caiada

 / Foto: Aline Souza / Especial para o JC
Créditos: Aline Souza/Jornal do Commercio

O Dia Mundial Sem Carro, comemorado nesta quinta-feira (22), passou despercebido para os motoristas do Grande Recife. O movimento é um alerta para a população utilizar o transporte coletivo ou pedir carona com o objetivo de otimizar o trânsito na cidade. Apenas o município de Olinda aderiu a campanha e agentes do Detran interditaram o trecho entre a Praça 12 de março até a Rua Tertuliano Feitosa, em Casa Caiada, para a liberar a prática de exercícios físicos e atividades culturais na área.

Em Olinda, a ação foi incorporada à Semana Nacional do Trânsito, realizada de 18 a 25 de setembro, e as atividades que já estavam sendo feitas no município receberam um reforço. A ação pelo Dia Mundial Sem Carro começou às 5h, com as interdições, e às 7h o Grupo de Ginástica da Orla abriu o evento com uma caminhada seguida de dança, frevo e um café da manhã para os participantes.

De acordo com o coordenador do Detran, Major Adriano Max, o número de adesões ao movimento foi significativo para o primeiro ano da ação. “Olinda é a primeira cidade da região metropolitana a aderir ao programa, e muitas pessoas aprovaram a ideia. Nos próximos anos com a divulgação que estamos fazendo, inclusive nas escolas, a possibilidade de participantes crescer é maior. Quando uma criança chega em casa e passa o que aprendeu para os pais, isso funciona muito mais do que até mesmo a orientação que nós damos, que eles podem seguir ou não.”

ONDA VERDE - É uma ação do Detran para “aliviar” o fluxo nos horários de maior intensidade de veículos. O esquema funciona com o desligamento dos semáforos na saída de Olinda (sentido Recife), das 6h30 às 8h30; e na entrada, das 18h às 20h. A ação começou na última segunda-feira (19) e vai até esta sexta (23).

Jornal do Commercio

Hoje é dia de deixar o carro na garagem

Créditos: Diário de Pernambuco/Acervo
Dia mundial sem carro. A ideia é essa. A realidade ainda está longe disso. Abrir mão do conforto do automóvel e encarar o transporte público, ou talvez descolar uma carona, ou quem sabe pedalar de casa para o trabalho ou, em situação mais remota, caminhar, ainda é um desafio para poucos. Mas serve no mínimo para uma reflexão. E os números mostram o tamanho dos contrastes. Um ônibus comum transporta uma média de 80 pessoas. Um carro comum, no máximo cinco pessoas. Temos uma frota de três mil ônibus e mais de um milhão de veículos na Região Metropolitana. O resultado é um trânsito que trava diariamente.

Os engarrafamentos são apenas uma parte do problema. Outro prejuízo é a poluição ambiental. E nessa conta, os que transportam menos poluem mais. Um exemplo disso é a moto que transporta duas pessoas e polui 32,3 mais vezes que o ônibus. Já o carro, 17 vezes mais. “Em relação à ocupação das vias, a moto, por incrível que pareça, necessita quatro vezes mais de espaço do que o ônibus e o carro de 6,4 vezes mais de espaço em relação ao ônibus”, afirmou o engenheiro e professor das universidades Federal e Católica de Pernambuco Maurício Pina.

Para quem está disposto a usar a bicicleta como meio de locomoção, tem a certeza de que as ciclovias existentes no município não são suficientes para interligar os quatro cantos da cidade. O Recife dispõe atualmente de 13,2 quilômetros de ciclovias em trechos distintos: Centro, orla e a ciclovia Tiradentes, na Zona Oeste.

No Recife, o casal de cirurgiões-dentistas Maria Carolina Moura e Renan Almeida vem tentando fazer a parte deles. Renan, que trabalha em dois locais diferentes, costuma deixar o carro na garagem e ir de bicicleta ou até mesmo caminhando. “Um deles, que fica mais próximo da minha casa, tento utilizar a bicicleta para fazer pequenos deslocamentos, já que é uma maneira de fazer exercícios e fugir também dos congestionamentos que são bastante estressantes”, diz. Ele conta e lamenta a falta de meios de transportes públicos de qualidade. “Se os meios de locomoção fossem confortáveis, as pessoas deixariam mais seus carros na garagem”, acredita.

Hoje, em pelo menos um dos turnos, o casal vai deixar o carro em casa. “Gostaria de deixar por mais tempo, mas o Recife não nos oferece infraestrutura suficiente, como as ciclovias, para que possamos pedalar com mais tranqüilidade e segurança, além do fato dos motoristas ainda não respeitarem os ciclistas”, lamenta Renan. “No último dia 7 de setembro um ciclista morreu na Avenida Recife por não ser respeitado por um motorista de carro”, alertou.
Criado na França, em 1998, o Dia Mundial Sem Carro ganhou força no Brasil em 2001. Desde então, 110 cidades do país já fazem alguma movimentação na data. Em Pernambuco, a cidade de Olinda será 111ª a fazer a mobilização com o intuito de trazer uma reflexão sobre os problemas causados pelo uso massivo de automóveis como forma de deslocamento, sobretudo nos grandes centros urbanos. De acordo com o secretário executivo de transporte e trânsito de Olinda, Adriano Max, existem 110 mil automóveis cadastrados na cidade Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade.

“Para se ter uma noção, nós temos 380 mil habitantes. Se cada pessoa resolvesse dar um carona a três, não seria necessário o transporte público”, diz o secretário. Em Olinda, a avenida Ministro Marcos Freyre, beira-mar da cidade, será o palco da mobilização social. “Vamos isolar três quarteirões, das 5h ao meio-dia, com o intuito de chamar a atenção da população”, falou Max.

Diário de Pernambuco

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Site reúne informações sobre a licitação


Várias informações de interesse geral sobre a licitação proposta pela Agência Nacional de Transportes Terrestes – ANTT, podem ser encontradas no site http://propass.antt.gov.br/

Além de esclarecer dúvidas sobre a licitação, o site traz uma ampla gama de dados estatísticos sobre a utilização dos serviços de linhas de ônibus interestaduais e internacionais, ajudando a entender quais são as linhas com maior número de passageiros transportados e quais estados e cidades possuem maior fluxo de passageiros entre si.

Ônibus Brasil

Grande Recife reforça linhas para Bienal do Livro

                           

Para quem curte uma boa leitura e vai conferir a “VIII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco”, que inicia amanhã (23) e segue até o dia 02/10 no Centro de Convenções de Pernambuco, o Grande Recife Consórcio de Transporte disponibilizará 30 linhas que já atendem ao local, sendo três reforçadas especialmente para o evento, representando um acréscimo de 13 ônibus e 80 viagens.

Nos dias úteis de realização da Bienal, 300 ônibus que operam nas 30 linhas que atendem ao local realizarão 2.500 viagens por dia, o que totalizará 15.000 atendimentos no período. Entre as linhas que trafegam nas proximidades do Centro de Convenções, a 043-Aeroporto Tacaruna (Derby) vai contar com um reforço especial de um veículo e seis viagens por dia, passando a contar com 10 ônibus e 74 viagens diariamente.

No primeiro final de semana do evento (24 e 25/09), o público da Bienal dividirá espaço com o “Samba Recife”, que acontecerá na área externa do Centro de Convenções. Por isso, a demanda de usuários para o local será maior, disponibilizando um reforço de sete coletivos e 44 viagens extras distribuídos nas linhas 043-Aeroporto Tacaruna (Derby), 825-Jardim Brasil/Joana Bezerra e 910-Rio Doce/Piedade. Estas três linhas realizarão, juntas, 349 viagens com 50 ônibus em operação. Somando as linhas reforçadas com as demais 27 linhas que circulam nas proximidades do local, os usuários terão um total de 347 veículos e 3.252 atendimentos nestes dois dias.

