segunda-feira, 30 de julho de 2012

Grande Recife modifica terminal de três linhas do Aeroporto

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

No ultimo sábado (28) o terminal das linhas 033 – Aeroporto, 042 - Aeroporto (Opcional) e 043 – Aeroporto/Tacaruna foi transferido da Praça Ministro Salgado Filho, que fica em frente ao Aeroporto Internacional dos Guararapes, para a Avenida Linha Férrea Sul, ao lado da Estação de Metrô Porta Larga. A mudança aconteceu por causa da construção da passarela ligando o Aeroporto à Estação do metrô, interligado ao Terminal Integrado do Aeroporto.

Com a alteração, as linhas passaram a circular pela Rua Professor Paes Leme e Estrada da Batalha, atendendo usuários da entrada do Jordão e de Porta Larga. Mesmo com a transferência do terminal, as três linhas continuam atendendo a Praça Ministro Salgado Filho. Sendo que as linhas 033 – Aeroporto e 043 – Aeroporto/Tacaruna passaram a circular apenas no sentido Centro/Subúrbio. Já a 042 – Aeroporto (Opcional) atende o Aeroporto nos dois sentidos.

A linha 042 – Aeroporto (Opcional) opera de segunda a sábado. Durante a semana, são 14 veículos, 74 viagens e o intervalo de 12 minutos nos horários de pico. Aos sábados, a linha opera com seis coletivos, 36 viagens e o intervalo de tempo de 20 minutos.

Já a Aeroporto e a Aeroporto/Tacaruna funcionam de domingo a domingo. A 033 opera com cinco ônibus, 51 viagens e com o intervalo nos horários de pico de até 17 minutos nos dias úteis. Aos sábados são quatro veículos, 45 viagens e 25 minutos de intervalo de tempo. Nos domingos, a linha possui três coletivos, 38 viagens e 30 minutos de intervalo.

A Aeroporto/Tacaruna opera com dez ônibus, 65 viagens e 15 minutos nos horários de pico nos dias úteis. A linha conta com seis veículos, 44 viagens e 20 minutos de intervalo, aos sábado. E aos domingos, com quatro ônibus, 32 viagens e com 30 minutos de intervalo.

Outras dúvidas, sugestões e reclamações também podem ser esclarecidas pelo telefone 0800.081.0158 ou acessando o site www.granderecife.pe.gov.br.


Itinerário completo alterado da linha 033-Aeroporto:


Terminal/Ponto de retorno

Avenida Linha Férrea Sul - Estação Porta Larga (Terminal)
Rua Professor Paes Leme
Estrada da Batalha
Avenida Mascarenhas de Morais
Rua Dez de Julho

Rua Capitão Zuzinha
Rua Doutor Vicente Gomes
Rua Setúbal Boa Viagem
Avenida Conselheiro Aguiar
Avenida Engenheiro Antônio de Góes
Ponte Governador Agamenon Magalhães
Avenida Engenheiro José Estelita
Viaduto das Cinco Pontas
Cais Santa Rita Recife Terminal de Passageiros Santa Rita
Avenida Martins de Barros
Ponte Buarque de Macedo
Avenida Rio Branco
Praça Barão do Rio Branco (Marco Zero)
Avenida Alfredo Lisboa
Avenida Militar
Avenida Cais do Apolo
Ponte Conde Maurício de Nassau
Rua Primeiro de Março
Rua do Imperador Pedro II

Ponto de retorno/Terminal

Avenida Nossa Senhora do Carmo
Avenida Dantas Barreto
Rua do Peixoto
Praça das Cinco Pontas
Viaduto das Cinco Pontas
Avenida Engenheiro José Estelita
Avenida Saturnino de Brito
Ponte Governador Paulo Guerra
Avenida Herculano Bandeira
Avenida Engenheiro Domingos Ferreira
Rua Barão de Souza Leão Boa Viagem
Viaduto Norte Recife Acesso ao Aeroporto
Avenida Marechal Mascarenhas de Morais
Praça Ministro Salgado Filho
Estrada da Batalha
Viaduto sobre a Estrada da Batalha
Avenida Armindo Moura
Avenida Linha Férrea Sul – Estação Porta Larga (Terminal)


Itinerário completo alterado da linha 043-Aeroporto/Tacaruna


Terminal /Ponto de retorno

Avenida Linha Férrea Sul - Estação Porta Larga (Terminal)
Rua Professor Paes Leme
Estrada da Batalha
Avenida Mascarenhas de Morais
Rua Dez de Julho
Rua Vinte de Janeiro
Rua João Cardoso Ayres
Rua Sá e Souza
Rua Capitão Zuzinha
Rua Doutor Vicente Gomes

Rua Setúbal
Avenida Conselheiro Aguiar
Rua Ribeiro de Brito
Rua Visconde de Jequitinhonha
Pátio do Shopping Center Recife (Parada 2)
Rua Tenente Domingos de Brito
Recife Rua Ernesto de Paula Santos
Avenida Conselheiro Aguiar Boa
Avenida Engenheiro Antônio de Góes Boa
Ponte Governador Agamenon Magalhães Boa
Viaduto Capitão Temudo
Rua Juiz César Barreto
Fórum Joana Bezerra
Ponte Papa João Paulo ll
Avenida Governador Agamenon Magalhães
Viaduto João de Barros (Romeu e Julieta)
Avenida Governador Agamenon Magalhães
Viaduto Engenheiro Roberto Pereira de Carvalho (Tacaruna)
Avenida Olinda

Ponto de retorno/Terminal

Retorno sob o Viaduto Luiz Delgado
Avenida Governador Agamenon Magalhães
Viaduto João de Barros (Romeu e Julieta)
Avenida Governador Agamenon Magalhães
Ponte Papa João Paulo ll
Viaduto Capitão Temudo
Rua Capitão Temudo
Ponte Governador Paulo Guerra
Avenida Herculano Bandeira
Avenida Engenheiro Domingos Ferreira
Rua Padre Carapuceiro Boa Viagem
Rua Fernando Simões Barbosa
Rua Jack Ayres
Pátio do Shopping Center Recife (Parada 1)
Rua Bruno Veloso
Avenida Engenheiro Domingos Ferreira
Rua Barão de Souza Leão
Viaduto Norte Recife Acesso ao Aeroporto
Avenida Marechal Mascarenhas de Morais
Praça Ministro Salgado Filho
Estrada da Batalha
Viaduto sobre a Estrada da Batalha
Avenida Armindo Moura
Avenida Linha Férrea Sul – Estação Porta Larga (Terminal)

Itinerário completo alterado da linha 042-Aeroporto(Opcional)


Terminal /Ponto de retorno

Avenida Linha Férrea Sul - Estação Porta Larga (Terminal)
Rua Professor Paes Leme
Estrada da Batalha
Avenida Mascarenhas de Morais
Viaduto Norte
Acesso ao Aeroporto (setor desembarque)
Praça Ministro Salgado Filho (Lado Oeste)
Viaduto Sul
Rua Dez de Julho
Rua Vinte de Janeiro
Rua João Cardoso Ayres
Rua Sá e Souza Boa Viagem
Rua Antônio Vicente
Rua José Domingues da Silva
Rua Barão de Souza Leão
Rua Padre Luiz Marques Teixeira
Rua Marquês de Valença
Rua Visconde de Jequitinhonha
Pátio do Shopping Center Recife (Parada 2)
Rua Tenente Domingos de Brito
Rua Ernesto de Paula Santos
Avenida Conselheiro Aguiar Boa Viagem
Avenida Engenheiro Antônio de Góes
Ponte Governador Agamenon Magalhães
Avenida Engenheiro José Estelita
Viaduto das Cinco Pontas
Cais Santa Rita Recife Ponte Doze de Setembro
Avenida Alfredo Lisboa
Praça Barão do Rio Branco (Marco Zero)
Avenida Marquês de Olinda Boa Viagem
Ponte Conde Maurício de Nassau
Rua Primeiro de Março
Praça da Independência

Ponto de retorno/Terminal

Avenida Guararapes
Ponte Duarte Coelho
Avenida Conde da Boa Vista
Rua Dom Bosco
Avenida Governador Agamenon Magalhães
Ponte Papa João Paulo ll
Viaduto Capitão Temudo
Rua Capitão Temudo
Ponte Governador Paulo Guerra
Avenida Herculano Bandeira
Avenida Engenheiro Domingos Ferreira
Rua Padre Carapuceiro Boa Viagem
Rua Fernando Simões Barbosa
Rua Jack Ayres
Pátio do Shopping Center Recife (Parada 1)
Rua Bruno Veloso Boa Viagem
Avenida Engenheiro Domingos Ferreira
Rua Barão de Souza Leão
Viaduto Norte
Acesso ao Aeroporto (setor de desembarque)
Praça Salgado Filho
Estrada da Batalha
Viaduto sobre a Estrada da Batalha
Avenida Armindo Moura
Avenida da Linha Férrea Sul-Estação Porta Larga (Terminal)

GRCT

O imponente judoca brasileiro

Ônibus de dois andares da Scania parceiro da Seleção de Judô. Veículo que transporta atletas que agora estão em Londres já segue as novas determinações de redução de poluição além de ter sala de reuniões e espaço de convivência no primeiro piso.


Créditos: Scania/Divulgação

Se o judô é um esporte que exige imponência, força e técnica, a equipe brasileira está bem no quesito transportes. São justamente todas estas características presentes no ônibus de dois andares que atende os atletas da delegação brasileira, muitos representando o País nas Olimpíadas 2012 de Londres.

O veículo é fruto de uma parceria entre a Scania, montadora de veículos, e a CBJ – Confederação Brasileira de Judô. O acordo entre a fabricante e a entidade esportiva começou em 2007, com os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro e vai até 2016, nas Olimpíadas também sediadas no Rio. Os veículos são constantemente renovados.

A imponência, a força e a técnica são atributos fáceis de serem reconhecidos. O ônibus chama a atenção pelo seu porte. O veículo atual, com carroceria Marcopolo Paradiso 1800 DD, de dois andares, tem um design moderno e um porte impressionante, com quatro eixos, dois na frente e dois traseiros.

Por dentro, o ônibus também chama a atenção. O andar superior conta com poltronas semi-leito, monitores de TV LCD, tomadas para carregamento de celulares e notebooks e itens de conforto, como defletores individuais de ar condicionado e luz de leitura de led, que ilumina melhor.

No primeiro andar, uma ampla área de convivência permite conforto aos atletas e funcionalidade para a comissão técnica. Há sala de reuniões e equipamentos como TV de Led, DVD Player, Blu-ray e frigobar.
Em relação à técnica, o veículo possui freios ABS, sistema de proteção contra tombamento, válvula de segurança de freio de estacionamento, sistema hidráulico de freio auxiliar Retarder da Scania, que está na segunda geração.

O ônibus já segue a nova lei de restrição à emissão de poluentes da fase P 7 do Proconve – Programa Nacional de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, com base nas normas Euro V.
Pela lei, em vigor desde janeiro deste ano, os veículos pesados a diesel devem emitir 80% menos de monóxido de carbono e 60% de óxidos de nitrogênio (NOx).

As suspensões dianteira e traseira são de sistema pneumático e o controle de freios EBS oferece mais segurança. E no quesito força, o ônibus judoca não fica para trás: são 400 cavalos de potência e torque de 2100 Nm, com bom desempenho em baixas rotações, o que permite mais conforto por não haver trancos e transmissão do esforço do motor à carroceria e economia de combustível. O modelo é K 400 – 8 x 2.