Já o último final de semana da feira (01 e 02/10), a 043-Aeroporto Tacaruna (Derby) volta a ser reforçada, passando a contar com 11 ônibus que completarão 85 viagens para atender ao local. Além dela operação, outros 330 veículos realizarão 3.130 atendimentos ao Centro de Convenções.

Assim, contabilizando todos os 10 dias da programação, o Grande Recife Consórcio de Transporte ofertará ao usuário um total de 300 ônibus e 21.487 viagens nas 30 linhas que trafegam nas proximidades do local da Bienal (veja lista a baixo). Para conferir o itinerário completo das linhas, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158, ou acessar o site www.granderecife.pe.gov.br.

Detalhamento das linhas que atendem ao Centro de Convenções
Linhas que trafegam pela Av. Prof. Andrade bezerra, acesso ao Centro de Convenções.
811-Campo Grande (Terminal Sítio Novo)*
821-Jardim Brasil I (Estrada de Belém)
823-Jardim Brasil II (Estrada de Belém)
825-Jardim Brasil/Joana Bezerra
831-Aguazinha (Via Cruz Cabugá)
831-Aguazinha (Via Estrada de Belém)
920-Rio Doce/CDU
930-Rio Doce/Dois Irmãos

Linhas que trafegam pela Av. Agamenon Magalhães.
043-Aeroporto Tacaruna/Derby
050-PE-15/Boa Viagem
838-Alto da Conquista
841-Alto Nova Olinda
843-Alto da Bondade (Vila Nossa Senhora. da Conceição)
844-Santa Casa
847-Alto Nova Olinda**
851-Córrego do Abacaxi
852-Caixa D’Água (Cruz Cabugá)
909-Paulista Joana Bezerra
910-Rio Doce/Piedade
913-PE-15/Joana Bezerra
915-PE-15
916-Ouro Preto/Joana Bezerra
921-Ouro Preto/Jatobá I
926-Ouro Preto/Jatobá II**
971-Amparo
972-Bultrins
976-Paulista (Prefeitura)
977-Paulista (Conde da Boa Vista)
982-Conjunto Beira Mar/Derby
986-Rio Doce/Derby** 

*Esta linha não opera aos domingos.
**Estas linhas não operam em finais de semana.
GRCT

Grande Recife programa esquema especial para o Samba Recife


Os usuários de ônibus que desejarem ir ao “Samba Recife”, que acontecerá neste final de semana (24 e 25/09), a partir das 14h na área externa do Centro de Convenções, Olinda, contarão com uma programação especial de coletivos. O esquema montado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte contará com 28 linhas de ônibus, que terão reforço de 151 viagens e 15 veículos, além de alterações de itinerários.

Das 28 linhas que farão parte da programação especial, 24 realizarão atendimentos extras. Desse total, 16 linhas vão operar com cinco ônibus extras e realizarão 93 viagens a mais com seu itinerário normal, totalizando 30 veículos e 406 viagens para atender os usuários nos dois dias. As outras oito, além de operar com um acréscimo de sete ônibus e 58 viagens, trafegarão com seus itinerários alterados para atender ao Centro de Convenções, somando 87 ônibus e 722 atendimentos ao Chevrolet.

Já outras quatro linhas que irão complementar o esquema especial, contarão com alterações de itinerários, visando atender excepcionalmente ao evento. Estes atendimentos terão início às 14h.

Ao todo, entre o sábado e o domingo, as 28 linhas envolvidas no esquema especial irão ofertar aos usuários 15 coletivos e 151 atendimentos a mais, totalizando 216 ônibus e 2.638 viagens durante os dois dias do evento.

Bacurau - A mudança também irá contemplar linhas de bacurau. O objetivo do reforço é auxiliar a ida dos usuários ao show e sua volta para casa. Com esta programação, o Grande Recife estima que os intervalos das linhas de bacurau sejam reduzidos pela metade, operando com viagens, em média, a cada 30 minutos.

Outra opção, além das linhas reforçadas, é pegar uma das 32 linhas que atendem aos usuários no entorno do Chevrolet (lista abaixo) diariamente. Para informações complementares sobre a operação das linhas, os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou acessar o site www.granderecife.pe.gov.br.

Linhas com mudança de itinerário:
117-Circular (Prefeitura)
913-PE 15/Joana Bezerra
915-PE-15
977-Paulista (Conde da Boa Vista)

Linhas com reforço de viagens:
063-Jardim Piedade (Bacurau)
073-Candeias (Bacurau)
131-UR 02 (Bacurau)
145-Alto Dois Carneiros (Bacurau)
146-UR 11 (Bacurau)
172-Conjunto Marcos Freire (Bacurau)
233-Cavaleiro (Bacurau)
254-Jaboatão (Bacurau)
322-Jardim São Paulo (Bacurau)
626-Brejo (Bacurau)
715-Alto Santa Terezinha (Bacurau)
745-Alto José Bonifácio (Bacurau)
825-Jardim Brasil/Joana Bezerra
827-Jardim Brasil (Bacurau)
846-Águas Compridas (Bacurau)
946-Igarassu (BR-101)

Linhas com mudança de itinerário e reforço de viagem:
043-Aeroporto/ Tacaruna (Derby)
050-PE - 15/Boa Viagem
910-Piedade/Rio Doce
928-Maranguape II (BACURAU)
950-Engenho Maranguape/Varadouro
956-Igarassu (Bacurau)
985-Rio Doce (Bacurau)
995-Pau Amarelo (Bacurau)

Linhas que atendem ao Chevrolet Hall (sem modificação):
821-Jardim Brasil I (Estrada de Belém)
831-Aguazinha
838-Alto da Conquista
840-Alto Da Bondade/Joana Bezerra
841-Nova Olinda
843-Alto da Bondade
844-Santa Casa
847-Alto Nova Olinda
849-Vila Nossa Senhora Da Conceição
850-Aguazinha/Joana Bezerra
851-Córrego do Abacaxi
861-Santa Casa/Joana Bezerra
911-Ouro Preto (COHAB)
916-Ouro Preto/Joana Bezerra
920-Rio Doce/CDU
926-Ouro Preto (Jatobá II)
927-Ouro Preto (Bacurau)
930-Rio Doce/Dois Irmãos
936-Mirueira (Bacurau)
957-Caetés I (Bacurau)
967-Igarassu (Sítio Histórico)
972-Bultrins
973-Casa Caiada
974-Jardim Atlântico
975-Amparo (Bacurau)
976-Paulista (Prefeitura)
979-Paulista (Rua Do Sol) - Expresso
981-Rio Doce (Conde da Boa Vista)
982-Conjunto Beira Mar/Derby
987-Rio Doce (Príncipe)
993-Conjunto Praia do Janga
994-Conjunto Beira Mar
GRCT

Partida entre Sport x Vitória terá reforço de 14 ônibus extras



O Grande Recife Consórcio de Transporte programou para a torcida rubro-negra um esquema especial de transporte para quem quiser ir ao clássico nordestino entre Sport x Vitória (BA), no sábado (24), às 16h20, no estádio da Ilha do Retiro, válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2011. No total, 14 ônibus extras estarão à disposição dos usuários em quatro terminais integrados da Região Metropolitana do Recife.

A partir da 13h30, para auxiliar a ida da torcida ao estádio, o Consórcio disponibilizará sete ônibus distribuídos nos terminais integrados de Afogados, com quatro coletivos, e PE-15, com dois veículos. Já o Terminal Urbano de Rio Doce contará com um ônibus extra à disposição dos usuários.