O Brasil é representando por 14 atletas que disputam em sete categorias no Judô masculino e sete no feminino. Eles foram selecionados entre 143 esportistas que disputaram 119 competições no Brasil e em outros países da América Latina desde 2007.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Blog Ponto de Ônibus

sábado, 28 de julho de 2012

Modelos de Ônibus: Ciferal Turquesa


Após um longo tempo de férias, a coluna "Modelos de Ônibus" volta com a história de uma carroceria que fez bastante sucesso entre algumas empresas no começo do século XXI: o Ciferal Turquesa.

Lançado em 1999, o Turquesa foi inspirado no Torino GV e Torino 99, ambos da Marcopolo. Tornou-se famoso pelo seu baixo custo de operação, o que chamou a atenção de vários empresários por todo o país.

Sua produção foi descontinuada em meados de 2002. Em 2003, foi sucedido pelo Citmax, que vinha com uma proposta bem semelhante.

Características

O Turquesa lembrava em vários aspectos o Torino 99. A dianteira apresentava contornos arredondados, com para-brisa plano. Já a traseira apresentava contornos nas lanternas, com formas retas.

Uma característica marcante do Turquesa foram suas lanternas arredondadas, tanto na dianteira quando na traseira. Em número de três, dispostas na horizontal (frente) e vertical (trás). As máscaras cinzas ou vermelhas eram opcionais.

Especificações técnicas

Os veículos padrão variavam entre 12 e 12,5 metros de comprimento. Por ser uma carroceria de baixo custo, foram produzidas mais unidades com chassi dianteiro, em especial das marcas Mercedes-Benz e Volkswagen.


Fotos

Ciferal Turquesa - Mercedes-Benz OF-1417
Rodoviária Caxangá - Olinda/PE
Créditos: Guto de Castro/Acervo

Ciferal Turquesa - Mercedes-Benz OF-1721
Ciferal Rio - Petrópolis/RJ
Créditos: Dayerses.com/Acervo

 Ciferal Turquesa - Volkswagen 16-210 CO
Rodoviária Metropolitana - São Lourenço da Mata/PE
Foto: André Luiz/Ônibus Brasil

Ciferal Turquesa - Volkswagen 16-210 CO
Rodoviária Metropolitana - São Lourenço da Mata/PE
Créditos: André Luiz/Ônibus Brasil

Ciferal Turquesa - Mercedes-Benz OF-1721
Viação Oeste Ocidental - Rio de Janeiro/RJ
Créditos: Leandro Souza/Clube do Trecho

Ciferal Turquesa - Mercedes-Benz OF-1417
Belém Rio Transportes - Belém/PA
Créditos: João Barros/Portal Interbuss

Ciferal Turquesa - Mercedes-Benz OF-1417
Transportes Nossa Senhora da Conceição - Natal/RN
Créditos: Hermínio Barros/Ônibus Brasil

Ciferal Turquesa - Mercedes-Benz OF-1417
Trampolim da Vitória - Natal/RN
Créditos: Marcos Filho/Ônibus Brasil

Vídeos


Desoneração ampliará investimentos

Estima-se que as companhias de transporte rodoviários de passageiros movimentem, ao ano, em torno de R$ 4 bilhões.

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

A inclusão das empresas de transporte rodoviário de ônibus no Plano Brasil Maior, que prevê a desoneração da folha de pagamento de diversos setores, vai dar mais fôlego para investimentos em renovação de frota e contratação de pessoal.

A avaliação é de executivos ouvidos pelo Valor. De acordo com eles, o governo não pediu uma contrapartida de investimentos para que esse segmento pudesse ser beneficiado pelo plano, segundo o qual as empresas trocam a contribuição para a Previdência Social que incide sobre a folha de pagamento por um percentual sobre o faturamento.

Estima-se que as companhias de transporte rodoviários de passageiros movimentem, ao ano, em torno de R$ 4 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati). A entidade informa que a folha de pagamento é o maior custo das empresas. Responde, em média, por 38% dos gastos totais do setor. São 300 mil trabalhadores, sendo 80 mil no transporte interestadual de passageiros e 220 mil no intermunicipal. A frota total do segmento é de 75 mil ônibus (15 mil no interestadual e 60 mil no intermunicipal).

O presidente da Abrati, Renan Chieppe, diz que a desoneração é uma medida "importantíssima", mas ressalta que ela ainda tem de ser apreciada pelo Senado e deve ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff. "O transporte tem uma série de dificuldades, que vai desde a infraestrutura ao custo Brasil. Não podemos dizer que uma ação dessa [desoneração] resolve tudo, mas que é um momento histórico e o primeiro passo na direção certa, isso podemos afirmar", disse Chieppe, também diretor do Grupo Águia Branca, dono das viações Águia Branca e Salutaris.

O executivo acrescenta que o setor espera que não haja mudança ou vetos no texto da medida provisória que prevê a desoneração da folha de pagamento do setor. "Nossa expectativa e torcida é que seja mantida no texto [a desoneração] e que ele seja aprovado e sancionado para que possamos continuar com o nível de empregabilidade que temos e até aumentar".

O diretor jurídico da Itapemirim, Marcio Mastropietro, lembra que a contribuição patronal ao redor de 28% ao INSS será substituída por uma alíquota de 2% sobre a receita bruta das empresas do setor. A mudança, diz ele, poderá significar uma economia mensal equivalente ao preço de um ônibus, entre R$ 500 mil e R$ 600 mil.

"O setor demanda muito investimento em mão de obra, basicamente motoristas. Com a desoneração, poderemos canalizar parte dos recursos para renovação de frota", afirma Mastropietro. Segundo ele, após a aprovação da medida, o impacto para as empresas do setor rápido, no primeiro mês a economia já será observada.