Na volta para casa, o Grande Recife colocará 14 coletivos no Terminal Integrado de Joana Bezerra, após as 16h30. A quantidade de viagens realizadas por estes ônibus dependerá do fluxo de passageiros no local. Toda a operação montada para atender a torcida antes, durante e depois do jogo, será monitorada de perto pela equipe de fiscalização da empresa.

Além dos veículos extras para as linhas que apresentarem maior demanda, os torcedores podem utilizar qualquer uma das linhas que trafegam no entorno da Ilha do Retiro (lista abaixo).

Para outras informações sobre o esquema especial de transporte para o jogo entre Sport x Vitória (BA), os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800.081.0158, ou acessar o site www.granderecife.pe.gov.br.

Lista do esquema de estocagem – Total de 14 veículos
Ida ao jogo
Terminal Integrado de Afogados – 4 ônibus
Terminal Integrado da PE-15 – 2 ônibus
Terminal Integrado de Rio Doce – 1 ônibus
Total – 7 veículos

Volta para casa
Terminal Integrado de Joana Bezerra –14 coletivos
Total – 14 veículos

Lista das linhas que atendem ao entorno da Ilha do Retiro
Rua Sport Clube do Recife:311-Bongi (Afogados)
313-San Martin (Abdias de Carvalho)
314-Mangueira
331-Totó (Jardim Planalto)
332-Totó (Abdias de Carvalho)
341-Curado I
351-Curado II
361-Curado IV-R. 14
363-Curado IV-Av. 01
421-Torrões
431-Cidade Universitária

Praça Euclides da Cunha (Rua Benfica, bairro da Madalena):312-Mustardinha
315-Bongi
321-Jardim São Paulo (Abdias de Carvalho)
324-Jardim São Paulo (Piracicaba) Via San Martim
413-Avenida do Forte
414-Torre
415-Sítio das Palmeiras
416-Roda de Fogo
422-Monsenhor Fabrício
423-Engenho do Meio
425-Barbalho (Detran)
432-CDU (Várzea)
433-Brasilit
440-CDU/Caxangá/Boa Viagem
442-Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445-Tabatinga
446-UR-07
448-Jardim Petrópolis
450-Camaragibe (Conde da Boa Vista)
480-Camaragibe/Derby
481-Timbi/Derby
GRCT

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Percurso de cinco linhas é alterado para Festa dos Santos Cosme e Damião

Créditos: Guto de Castro/Acervo

O Grande Recife Consórcio de Transporte programou o desvio de cinco linhas de ônibus que trafegam no Sítio Histórico de Igarassu, a partir de amanhã até o dia 27/09, das 19h às 3h, devido a interdições promovidas pela prefeitura do município, para a Festa dos Santos Cosme e Damião.

As linhas 905 – Igarassu/Paulista, 956-Igarassu (Bacurau) e 967- Igarassu (Sítio Histórico), 904 – Igarassu/ Nova Cruz e 980 – Igarassu/ Cidade Tabajara irão deixar, temporariamente, de passar pelas ruas Marechal Hermes da Fonseca e Joaquim Nabuco e farão percurso pela Avenida Diper. Após as festividades e a liberação das vias, por parte da prefeitura, as linhas irão retornar aos seus itinerários habituais.

Para obter informações sobre o esquema especial de transporte montado para a realização da Festa dos Santos Cosme e Damião, os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (CAC), através do telefone 0800 081 0158 ou acessar o site www.granderecife.pe.gov.br.

Saiba os detalhes da programação:
Linhas – Grupo 1
905-Igarassu/Paulista
956-Igarassu (Bacurau)
967- Igarassu (Sítio Histórico)

Alteração de itinerário

Sentido Subúrbio/ Cidade

...T.I. Igarassu, PE – 35, BR – 101, AV. Diper e Av. Vinte e Sete de Setembro...

Sentindo Cidade/ Subúrbio

...Av. Vinte e Sete de Setembro , Av. Diper, BR – 101, PE – 35 e T.I. Igarassu...

Linhas – Grupo 2
904 – Igarassu/ Nova Cruz
980 – Igarassu/ Cidade Tabajara

Alteração de itinerário

Sentido Subúrbio/ Cidade

...Rua Santina Gomes de Andrade, PE – 35, BR – 101, AV. Diper e Av. Vinte e Sete de Setembro...

Sentindo Cidade/ Subúrbio

...Av. Vinte e Sete de Setembro , Av. Diper, BR – 101, PE – 35 e Rua Santina Gomes de Andrade...

GRCT

Corredores do BRT vão valorizar áreas da RMR

 
Os moradores dos bairros da Zona Oeste da Região Metropolitana do Recife (RMR) estão com sorte. Os imóveis situados em endereços como Cordeiro, Madalena, Prado, Engenho do Meio, Cidade Universitária, Torrões, Várzea e até em Camaragibe serão valorizados entre 10% e 20% com o Programa Estadual de Mobilidade Urbana (Promob).

Dentre planos do Promob estão a construção do corredor Leste-Oeste, que partirá do Derby e organizará o trânsito em todo o percurso da Avenida Caxangá, além da implantação de corredores de transportes públicos na BR-101. O projeto também prevê a implantação de uma estação no viaduto que corta a Caxangá e a criação do Terminal Integrado Cosme Damião, que será implantado em São Lourenço da Mata e será a maior ligação da RMR à Cidade da Copa. Todos estes investimentos em infraestrutura irão tornar a Zona Oeste o novo eixo de expansão da construção civil em Pernambuco.

Na Agamenon Magalhães, será adotado o sistema de BRT (Bus Rapid Transit), além da construção de pelo menos quatro viadutos ligando as extremidades de vias de tráfego intenso que cortam a Agamenon. O projeto tem conclusão prevista para maio de 2014.

Com informações do Diário de Pernambuco

Transporte Rodoviário – Rodobens apresenta ao mercado as novas tecnologias para o setor

Empresa fechou cerca de R$ 5 milhões em volume de negócios, correspondente a 150 ônibus que serão entregues em 40 dias
Rebeca Kramer - Diário de Pernambuco

A Rodobens Caminhões e Ônibus, concessionária representante da Mercedes-Benz no Recife, promoveu no último final de semana, um evento que reuniu empresários e autoridades políticas do setor de transporte do Estado, para apresentar as principais novidades em tecnologia e produtos, que estarão de acordo com o Proconve 7 (nova legislação para emissão de poluentes), além dos chamados BRTs (Bus Rapid Transit). São veículos para transporte coletivo que foram adotados pelo Governo brasileiro como pilares das melhorias em transporte para os eventos Copa do Mundo e Olimpíadas no país.


De acordo com o diretor-geral da Rodobens Caminhões e Ônibus, Ademir Odoricio, o Governo de Pernambuco garantiu junto ao Governo Federal R$ 426 milhões para obras do PAC Mobilidade. Dentre as obras de infraestrutura, está a implantação do Corredor Exclusivo de BRT na IV Perimetral-BR 101, além de um trecho urbano da rodovia de Abreu e Lima à Cajueiro Seco-e de Cajueiro à Avenida Bernardo Vieira de Melo-Binário de Cajueiro Seco. Para isso, serão investidos R$ 328 milhões. “Com as obras prontas, as concessionárias de transporte público do Recife deverão oferecer os veículos adequados para ampliar a mobilidade urbana. E a Mercedes-Benz, por meio da Rodobens Caminhões e Ônibus, já tem este produto disponível para o mercado”, explica.