 Fetronor

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Ônibus interestaduais e internacionais terão reajuste no domingo



A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) aprovou reajuste de 2,874% no coeficiente tarifário usado para compor o valor das passagens de ônibus interestadual e internacional de transporte semiurbano de passageiros.

Créditos: Guto de Castro/Acervo
A autorização está publicada na edição desta sexta-feira do "Diário Oficial" da União e vai afetar as viagens interestadual e internacional de curta distância, o que equivale a até 75 km. O reajuste passará a valer a partir da 0h do próximo domingo (29). Além do coeficiente tarifário, também são usados para compor o valor das passagens, itens de custo (como combustível), tarifa de embarque, ICMS e o rateio de pedágio, quando for o caso.

A ANTT justifica o reajuste em função da "necessidade de manter o equilíbrio econômico-financeiro das permissionárias e autorizatárias do transporte rodoviário". Em 1º de julho, já havia sido aplicado o reajuste de 2,770% no coeficiente tarifário das passagens de ônibus interestadual e internacional com percurso de longa distância (acima de 75 km). 

Jornal Floripa

Serviço de ônibus interestaduais e internacionais terá que melhorar

Conforto e segurança serão itens obrigatórios. Veículos terão sistema eletrônico para enviar dados sobre cumprimento de horários e itinerários.

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

As empresas de ônibus que operam linhas interestaduais e internacionais vão ter que melhorar os serviços a partir do ano que vem. Vem aí uma licitação. E conforto e segurança serão itens obrigatórios.

O fim da viagem nunca foi tão desejado pela operadora de telemarketing Juliana dos Reis Lopes. O desembarque da longa jornada entre Cuiabá e Belo Horizonte se deu com uma hora de atraso. “Você fica ansiosa para chegar logo, acabar logo a viagem”, diz ela.

Reginaldo dos Santos ia de Tocantins para o Espírito Santo. A cada parada, uma sessão de alongamento. “A coluna já está doendo um pouco”, conta.

Missão sofrida mesmo é ser vizinho de banheiro. “Se for viagem longa, aí vem a dor de cabeça por causa do mau cheiro e incomoda muito mesmo”, conta o técnico de informática Dênis de Macedo.

É grande a lista de reclamações que chegam à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A promessa é de que a melhora está a caminho. A partir do ano que vem, as empresas que quiserem continuar no mercado terão que comprovar que têm capacidade de prestar um bom serviço.

O edital de uma licitação deve ficar pronto até o mês que vem. Todas as linhas interestaduais e internacionais serão abertas à concorrência. Só poderão participar empresas com ônibus que tenham até dez anos de uso. A idade média da frota não pode ter mais de cinco anos. Os veículos têm que ser equipados com sistema eletrônico que envia dados sobre cumprimento de horários e itinerários.

“A outra exigência que nós fazemos é uma qualificação técnica das empresas. Tendo um pessoal mais qualificado e uma gestão mais qualificada, o atendimento e a prestação de serviço vão ser refletidos diretamente para o usuário. No caso, se a empresa for uma má prestadora de serviço, ela perde a concessão em operar”, explica Sônia Haddad, superintendente de serviços de transporte de passageiros da ANTT.

Serão criadas mais 126 linhas para atender 34 cidades que não têm serviço regular de transporte. A ANTT espera que as mudanças façam o preço das tarifas cair para pelo menos 80% dos usuários. “Eu acho que pelo preço podia melhorar. É bem puxadinho”, opina uma mulher.

G1

Grande Recife adequa serviço de ônibus na Zona Norte

Consórcio estará com equipe de divulgadores, cartazes e panfletos orientando à população.

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

A partir do próximo sábado (28), o tráfego nas estradas do Arraial e do Encanamento será modificado em função da implantação de um binário que tem por meta promover a melhoria do trânsito nas vias. Devido às intervenções da Prefeitura, o Grande Recife Consórcio de Transporte alterará o itinerário de 16 linhas, afetando 30 pontos de parada e transferirá um miniterminal para a Rua Eugênio Samico, a fim de adequar o atendimento prestado aos usuários da localidade. A implantação do binário, realizada pela Companhia de Trânsito e Transportes Urbanos (CTTU), afetará em média 70 mil usuários que utilizam 141 ônibus, distribuídos em 1060 viagens. O Consórcio informará os usuários sobre as alterações por meio de divulgadores, panfletos e cartazes.

Com a implantação do binário, a Estrada do Arraial e a do Encanamento, que possuem tráfego nos dois sentidos, passarão a permitir a circulação dos veículos apenas em mão única. A primeira ficará com o sentido cidade/subúrbio, já a segunda permitirá o trajeto dos veículos somente no sentido subúrbio/cidade. As 16 linhas que trafegam nos dois sentidos terão o itinerário alterado devido às modificações do sistema viário. (VER LISTA DE LINHAS ABAIXO)

O terminal das linhas 330 - Casa Amarela/CDU (TRT) e 531 – Casa Amarela (Rosa e Silva), localizado na rua ao lado do pátio da feira de Casa Amarela, será transferido para a Rua Eugênio Samico (próximo a Praça do Trabalho). Sendo assim, também será transferido para a Rua Eugênio Samico o ponto de retorno da linha 533 - Casa Amarela (Bacurau), que opera durante a madrugada, levando os usuários para o Terminal Urbano do Cais de Santa Rita.


Créditos: Guto de Castro/Acervo

Orientação – Durante uma semana, o Consórcio estará com uma equipe de divulgação nas ruas, orientando as pessoas sobre as mudanças e distribuindo panfletos explicativos. Em cada ponto de parada, um divulgador estará a postos para esclarecer todas as dúvidas dos usuários e orientá-los no deslocamento, informando onde pode esperar a linha desejada.

Nos dias 28, 30 e 31, a equipe estará nas ruas das 6h às 18h. No dia 30 (domingo), das 8h às 13h. Ao todo, são 30 paradas afetadas pelo binário, nove desativadas e outras 11 implantadas. O Grande Recife também afixará cartazes informativos nos pontos envolvidos e em todos os ônibus que operam nas 16 linhas.

Dúvidas também podem ser retiradas, através da Central de Atendimento ao Cliente, pelo número 0800.081.0158. Todos os atendentes foram treinados para orientar os usuários. Os novos itinerários das linhas afetadas poderão ser consultados no site do órgão (www.granderecife.pe.gov.br).

SERVIÇO

Total de linhas que terão o itinerário alterado: 16 linhas
Total de veículos – 141 ônibus
Total de viagens – 1060 viagens
Média de usuários afetados / dia - 70 mil usuários/dia
Total de paradas envolvidas no binário – 30 paradas
Total de paradas desativadas – 9 paradas
Total de paradas implantadas – 11 paradas

Lista das linhas que terão o itinerário alterado:


330 - Casa Amarela/CDU (TRT)
510 - Nova Descoberta/Derby
511 - Alto do Mandú
513 - Córrego da Areia
514 - Nova Descoberta (Córrego do Joaquim)
515 - Nova Descoberta (Bacurau)
516 - Casa Amarela (Nova Torre )
521 - Alto Santa Isabel
531 - Casa Amarela (Rosa e Silva)
532 – Casa Amarela (Cabugá)
533 – Casa Amarela (Bacurau)
630 - Vasco da Gama/Derby
640 - Guabiraba/Derby
710 – Beberibe / Derby
718 - Córrego do Euclides/Derby
930 - Rio Doce/Dois Irmãos

Linhas que terão o terminal alterado para a Rua Eugênio Samico (próximo a Praça do Trabalho):

330 - Casa Amarela/CDU (TRT) - Terminal antigo: Pátio da Feira de Casa Amarela
531 – Casa Amarela (Rosa e Silva) – Terminal antigo: Pátio da Feira de Casa Amarela
533 - Casa Amarela (Bacurau) - Fará o retorno na Rua Eugênio Samico 

GRCT

Grande Recife amplia atendimento em Olinda

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

Devido à solicitação das comunidades Bultrins e Alto da Mina, em Olinda, o Grande Recife Consórcio de Transporte amplia o itinerário da linha 972-Bultrins. A partir de amanhã (28), os ônibus circularão por toda a Rua do Sol e avenidas Sul, Martins de Barros, 1º de Março e Guararapes, além da estação de metrô Recife. Atualmente, o ponto de retorno é na Rua do Sol, entre as pontes Santa Isabel e Duarte Coelho.

A linha está programada para atuar com seis veículos, 62 viagens e o intervalo de tempo de até 15 minutos nos dias úteis. Aos sábados, irá operar com três coletivos, 35 viagens e com o intervalo de tempo de 30 minutos. E aos domingos, ela conta com três ônibus, 27 viagens e o intervalo de tempo de até 40 minutos. Os usuários podem solicitar mais informações pelo telefone 0800.081.0158 ou acessando o site www.granderecife.pe.gov.br.

Itinerário completo da linha

Terminal/Ponto de Retorno

Avenida Professor Manoel Regueira;
Avenida Chico Science;
Rua Alberto Lundgren;
Avenida Presidente Getúlio Vargas;
Rua do Sol;
Avenida Sigismundo Gonçalves;
Largo do Varadouro;
Avenida Presidente Kennedy;
Travessa do Pisa;
Avenida Olinda;
Viaduto Luiz Delgado;
Avenida Governador Agamenon Magalhães;
Avenida João de Barros;
Rua da Hora;
Rua 48;
Avenida João de Barros;
Rua do Príncipe;
Rua Princesa Isabel;
Rua do Sol;
Rua Floriano Peixoto;
Rua do Peixoto;
Avenida Sul;
Avenida Martins de Barros;

Ponto de Retorno/Terminal

Avenida 1º de Março;
Avenida Guararapes;
Ponte Duarte Coelho;
Rua da Aurora;
Rua João Lira;
Avenida Visconde de Suassuna;
Rua Gouveia de Barros;
Rua Álvares de Azevedo;
Rua dos Palmares;
Rua Doutor Carlos Chagas;
Avenida João de Barros;
Avenida Governador Agamenon Magalhães;
Avenida Olinda;
Largo do Varadouro;
Avenida Sigismundo Gonçalves;
Avenida Beira Mar;
Rua do Farol;
Avenida Ministro Marcos Freire;
Rua Coronel Henrique Guimarães;
Praça Doze de Março;
Avenida Presidente Getúlio Vargas;
Rua Farias Neves Sobrinho;
Rua São Miguel;
Rua Alberto Lundgren;
Rua Victor José Fernandes;
Rua Elesbão de Castro;
Rua Doutor Milton Pina;
Rua Beira Canal;
Avenida Chico Science;
Rua Serrita;
Rua Amaraji;
Rua Joaquim Mendes da Silva;
Avenida Chico Science (Retorno);
Rua da Mina;
Avenida Professor Manoel Regueira.

GRCT

Consórcio modifica itinerário de linhas devido às obras do TI Cosme e Damião

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

Devido à construção do Terminal Integrado de Cosme Damião, de responsabilidade da Secretaria das Cidades do Estado de Pernambuco, o Grande Recife Consórcio alterou o itinerário, provisoriamente, de duas linhas que atendem a localidade. A previsão é de que o trecho interditado seja liberado em fevereiro de 2013, quando a via será liberada.

As modificações ocorrem nas linhas 459 - Loteamento dos Santos Cosme e Damião e 462 – Loteamento Santos Cosme e Damião (Bacurau), tanto no sentido cidade/subúrbio quanto no subúrbio/cidade. Devido às obras, a Rua Visconde de Correia Botelho será interditada, no trecho onde se localiza a Estação do Metrô de Cosme Damião.