Segundo o que foi divulgado pelo Governo de Pernambuco, outros R$ 165 milhões serão destinados para obras no Corredor Norte-Sul, que será para BRTs no trecho que vai do Terminal Integrado de Igarassu até a Estação Central do Metrô. O montante servirá para a construção de viadutos da PE- 15. Nos Bultrins e em Ouro Preto. Viadutos ainda na Agamenon: Clube Português e Hospital da Restauração, além do alargamento do Viaduto João de Barros, o Terminal Integral de Abreu e Lima, o acesso viário do Terminal Integrado Joana Bezerra e 35 Estações.

A Rodobens Caminhões e Ônibus possui hoje 35% de participação de mercado no segmento de ônibus em Recife. Segundo o superintendente regional, Alencar Rocha, a empresa deve fechar o ano com crescimento de 15% em relação a 2010.

VRUM

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Ônibus atinge parada no centro do Recife e três pessoas ficam feridas

Veículo perdeu o controle após chocar-se com outro coletivo na avenida Dantas Barreto, na tarde deste domingo (18); vítimas foram socorridas com fraturas no corpo

Créditos: Bruno J./Orkut

Créditos: Bruno J./Orkut

Três pessoas ficaram feridas depois que dois coletivos se chocaram, na tarde deste domingo (18), na avenida Dantas Barreto, no Centro do Recife. Elas estavam numa parada de ônibus, que desabou depois de ser atingida por um dos veículos, por volta das 15h30.

Cecília Maria de Araújo, de 52 anos, e a neta dela Júlia Raquelly Macedo de Araújo, 2 anos, ficaram com fraturas no corpo. De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital da Restauração, a menina teve fratura nas pernas e foi operada. A avó da menina foi encaminhada pra o Hospital Getúlio Vargas e vai passar por exames.

A terceira vítima foi o vendedor de café Antônio Gonzaga Silva Júnior, 35 anos. Ele também foi levado para o HR com fraturas. De acordo com a assessoria do hospital, ele está consciente e o estado de saúde é estável.

Os ônibus são das linhas Jardim Brasil I/ Cabugá, da empresa Caxangá, e Avenida Norte/Macaxeira, da empresa Globo. De acordo com testemunhas, um dos ônibus teria avançado o sinal no cruzamento da Avenida Dantas Barreto com a Rua Siqueira Campos, na altura do prédio JK. Com os resultados da perícia e imagens das câmeras de segurança da via, a políca vai poder determinar qual dos dois coletivos avançou o sinal.



PE 360 Graus/Globo Nordeste

Acidente entre moto e micro-ônibus deixa uma pessoa ferida em Prazeres

A vítima foi o piloto da moto, que foi socorrido na UPA de Barra de Jangada; micro-ônibus é do sistema complementar de transporte de Jaboatão
Créditos: Prefeitura de Jaboatão/Acervo

Um acidente entre uma moto e um micro-ônibus deixou uma pessoa ferida na tarde desta segunda-feira (19). Por volta das 14h30, os dois veículos colidiram na rua Arão Lins de Andrade, próximo à Câmara Municipal da cidade, no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.

Quem ficou ferido foi o piloto da moto, José Dantas, de 49 anos. Ele foi socorrido para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Barra de Jangada. De acordo com Secretaria de Trânsito e Transporte de Jaboatão, o microônibus que se envolveu no acidente é do sistema complementar de transporte do município.

PE 360 Graus

sábado, 17 de setembro de 2011

Física no ônibus: Força Centrífuga


Quando um ônibus faz uma curva, você já teve a sensação de que seu corpo vai na direção contrária ao movimento? Se você não entendeu o porquê, a física explica: isso acontece por causa da ação da força centrífuga.

Para entender melhor a situação, tomaremos por base dois referenciais: um parado (chamado de inercial) e outro em movimento (chamado de não inercial). É tomando essas referências por base que a força centrífuga atua.

O referencial inercial (ou seja, quem está fora do ônibus) verá o ônibus ser empurrado para a direção da curva. Enquanto isso, o referencial não-inercial (ou seja, quem está dentro do ônibus, se movimentando junto com ele), será empurrado para a direção contrária à curva.

Então, se um ônibus fizer uma curva para a esquerda, quem está do lado de fora verá o veículo ser empurrado para a esquerda, ou seja, o centro da curva. Contudo, quem estiver dentro do ônibus, verá seu corpo ser empurrado para a direita, ou seja, a direção contrária ao movimento.

Representação da força centrífuga: perceba que o corpo do motoqueiro se projeta na direção contrária a curva. Créditos: Amantes de Motos de Manaus/Acervo

Guto de Castro, com informações e orientações do Professor Rodolfo Luna

Projetos para melhorar transporte na RMR são apresentados em São Lourenço

Uma das novidades é o Ramal Cidade da Copa: várias vias que vão ligar Camaragibe e o TIP à Cidade da Copa, em São Lourenço da Mata

A Câmara Municipal de São Lourenço da Mata, na Zona da Mata pernambucana, foi palco de uma audiência pública que apresentou detalhes das obras da Cidade da Copa. O evento aconteceu na tarde desta sexta-feira (16), que marca o início da contagem regressiva de 1.000 dias para a próxima edição da maior competição mundial de futebol. Na ocasião, o secretário extraordinário da Copa do Estado de Pernambuco, Ricardo Leitão, apresentou os vários projetos que serão executados no Recife e na Região Metropolitana visando à Copa do Mundo de 2014.

Entre eles, foram apresentados os projetos que deverão melhorar o transporte de passageiros na região, como as obras no Terminal Integrado de Passageiros de Cosme Damião, os corredores Leste, Oeste, Norte e Sul e a duplicação da BR-408. Outra novidade apresentada na ocasião foi o Ramal Cidade da Copa, composto de várias vias que vão ligar Camaragibe e o Terminal Integrado de Passageiros (TIP) à Cidade da Copa, em São Lourenço.

O plenário da Câmara de Vereadores de São Lourenço ficou lotado para o encontro, que foi aberto pelo deputado Vinícius Labanca, que preside a Comissão de Esporte e Lazer da Assembleia Legislativa de Pernambuco. O presidente da Alepe, Guilherme Uchoa; o presidente da Comissão de Finanças da Alepe, Ettore Labanca; o presidente da Câmara de São Lourenço, Leonardo Barbosa; o deputado Clodoaldo Magalhães; e o representante da Odebrecht, Bruno Dourado, também participaram da audiência.

CUMPRIMENTO DO PRAZO
Antes da audiência pública em São Lourenço, Ricardo Leitão participou de uma coletiva de imprensa realizada também nesta sexta-feira. Na ocasião, o secretário extraordinário da Copa do Estado de Pernambuco garantiu que o pacote de obras será entregue em tempo, sobretudo a Arena da Copa, que atualmente está 15% concluída. A capacidade do novo estádio será de 46 mil espectadores e terá ainda seis mil vagas de estacionamento.

"Vamos entregar todas as obras seis meses antes da Copa. A Arena, por exemplo, ganhará mais um turno de trabalho visando a Copa das Confederações. Em março de 2012, caminharemos para a metade da obra. Sonhamos com a inauguração para dezembro de 2012. Se a Fifa não escolher Recife como cidade-sede, aí caminharemos com mais tranquilidade", afirmou Ricardo Leitão, à espera do sorteio para a Copa das Confederações, marcado para o mês que vem.

Com o investimento total de R$ 2,5 bilhões, o projeto do Governo do Estado e da Prefeitura do Recife conta ainda com a compra de 15 trens para o metrô, construção de novos corredores de acesso para facilitar o trafego de veículos, uma nova torre de controle para o aeroporto e pontos para melhorar a drenagem da capital pernambucana.