O Consórcio aguardará o término das obras para que as linhas retornem ao itinerário de origem. Outras informações sobre as mudanças podem ser obtidas por meio da Central de Atendimento ao Cliente, através do telefone 0800.081.0158 ou pelo site www.granderecife.pe.gov.br.

Linhas que terão o itinerário alterado:
459 - Loteamento dos Santos Cosme e Damião
462 – Loteamento Santos Cosme e Damião (Bacurau)

Itinerário alterado completo das linhas:

Terminal / ponto de retorno

Rua Honório Hermito
Rua Dom Antônio de Macêdo
Rua Barão de Cerro Largo
Rua Tomaz Ferreira
Rua Visconde de Correia Botelho
Rua Diamantina do Norte
Rua da Esperança
Avenida Portugal
Rua Vale do Sirigi
Rua Roraima
Rua Tambiá
Rua Vertente dos Lírios
Rua Vale do Sirigi
Rua Diogo de Vasconcelos
Rua Gastão Vidigal
Avenida Joaquim
Ponte Marechal Castelo Branco
Avenida Caxangá
Praça Conselheiro João Alfredo
Rua Benfica
Praça Euclides da Cunha
Avenida Doutor Severino Pinheiro
Ponte Estácio Coimbra (do Derby)
Praça do Derby (Pista Central)
Avenida Governador Carlos de Lima Cavalcanti
Avenida Conde da Boa Vista
Ponte Duarte Coelho
Avenida Guararapes
Avenida Dantas Barreto (Pista Oeste)

Ponto de retorno/ terminal

Rua Siqueira Campos
Rua Cleto Campelo
Avenida Guararapes
Ponte Duarte Coelho
Avenida Conde da Boa Vista
Rua Dom Bosco
Rua Joaquim Nabuco
Ponte da Capunga
Rua José Osório
Avenida Caxangá
Ponte Marechal Castelo Branco
Avenida Joaquim Ribeiro
Rua Gastão Vidigal
Rua Diogo de Vasconcelos
Rua Vale do Sirigi
Rua Vertente dos Lírios
Rua Tambiá
Rua Roraima
Rua Vale do Sirigi
Avenida Portugal
Rua Boa Esperança
Rua Diamantina do Norte
Rua Visconde de Correia Botelho
Rua Tomaz Ferreira
Rua Barão de Cerro Largo
Rua Dom Antônio de Macêdo
Rua Honório Hermito

GRCT

Duas linhas do Curado terão o itinerário modificado provisoriamente

Créditos: Guto de Castro/Acervo
 
As linhas 320 - Curado I/Werneck e 302 - Curado II/Caxangá terão os itinerários alterados, a partir de amanhã (28). A mudança será para facilitar o fluxo de veículo nas alças que dão acesso ao viaduto que cruza a BR-101. Com a alteração, os coletivos passarão a trafegar pela Avenida Abdias de Carvalho, no sentido subúrbio/cidade, retornando pela Praça da Chesf com destino ao Curado. Atualmente, as duas linhas realizam o retorno na descida do viaduto.

Para informar aos usuários, o Consórcio está disponibilizando cartazes em todos os veículos das duas linhas. Outras informações sobre o itinerário podem ser obtidas por meio da Central de Atendimento ao Cliente, através do telefone 0800.081.0158 ou no site www.granderecife.pe.gov.br.

Novo itinerário das linhas

320 – Curado I/Werneck:
Novo itinerário no sentido Estrada de Werneck seguindo para o Curado I.: Viaduto da Ceasa, Avenida Abdias de Carvalho (retorno na Chesf), Viaduto da Ceasa ...

302 – Curado II/ Caxangá:
Novo itinerário no sentido Caxangá até o Curado II: Viaduto da Ceasa, Avenida Abdias de Carvalho (retorno na Chesf), viaduto da Ceasa...

GRCT

quarta-feira, 25 de julho de 2012

25 de julho: parabéns a todos os motoristas!!!


Hoje é 25 de julho, dia do motorista! Esse profissional responsável pelo transporte diário de milhares de pessoas merece. Mesmo enfrentando muitas vezes rotinas estressantes, congestionamentos, pressões, eles continuam firmes e fortes com o seu trabalho. E é para esses verdadeiros herois que esse dia é dedicado.


A data não foi escolhida a toa: hoje é o dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas. A comemoração também é estendida a todos aqueles que conduzem veículos motorizados.

No Recife, a comemoração foi estendida a todos os profissionais da área de transportes, criando-se o Dia do Rodoviário. Portanto, cobradores, fiscais e todos os funcionários das empresas de ônibus também estão de parabéns!

Veja aqui as homenagens que as principais empresas do setor fizeram os seus profissionais

Itamaracá Transportes (PE)

Auto Viação Progresso (PE)

Expresso Guanabara (CE)





Ônibus bate em poste e deixa parte da Zona Norte do Recife sem energia

 Créditos: Eduardo Alves/Twitter

Um susto para quem estava nas proximidades do cruzamento entre a Estrada do Arraial e a Rua da Harmonia, no bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife, na manhã desta quarta-feira (25) quando um ônibus da empresa Transcol bateu em um poste, deixando a área, de repente, sem energia.

Com o impacto, o poste ficou dividido em quatro partes. Funcionários da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) já instalam um novo poste, mas, de acordo com eles, ainda não há previsão para a volta do fornecimento de enegia.

Segundo os passageiros, o ônibus estava cheio, mas ninguém ficou ferido. No entanto, todos tiveram que sair do veículo na hora. Por causa do acidente, o trânsito ficou complicado na Estrada do Arraial.

Em nota oficial, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), informou que equipes estão no local do acidente trabalhando na substituição do poste. Segundo a companhia, a maior parte da área atingida já teve o fornecimento restabelecido, restando apenas um trecho próximo à Igreja da Harmonia.  A previsão é que o serviço seja concluído no período da tarde.

NE 10

Ônibus de dois andares faz exercícios

Ônibus faz flexão nas Olimpíadas. Artista cria ônibus londrino que faz mais exercícios que muita gente.

London Booster é uma maneira de ligar um símbolo histórico de Londres com o momento: as Olimpíadas. Depois de sofrer adaptações e perder peso, o veículo, criado pelo artista tcheco David Cerny, ganhou braços fortes e faz mais exercícios que muita gente. Foto : Metro Londron

Os ônibus de dois andares vermelhos são um dos símbolos de Londres, ao lado das famosas cabines telefônicas também vermelhas e dos táxis pretos. Mas hoje as atenções na Capital inglesa se voltam para os Jogos Olímpicos de 2012.

O artista plástico tcheco, David Cerny, uniu o passado e o presente usando um destes símbolos e o ligando aos esportes e exercícios que remetem às Olimpíadas. David criou o London Booster, que é um ônibus de dois andares de verdade, que possui saindo de suas laterais, braços mecânicos, em forma de braços humanos.

Com estes braços, o ônibus faz flexões e mais exercícios que muita gente (inclusive muito mais que este repórter que escreve o texto). Para que o London Booster faça exercícios, ele teve de perder peso: literalmente. Partes internas e vidros foram retirados e a carroceria encurtada.

Afinal, muito exercício de impacto acima do peso pode causar lesões. No lugar das janelas, há telas que mostram imagens de esportes a cada movimento de flexão. Os braços são movidos por motores elétricos.
O gigante está em Islington, QG dos esportes da República Tcheca.

Adamo Bazani, jornalista sedentário da Rádio CBN, especializado em transportes


Blog Ponto de Ônibus

Comil anuncia nova fábrica em Lorena

Com o apoio da Investe São Paulo, empresa vai transferir a produção de ônibus urbanos da unidade de Erechim para Lorena.

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

A fabricante de ônibus Comil investirá R$ 110 milhões na instalação de uma unidade voltada para a produção de veículos urbanos em Lorena, no Vale do Paraíba (SP). O anúncio do investimento, que contou com a presença do governador Geraldo Alckmin, foi realizado nesta terça-feira, 24 de julho, durante a assinatura de um protocolo de intenções entre o diretor geral da empresa, Silvio Calegaro, e o presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida. O evento contou, ainda, com a participação do secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado, Luis Carlos Quadrelli, do prefeito de Lorena, Paulo César Neme, e do presidente do conselho de administração da Comil, Deoclécio Corradi.

A fábrica, que vai gerar 500 empregos diretos e mil indiretos, terá capacidade de produção de 20 ônibus urbanos/dia e deverá estar pronta em meados de 2013. Máquinas, equipamentos e capital de giro serão viabilizados com recursos próprios e do BNDES.

Com a nova operação, a Comil vai transferir a produção de ônibus urbanos da unidade de Erechim (RS) para Lorena e elevará em mais de 100% sua capacidade produtiva em relação a esse tipo de veículo. Com a expansão, a empresa estará preparada para absorver o crescimento da demanda por ônibus até 2016, motivada por eventos importantes como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, que demandarão melhorias no transporte de pessoas nas grandes cidades.

A nova fábrica será instalada em um terreno de 210 mil metros quadrados no Vale do Paraíba, às margens da rodovia Presidente Dutra. A qualificação da mão-de-obra local será realizada pela Comil em parceria com o Senai de Lorena. Os cursos serão voltados para a preparação de novos funcionários, possibilitando o desenvolvimento profissional.

Além da Etec do município, que conta com cursos que auxiliarão na qualificação dos profissionais como logística, marketing e segurança do trabalho, o Programa Via Rápida Emprego também oferece para a região, diversas modalidades voltadas aos setores de prestação de serviço, transporte, indústria, comércio e construção civil. “Estão abertas mais de 2 mil vagas para as cidades do Vale do Paraíba, 90 delas em Lorena”, destacou Quadrelli.

Localização privilegiada
Uma série de fatores levaram a empresa a definir o investimento em Lorena. O principal deles foi a localização privilegiada do município, próximo aos três principais centros urbanos do Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, que concentram cerca de 60% do total das aquisições de ônibus para transportar pessoas em cidades. “Precisamos estar mais próximos do centro de negócios do País e dos fabricantes de chassi e dos clientes, a maioria situada nos estados do Sudeste, para termos ganhos logísticos e de competitividade”, afirma Calegaro.

A disponibilidade e qualificação da mão-de-obra local também foram especialmente considerados. Calegaro destaca a eficiência e interesse do governo estadual e da prefeitura de Lorena para atrair o investimento. “O Estado e o município tiveram um papel fundamental na decisão de vir para São Paulo, abrindo portas para uma negociação positiva para a empresa e para a comunidade”, destaca o diretor da Comil.

A Investe São Paulo – Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade – está assessorando a empresa na obtenção da infraestrutura adequada à fábrica e no apoio às demandas tributária e ambiental. Para o presidente da Investe SP, ao escolher Lorena, a Comil exercerá um papel fundamental no desenvolvimento da cidade. “O Vale do Paraíba tem vocação automotiva. Vários municípios da região têm condições de receber um investimento como esse, mas para o Estado é fundamental que cidades com baixo IPRS, como é o caso de Lorena, que possui IPRS 5, recebam novas empresas, gerando emprego e renda para a população”, afirma Almeida.

Elaborado pela Fundação Seade, o Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS) ordena os 645 municípios do Estado de São Paulo de acordo com três dimensões: renda, escolaridade e longevidade. Os municípios classificados no grupo 5 se caracterizam com baixos níveis de riqueza, longevidade e escolaridade.

Inovação
A unidade da Comil foi planejada para produzir veículos urbanos com alta qualidade equipada com sistema de manufatura inovador, informa Sílvio Calegaro. “Estudamos este projeto por mais de dois anos. Todos os processos foram otimizados e as possíveis perdas identificadas e eliminadas.” A nova unidade terá em sua linha de produção os modelos urbanos Svelto e Svelto Midi.