LOGOMARCA E CONTADOR
A logomarca do Recife como cidade-sede da Copa do Mundo de 2014 foi lançada no Parnamirim, no Recife, na manhã desta sexta-feira. As inspirações para a criação da logo foi o frevo, uma das mais fortes representações culturais de Pernambuco, e o seu principal símbolo: a tradicional sombrinha.

As secretarias extraordinárias da Copa, tanto estadual quanto do Recife, também inauguraram um contador regressivo para a abertura do evento. O relógio (foto 4) está instalado na avenida Agamenon Magalhães, uma das principais vias da capital pernambucana. Uma hora após ser inaugurado, o relógio parou de funcionar. O funcionamento apenas foi restabelecido apenas no final da tarde desta terça, por volta das 17h.


PE 360 Graus/Globo Nordeste

Família de idosa que se acidentou em ônibus diz que vai processar empresa

O motorista levou a mulher para o bairro do Cordeiro, onde marido esperava o ônibus; Edgar Farias dos Santos disse que vai processar a empresa; de acordo com ele, o motorista deveria ter mais atenção

A família da dona de casa Marluce Renato da Silva, 61 anos, que sofreu fraturas ao cair dentro de um ônibus do Recife que faz a linha Torre-Rui Barbosa, da empresa Pedrosa, afirmou que irá colocar a empresa na Justiça. Depois de uma freada brusca, a idosa bateu na tampa do motor e caiu nos degraus da porta de embarque.
O motorista do coletivo levou a mulher para o bairro do Cordeiro, onde o marido dela, Edgar Farias dos Santos, esperava. Ele disse que vai processar a empresa, porque acha que o motorista deveria ter mais atenção. “Os motoristas devem observar melhor o tempo da pessoa dentro do ônibus. Nós pretendemos entrar na Justiça com uma ação de reparação de danos”, afirma
Em decorrência da queda, ela teve duas fraturas, quebrando o osso do punho direito e o antebraço esquerdo. Durante cirurgia, os médicos usaram pinos e placas de platina. Dona Marluce, que recebeu alta na última terça-feira (13), precisará fazer fisioterapia durante quatro meses.
Ela conta que a passageira que estava perto dela gritou, disse para o motorista parar imediatamente. “Eu não tinha nem pago, ainda estava abrindo a bolsa para tirar a carteira que voou, cheia de moeda. Só senti a pancada do meu corpo no chão do ônibus. Uma passageira começou gritar, pedindo parar para o motorista parar. Aí ele saiu e me ajudou a levantar”
A dona de casa, que trabalha com a confecção de doces e salgados, diz que não consegue realizar atividades como pentear o cabelo e tomar banho sozinha. Por enquanto, ela depende dos parentes.
De acordo com a empresa, o motorista dirigia a 20 quilômetros por hora, quando uma van escolar fez uma ultrapassagem, provocando a freada brusca. A empresa também disse que já está tomando todas as providências necessárias para ajudar na recuperação da passageira.
“Consideramos que não houve imprudência do motorista. A primeira providencia que nós tomamos foi dar atendimento ao cliente. A empresa tem o seguro obrigatório DPVAT, que pode ser usado pelo cliente. Se por ventura houver uma necessidade de ressarcimento, a seguradora é utilizada para ajudar os clientes em todos os problemas”, afirmou Antero Parahyba, diretor executivo da empresa de ônibus Pedrosa.
O Grande Recife Consórcio de Transporte explicou que o seguro de responsabilidade civil que existe, hoje, no sistema de transporte público de passageiros da Região Metropolitana, prevê a cobertura de danos sofridos por passageiros em acidentes.
O Consórcio garantiu que o seguro é obrigatório para todas as 18 empresas do sistema.
A empresa ainda disse que vai analisar o acidente da idosa e, se for comprovada a falha do motorista do ônibus da empresa Pedrosa, vai pedir o afastamento dele.
O Grande Recife tem uma central de atendimento ao cliente para tirar dúvidas e orientar os passageiros. O telefone é: 0800.081.0158. O serviço está disponível todos os dias, inclusive nos fins de semana e feriados.
Para reclamar do excesso de velocidade de um ônibus ou se o motorista queimar alguma parada, é preciso anotar o número do ônibus e o horário e repassar as informações para a empresa responsável.
SEGURO DPVAT
Muitas pessoas não sabem que podem com uma indenização em caso de acidentes. O seguro de Danos Pessoas Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) foi criado por lei federal e é obrigatório. Quem tem carro paga uma taxa pelo seguro DPVAT todos os anos junto com o licenciamento do veículo.
O seguro indeniza vítimas de acidentes causados por veículos que têm motor próprio (automotores) e circulam por terra ou por asfalto (via terrestre). Nessa definição não se enquadram trens, barcos, bicicletas e aeronaves e é por isso que acidentes envolvendo esses veículos não são indenizados pelo seguro DPVAT.
Em caso de acidente, as situações indenizadas são morte ou invalidez permanente e, sob a forma de reembolso, despesas comprovadas com atendimento médico-hospitalar.
A pessoa que sofreu o acidente deve dar entrada nos pedidos de indenização e de reembolso, no caso de gastos.
O procedimento é simples, gratuito e não exige a contratação de intermediários. Basta juntar a documentação necessária e levar ao ponto de atendimento mais próximo.
De acordo com o vice-presidente da Federação Nacional de Seguros, Carlos Valle, a obrigatoriedade do pagamento garante às vítimas de acidentes com veículos o recebimento de indenizações, ainda que os responsáveis pelos acidentes não arquem com a sua responsabilidade. 
“Qualquer vítima de acidente de trânsito, independente de culpa, tem Ela o direito de receber o DPVAT para cobertura de despesas medicas e suplementares, no valores de R$ 2700 e R$ 13500, para o caso de morte ou invalidez”, explica Carlos Valle.
O DPVAT, por ser um seguro destinado exclusivamente a danos pessoais, não prevê cobertura de danos materiais causados por colisão, roubo ou furto de veículos. Os interessados em obter mais informações sobre o seguro podem ligar para o telefone 32077700.

PE 360 Graus/Globo Nordeste

Consórcio disponibiliza 15 ônibus extras para jogo do Santa Cruz

Créditos: Guto de Castro/Acervo

Para atender aos torcedores que irão ao estádio do Arruda, neste domingo (18/09), para o jogo entre Santa Cruz x Alecrim (RN), o Grande Recife Consórcio de Transporte preparou uma programação especial com 15 15 ônibus extras, distribuídos em cinco terminais de integração e em frente ao DNOCS e ao Posto 11 (Av. Norte). A partida está prevista para começar às 16h.

Para a ida ao estádio, a partir das 13h, os 15 veículos serão distribuídos nos seguintes terminais integrados: Afogados (5), Macaxeira (4), Barro (3), PE-15 (2) e Camaragibe (1). Desse total, um dos veículos estocado no TI do Barro e o de Camaragibe farão viagens expressas até o Arruda antes do jogo.

Na volta para casa, já a partir das 17h30, o torcedor também contará com a programação. Dos 15 ônibus utilizados na ida, 13 também serão usados na volta. Desses, nove estarão estacionados em frente ao DNOCS, outros dois no Posto 11 (Av. Norte) e mais dois no TI da Macaxeira.

Além dos veículos extras, o usuários também pode utilizar uma das 29 linhas que trafegam próximas ao estádio do Arruda. Para maiores informações - sobre essa estocagem, itinerários, paradas de ônibus, dentre outras - os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente através do número 0800 081 0158.

Lista dos ônibus extras deste domingo (18/09)
Ida ao jogo – Total 15 veículos

Terminal Integrado de Afogados – 5 ônibus
Terminal Integrado da Macaxeira – 4 ônibus
Terminal do Barro – 3 ônibus
Terminal da PE-15 – 2 ônibus
Terminal Integrado de Camaragibe – 1 ônibus

Volta para casa – Total 13 veículos

DNOCS – 9
Posto 11 – 2
Terminal Integrado da Macaxeira – 2

Lista das Linhas que atendem as proximidades do Arruda

621-Alto Treze de Maio
700-Beberibe/Afogados
710-Beberibe/Derby
711-Alto do Pascoal
712-Alto Santa Terezinha
713-Bomba do Hemetério
714-Alto José Bonifácio (Av. Norte)
717-José Amarino dos Reis
721-Água Fria
722-Campina do Barreto
723-Cajueiro
724-Chão de Estrelas
726-Alto Santa Terezinha (Conde da Boa Vista)
730-Beberibe / Av. Norte
731-Beberibe (Espinheiro)
741-Dois Unidos
742-Linha do Tiro
743-Alto José Bonifácio (João de Barros)
746-Alto do Capitão
760-Dois Unidos/Derby
780-Alto Santa Terezinha/Derby
800-Dois Unidos/Afogados
810-Santa Casa/Encruzilhada
812-Sítio Novo (Av. Norte)
830-Caixa D água/Derby
840-Alto da Bondade/Joana Bezerra
850-Aguazinha/Joana Bezerra
870-Caixa D água/Afogados
914-PE-15/Afogados
GRCT

Grande Recife reforça frota para praias

Créditos: Guto de Castro/Acervo

Para este final semana (17 e 18/09), o Grande Recife Consórcio de Transporte incluirá as linhas 944-Loteamento Conceição/Paulista, 960-Maria Farinha/Casa Caiada e 990-Pau Amarelo/Varadouro na programação especial de veículos para as praias, realizada desde agosto.

Com as três novas linhas, a programação com atendimento extra para o litoral norte do Estado contará com sete itinerários. Ao todo, 58 ônibus realizarão 558 viagens; um acréscimo de 12 coletivos e 112 viagens. No sábado (17), a linha 968-Ilha de Itamaracá/Igarassu irá operar com dois ônibus extras, realizando 14 viagens a mais que em sábados comuns.

Ao todo, serão oito veículos e 72 viagens. Já para o domingo (18), dia de maior demanda para as praias, as linhas 946-Igarassu (BR-101), 905-Igarassu/Paulista e 968-Ilha de Itamaracá/Igarassu, juntas, totalizarão sete ônibus a mais, que realizarão 66 atendimentos extras.

As três novas linhas do reforço especial das praias, 944-Loteamento Conceição/Paulista, 960-Maria Farinha/Casa Caiada e 990-Pau Amarelo/Varadouro, contabilizarão ao todo 18 veículos e 118 viagens. Desse total, três veículos e 32 atendimentos são extras.

Além disso, a linha 964-Igarassu/Macaxeira, que opera com quatro veículos e faz 29 viagens nos domingos normais, terá uma substituição de todos os ônibus que realizam o transporte, passando de alongados para articulados, que são maiores e transportam até 120 pessoas.

Para outras informações sobre o itinerário das linhas, o usuário pode ligar para a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158, ou acessar site www.granderecife.pe.gov.br.

GRCT

Parada da Diversidade contará com esquema especial de transporte

O Grande Recife Consórcio de Transporte montou um esquema especial de transporte para os usuários que vão conferir a 10ª edição da “Parada da Diversidade”, a qual vai acontecer no próximo domingo (18/09), a partir das 09h da manhã, na Avenida Boa Viagem. O evento tem a expectativa de levar milhares de pessoas ao local.
O Consórcio irá reforçar o serviço de sete linhas, que representará um acréscimo de 12 coletivos e 108 viagens extras durante todo o período do evento. Durante o próximo domingo, o Grande Recife vai ofertar um total de 806 viagens com destino aos arredores do trajeto da parada.
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Além do incremento de frota e viagens das linhas, o Grande Recife preparou uma estocagem de três veículos, sendo dois no Terminal Integrado Pelópidas da Silveira, que estarão à disposição dos passageiros das 08h às 12h e outro no Terminal Integrado de Joana Bezerra, o qual será utilizado das 13h às 19h. Fora essas sete linhas, o passageiro poderá contar com outras 22 que trafegam aos domingos pela Avenida Conselheiro Aguiar ou Avenida Domingos Ferreira.
Outras informações sobre o esquema especial de transporte montado para a 10ª Parada da Diversidade, os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (CAC), através do telefone 0800 081 0158.

Saiba os detalhes da programação
Lista das sete linhas reforçadas
050–PE 15/Boa Viagem
061–Piedade
062–Jardim Piedade
070–Candeias/Joana Bezerra
080–Joana Bezerra/Boa Viagem
110–Ibura/Boa Viagem
440–CDU/Caxangá/Boa Viagem

Lista do esquema de estocagem – Total de três veículos
Ida ao evento

Terminal Integrado de Pelópidas da Silveira – 2 ônibus

Total – 2 veículos

Volta para casa

Terminal Integrado de Joana Bezerra – 1 ônibus
Total – 1 veículo
GRCT

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Há 1000 dias da Copa do Mundo, Governo divulga previsão de entrega dos novos TIs

Faltando 1000 dias para a abertura da Copa do Mundo no Brasil, o Governo do Estado divulgou um resumo com todos os projetos que visam a realização do evento em Pernambuco. Os Terminais Integrados (TIs) são de fundamental importância para o transporte dos torcedores até o local de realização dos jogos, a Arena da Copa, em São Lourenço da Mata.

Atualmente, 7 terminais estão em construção, um em ampliação e outro em fase de projeto. Todos devem ser inaugurados até 2012. O mais adiantado de todos, o TI Tancredo Neves, será integrado ao metrô da Linha Sul e já está quase pronto.

Veja agora as novas datas de entrega divulgadas pelo Governo:
Créditos: Governo de Pernambuco/Divulgação

Guto de Castro

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Há interessados em comprar a Busscar

A situação dos trabalhadores da Busscar é indefinida se depender da empresa. Mas há um caminho se delineando para os trabalhadores“.
Créditos: Guto de Castro/Acervo

A afirmação foi dada nesta segunda-feira, dia 12 de setembro de 2011, pelo presidente de Sindicato dos Mecânicos de Joinville, João Bruggmann, em entrevista exclusiva ao Blog Ponto de Ônibus.
O dirigente sindical afirmou que boa parte dos cerca de 4 mil trabalhadores já se desligou da empresa. Aproximadamente 1 mil ainda têm vínculo com a Busscar.

Foram vários processos de desligamento. Segundo João Bruggmann, em nenhum deles houve pagamento por parte da encarroçadora fundada em 17 de setembro de 1946, pela família Nielson, que continua no controle da companhia.

Atualmente, os funcionários que ainda estão na Busscar, registram 17 salários atrasados, são vencimentos não pagos desde abril de 2010. Os que se desligaram, por acordo ou rescisões não receberam o dinheiro, segundo o Sindicato.

A primeira etapa de desligamento ocorreu em fevereiro de 2010, por um acordo, pelo qual 980 trabalhadores saíram. Em julho do mesmo ano, mais trabalhadores saíram quando a partir desta data a Justiça determinou a possibilidade de rescisões indiretas.

Para escapar da obrigação judicial, em outubro de 2010, a empresa começou a liberar trabalhadores comprometendo-se a pagar num prazo de carência de 04 meses. Isso também não foi cumprido.
João Bruggmann informou que boa parte dos trabalhadores que se desligaram já conseguiu recolocação no mercado de trabalho.

Os mais especializados foram chamados por outras encarroçadoras, que queriam incorporar a experiência de qualidade que desenvolveram na Busscar. Os demais trabalhadores continuam no segmento de mecânica e metalurgia, em Joinville mesmo, porém não no setor de ônibus” – explicou.
Mesmo já reintegrados ao mercado de trabalho, muitos destes profissionais ainda enfrentam dificuldades financeiras pois ficaram muito tempo sem recebimento de salários e direitos e acumularam dívidas, prejudicando até mesmo planos individuais.

PRODUÇÃO PRATICAMENTE NÃO EXISTE

João Bruggmann, presidente do Sindicato dos Mecânicos de Joinville, afirmou que “praticamente a produção na Busscar não existe hoje“. Os cerca de 1 mil trabalhadores ainda vinculados com a empresa raramente são chamados para a fábrica.

Há uns 100, 120, mais próximos da diretoria que ainda são chamados para uma ou outra encomenda. Eles se reúnem e tentam vender um ônibus aqui, outro ali. Eles recebem cerca de R$ 80,00 por dia. Não são recolhidas contribuições obrigatórias, mas pelo menos este dinheiro consta na folha de pagamento” – conta.

João Bruggman informou que a produção não chega a um ônibus por semana. A maior parte dos escassos trabalhos se concentra na produção de modelos urbanos. O último “lote” produzido e vendido abrangia 08 ônibus urbanos.

A falta de produção aliada com o passar do tempo tem aumentado a dívida da empresa. No início deste ano, era revelado um débito de cerca de R$ 600 milhões. A estimativa é que, com o acúmulo de salários que continuam não sendo pagos, impostos e juros do sistema financeiro, a dívida possa se aproximar de R$ 1 bilhão.
Créditos: Guto de Castro/Acervo

O Sindicato cobra mais clareza e diálogo da direção da Busscar. “Há situações que nem nós sabemos e, como trabalhadores, deveríamos ter este direito“, disse Bruggmann. Ele classifica como uma das causas disso a “intransigência da família controladora”.

A empresa que foi fundada por Augusto Bruno Nielson e Eugênio Nielson, de família Sueca, hoje é majoritariamente controlada por Rosita Nielson, que detém 94,5% da companhia. Os filhos controlam o restante.

A empresa se limitou a dizer ao Sindicato e ao Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina que muitas informações são confidenciais por conta do mercado e de um contrato com a empresa de consultoria Virtus BR Partners. O objetivo da contratação é conseguir sócios para a Busscar.

ENCARROÇADORAS DE OLHO NA BUSSCAR

A esperança do Sindicato dos Mecânicos de Joinville está nos leilões dos bens e da empresa.
Na quarta-feira, dia 31 de agosto de 2011, foi realizado o primeiro leilão de bens da Busscar.
Os resultados foram bem abaixo do esperado. A previsão era de arrecadar R$ 1,58 milhões com a venda de uma comercial e quatro vagas de garagem no bairro Estreiro. Mas pela especulação imobiliária e também pelo fato de a situação jurídica da Busscar ainda assustar muitos investidores, foram vendidas apenas duas vagas de garagem, que totalizaram ambas R$ 21 mil. Pouco mais da metade do valor que estavam estipuladas inicialmente, já que cada uma estava cotada a R$ 20 mil, o que deveria render no mínimo R$ 40 mil.

Mesmo assim, os leilões têm sido vistos positivamente pelo Sindicato, pois foram uma conquista judicial para pagamento de parte das dívidas da empresa. Há também perspectivas de vendas diretas, sem leilão, que vão ser intermediadas pela Justiça Trabalhista.

Existem bens de Busscar espalhados por todo o País, como em Goiânia, Curitiba, e Florianópolis, mas a esperança do sindicato é o leilão da empresa propriamente dito, o que não tem data para ocorrer.
Bruggmann não quer especular nomes, mas garante saber de interessados na compra da Busscar.
Um dos maiores é uma empresa que já atua no setor de encarroçamento, o que ampliaria sua atuação nacional.

Não posso revelar a interessada, mas é uma empresa que está muito bem no mercado” – disse.
O Sindicato vê como positivo o interesse de empresas que já atuam no setor pelo fato de elas, no negócio ônibus, poderem aproveitar melhor a mão de obra ainda vinculada à Busscar.

O leilão não contemplaria a marca e a empresa que comprasse não assumiria as dívidas da Busscar.
Será aproveitado o parque industrial e o maquinário. Seria vida nova aos trabalhadores que começariam a trabalhar de fato e receberem os salários em dia. Quanto aos atrasados, continuaria a correr pela justiça a situação, mas com a venda da empresa, haveria garantia de quitar os débitos ou parte deles” – disse João Bruggman ao Blog Ponto de Ônibus, nesta segunda-feira, dia 12 de setembro de 2011.

Bruggmann confirmou à reportagem que dois grupos internacionais visitaram as instalações da Busscar. Um da Índia e outro da China. “Eles visitaram, colheram informações, mas depois não fomos informados se deram retorno.”

Bruggmann lamenta pela situação que os trabalhadores têm enfrentado, mesmo os já recolocados no mercado, e também pelo possível desfecho de uma das empresas que foi um dos maiores nomes da indústria de ônibus no Brasil.

Ela sempre disputava liderança de mercado de urbanos com a CAIO (Companhia Americana Industrial de Ônibus) e no segmento de rodoviários com a Marcopolo, que vive uma das melhores fases da história.

O setor de carrocerias de ônibus deve atingir o recorde de produção neste ano. Só no primeiro semestre, de acordo com a Fabus, Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus, entidade que reúne as principais encarroçadoras, foram produzidas 15 mil 847 carrocerias.

Motivos para o bom momento não faltam. A proximidade das eleições municipais faz com que as prefeituras estimulem e até obriguem a renovação de frotas de ônibus urbanos para a melhoria da imagem da administração pública, que é altamente ligada ao setor de transportes. A antecipação da renovação de frota prevista pelos empresários que vão tentar se livrar das novas normas ambientais da fase 7 do Proconve – Programa de Contole de Poluição do Ar por Veículos Automotores, o Proconve P 7, baseado nas normas de controle de emissão de poluentes euro V, adotadas na Europa desde 2009. Os veículos do Proconve P 7 serão dotados de mais tecnologia, o que deve aumentar os preços dos ônibus entre 8% e 15%. Além disso, os ônibus devem usar um fluido para reduzir a emissão de poluentes, o ARLA 32 (Agente Redutor Líquido Automotivo), feito com 32% de uréia industrial. È mais um custo para operação, embora que as fabricantes de chassis e motores dizem que o este gasto a mais seria compensando pelo fato de os novos motores serem mais econômicos e consumirem menos diesel.

A proximidade da licitação das linhas interestaduais e internacionais rodoviárias pela ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, que deve contemplar 1967 linhas de ônibus obriga a redução de idade média da frota, que hoje é de 14 anos, para 05 anos e a idade máxima para 10 anos. Mesmo discordando dos principais termos da licitação, principalmente no que diz respeito à quantidade de ônibus necessários para o sistema, as empresas interessadas em se manterem no mercado vão às compras.

As cidades também realizam licitações e renovações. Desde Rio Grande da Serra, no ABC Paulista, que no ano passado comprou 3 ônibus novos pela Viação Talismã até Manaus que prevê neste ano renovação de 900 ônibus, passando por grandes sistemas de BRT, como Curitiba e Goiânia com os ônibus biarticulados de 28 metros, o maior ônibus do mundo, a somatória de compras das cidades reflete em filas de meses para a aquisição de ônibus.

A proximidade de grandes eventos mundiais como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que deve fazer com que as cidades-sede modernizem os sistemas, também já agita o mercado de ônibus.

Na última Transpúblico, edição de 2011, realizada em agosto no Expo Transamérica, na zona Sul da Capital Paulista, maior evento que reúne fabricantes e prestadores de serviços, o otimismo era grande e os lançamentos também marcaram presença.

A Neobus apresentava seu ônibus para BRT, corredores exclusivos, o Neobus Mega BRT, de 28 metros, e o para faixas exclusivas, porém não em corredores segregados, como o Neobus Mega BRS (Bus Rapid Service).

A Marcopolo, que pretende ampliar os negócios no segmento, mostrava o revolucionário Viale BRT.
Todos os profissionais e participantes que foram à Transpúblico sentiram falta dos produtos da Busscar, empresa que era reconhecida pela qualidade das carrocerias. Boa parte desta qualidade se devia a designs, engenheiros e profissionais de criação e liderança que foram contratados por outras encarroçadoras de ônibus.

A Busscar atribui sua situação à crise financeira de 2008, quando as linhas de créditos foram restritas após abalos na economia norte-americana. A economia norte-americana começou a negociar em grande escala títulos imobiliários com alto risco de inadimplência.

Esses títulos se desvalorizaram com a falta de garantias e grandes instituições bancárias sentiram a inadimplência e o baixo valor destes papéis. A gota d´água para a crise foi quando o banco Lehman Brothers, um dos mais tradicionais da economia norte-americana anunciou concordata em 15 de setembro de 2008.

Os mercados em todo o mundo ficaram receosos e as linhas de crédito escassas. Na época, a Busscar afirmou que tinha todo seu plano de investimentos baseado em financiamentos na ordem de R$ 140 milhões. O montante disponível, ainda segundo a empresa, reduziu para R$ 75 milhões.
A empresa alegou que ainda conseguiu carência de dois meses para renegociar as dívidas e de mais 4 meses sobre 50% dos débitos.

No entanto, as outras empresas encarroçadoras tinham também planos em cima de financiamentos, mas não somente disso. Elas tinham feito um caixa e administraram a situação com recursos próprios.
Analistas dizem que essa crise da Busscar se trata de uma “doença mal curada” de 2002 e 2003, quando a Busscar também enfrentou uma crise que chegou a prejudicar a produção e ameaçar trabalhadores.

Diferentemente de hoje, a Busscar naquela época conseguiu recursos do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para se reestruturar. Na ocasião, a Busscar responsabilizou o câmbio que teria prejudicado negócios internacionais da empresa.

Esperamos que a situação dos trabalhadores se defina e que anos e anos de experiência em fabricação de ônibus não sejam anulados. Quem assumir a Busscar vai vê-la com profissionalismo e certamente vai ter em seus quadros trabalhadores motivados que sabem verdadeiramente lidarem com ônibus” – concluiu o presidente do Sindicato dos Mecânicos de Joinville, João Bruggmann para o Blog Ponto de Ônibus.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Ônibus Brasil

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Presa com 10 quilos de crack, idosa viajava com neto para não levantar suspeitas

Polícia pernambucana foi informada de que ela estaria em ônibus que vinha de Fortaleza (CE) para o Recife; flagrante aconteceu perto de Igarassu, na Região Metropolitana

Policiais do Departamento de Repressão ao Narcotráfico apresentaram, nesta segunda-feira (12), uma idosa indiciada por tráfico interestadual de drogas, que foi flagrada com 10 quilos de crack num ônibus que vinha de Fortaleza (CE) para o Recife.
Maria do Socorro de Oliveira, 61 anos, foi detida na última sexta-feira (09), quando o veículo passava pelo posto da Polícia Rodoviária Federal que fica em Igarassu, na Região Metropolitana. A polícia pernambucana sabia que a mulher estaria no ônibus, acompanhada de uma criança, para não levantar suspeitas - quem estava com a idosa era o neto dela, um menino de 6 anos.
"Além da companhia da criança, ela carregava a Bíblia, ficava o tempo todo lendo a Bíblia, segundo os passageiros que estavam perto dela. São artifícios que eles usam para despistar qualquer visão da polícia. Muito provavelmente, ela já fez isso algumas vezes, porque confiar 10 quilos de crack a alguém inexperiente não é comum. E também em razão do próprio depoimento dela, muito fria, se reservando o direito de só falar em juízo isso, isso já indica uma pessoa que foi instruída para essa empreitada", diz o delegado Rodrigo Maciel.
As pedras de crack ainda seriam quebradas, para serem transformadas em 40 mil pedras pequenas e vendidas na capital pernambucana. Em depoimento, a suspeita disse que recebeu R$ 450 para trazer a droga.
Indiciada por tráfico de entorpecentes, Maria do Socorro de Oliveira poderá cumprir pena que varia entre 7 e 15 anos de prisão, se for condenada - o agravante é o fato de o tráfico ter ocorrido entre dois estados. Ela já foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina do Recife.
O neto da suspeita está numa unidade do Conselho Tutelar do Recife desde sexta-feira. Nenhum parente entrou em contato ou apareceu para buscá-lo, até agora.


PE 360 Graus/Globo Nordeste

Carreta se choca com ônibus na BR-101 Sul, no Cabo, e deixa um ferido

Kety Marinho

Créditos: Kety Marinho/PE 360 Graus

Acidente aconteceu no quilômetro 94 da rodovia; motorista do ônibus foi levado ao Hospital Dom Helder Câmara

Uma carreta se chocou com um ônibus que transportava cerca de 30 trabalhadores na manhã desta segunda-feira (12), na BR-101 Sul, no Cabo de Santo Agostinho. O acidente aconteceu próximo à fábrica da Caninha 51, no quilômetro 94 da rodovia. 
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do ônibus, Eliober Bonifácio de Oliveira, 29 anos, não conseguiu frear e acabou entrando na traseira do caminhão. Ele foi levado, consciente, para o Hospital Dom Helder Câmara. O estado de saúde dele é estável e ele será submetido a uma cirurgia na perna.


PE 360 Graus/Globo Nordeste

Rodoviários da Transcol paralisam a empresa e reivindicam melhorias

Créditos: Guto de Castro/Acervo

Cerca de 80 ônibus da empresa Transcol ficaram fora de circulação no início da manhã desta segunda-feira (12). O fato aconteceu devido a um desentendimento entre funcionários e empresários, que estariam em negociação mas não conseguiram chegar em um acordo em comum. O fato segundo os rodoviários, é o descumprimento por parte da empresa dos direitos que lhe são assegurados;

De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transportes, por volta das 4h da madrugada os rodoviários murcharam os pneus de 62 ônibus dos 87 que compõem a frota urbana ativa da empresa em forma de protesto por direitos trabalhistas. Com essa ocorrência os veículos não puderam sair da garagem e as 13 linhas da Transcol, que atendem à população da Zona Norte do Recife, ficaram com esse déficit.

Para suprir a demanda, 40 veículos de outras empresas que também circulam pela região estão fazendo o mesmo itinerário das linhas que a Transcol opera; mesmo assim os usuários sofreram para conseguir chegar aos seus destinos.

Diariamente 47 mil pessoas utilizam os serviços das 13 linhas da empresa Transcol, mas ainda não há informações sobre a quantidade de usuários atingida pela paralisação.

Após reunião entre funcionários e representantes da empresa de transportes coletivos Transcol, os motoristas e cobradores que estavam parados na manhã desta segunda-feira (12) no Grande Recife voltaram ao trabalho por volta das 11h da manhã.

A assessoria de imprensa da Urbana/PE (Sindicato das empresas de ônibus) não precisou com exatidão os motivos da paralisão, mas o principal ponto seriam reivindicações por direitos trabalhistas e melhores condições de serviços.

Rota Pernambucana, com informações do NE10
 

Arquivo do blog