Com a transferência da produção de ônibus urbanos para Lorena, a fábrica da empresa em Erechim (RS) terá maior foco na produção de ônibus rodoviários, mercado em que a empresa cresceu 40% somente no ano passado, totalizando 1.798 veículos, e projeta ainda mais evolução a partir do aumento das vendas de todos os ônibus da linha Campione e de lançamentos inovadores. Em janeiro deste ano, a Comil apresentou seu primeiro ônibus rodoviário “double decker”, o Campione DD, destinado ao transporte de passageiros de alto padrão.

Portal Último Instante

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Mesmo com investimentos, transportes em Londres apresentam falhas

Mesmo com investimentos, transportes de Londres apresentam falhas e preocupam. Problemas no Metrô causaram transtornos para turistas e usuários habituais.


Créditos: Blog Ponto de Ônibus/Acervo

Faltando quatro dias para a abertura oficial dos Jogos Olímpicos de Londres, e uma semana depois de o poder público ter divulgado o balanço de investimentos no setor de transportes, trens e metrô, já com demanda acima do normal e que ainda deve crescer, apresentaram problemas nesta segunda-feira, dia 23 de julho de 2012.

Mesmo com uma estrutura ampla e com uma oferta de serviços que integram diferentes meios: trem, ônibus e metrô, os transportes são uma das maiores preocupações da prefeitura de Londres e dos organizadores das Olimpíadas.

Passageiros que dependem da Linha Central enfrentaram dificuldades e atrasos. Os trens tiveram de parar por causa da presença de uma pessoa nos trilhos, o que foi considerada falta de segurança no sistema.
Já na Linha do Jubileu, os atrasos e superlotação ocorreram por conta de um defeito das portas que dão acesso aos trens na estação North Greenwitch.

De acordo com passageiros, os problemas são constantes e não de hoje, mas atualmente têm chamado mais atenção por causa das Olimpíadas. A demanda no sistema de transportes que é de 12 milhões de viagens por dia, deve subir para 15 milhões por conta do evento.

Para piorar, servidores públicos das áreas de transportes, prestação de serviços e telefonia, ameaçam fazer greves e manifestações durante os Jogos Olímpicos. Não foi descarta a hipótese de sabotagem em algumas das ocorrências desta segunda-feira. A cidade também tem sofrido com os congestionamentos acima do normal, inclusive nos acessos para os locais das competições.

Fica a pergunta: Se estes problemas ocorrem em sistemas já estruturados e que receberam investimentos com obras finalizadas com antecedência, o que pode acontecer com o Brasil,na Copa de 2014, que possui cidades sem nenhuma estrutura de transportes e que muitas obras sequer saíram do papel?
Que Londres sirva de exemplo, negativo e positivo.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Blog Ponto de Ônibus

sábado, 21 de julho de 2012

Comil investe na divulgação do Svelto

Comil realiza ações de divulgação para a linha 2012 do urbano Svelto. Empresa faz “corpo a corpo” com investidores para mostrar as opções de ônibus.


Créditos: Guto de Castro/Acervo

Apesar de concentrado, com poucas fabricantes, o mercado de ônibus no Brasil é marcado por concorrência forte em alguns segmentos. Em outros, uma ou duas fabricantes dominam. É o caso dos ônibus de dois andares rodoviários, que tem a participação da Marcopolo, da Comil mais recentemente, e da Busscar, que, por conta de uma crise econômica desde 2008, tem feito poucas unidades e atendendo com mais lentidão os pedidos.

Já o segmento de ônibus urbano é mais competitivo. Praticamente todas as encarroçadoras possuem um ou mais modelos, de acordo com a configuração. Em época de retração de mercado, por conta da desaceleração econômica do País e, em especial, da mudança de legislação ambiental que provocou no ano passado antecipação de renovações de frota, toda unidade vendida a mais pode ser considerada um trunfo.
Sabendo disso, a Comil, encarroçadora com sede em Erechim, no Rio Grande do Sul, e com futura unidade no interior Paulista, tem feito um trabalho de divulgação dos produtos da marca. Após transformar em eventos as entregas dos ônibus mais sofisticados da linha de rodoviários Campione, agora é a vez do urbano Svelto 2012 ser apresentado melhor ao mercado.

E a Comil diz ter orgulho de fazer essa apresentação. Em relação à linha anterior do modelo, o Svelto está com desenho mais moderno, harmônico e com a carroceria com menos vincos e frisos, facilitando a limpeza e a manutenção. O conjunto óptico foi renovado tanto na dianteira como na traseira e assim como a iluminação interna, conta com luzes de Led, mais econômicas, melhores e resistentes.

A carroceria também está apta para receber os chassis que seguem os padrões de restrição à poluição Euro V, previstos pelo Proconve – Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores, em sua sétima fase, a Proconve P 7.

Estes chassis possuem mais equipamentos, como no caso dos sistemas de redução catalítica, que exigem um tanque além do destinado para o diesel, para o ARLA 32 – Agente Redutor Líquido Automotivo, um fluido feito com 32,5% de ureia industrial, que pode reduzir as emissões de poluição.

Na quarta-feira, dia 18 de julho, a Comil foi a Blumenau, Santa Catarina, e realizou um evento para divulgar a linha deste ano do Svelto, no Complexo Turístico Moinho do Vale para empresários de ônibus. O gerente de negócio urbano da Comil, Fabriccio Tascine, disse que o novo modelo atende sugestões dos próprios frotistas, que pedem veículos que indicam modernidade, práticos e robustos.

Hoje o empresário sabe que a população exige mais renovação de frota. Mas nem todos entendem de modelo de ônibus. Assim, não basta o ônibus ser novo, ele também deve parecer novo. O ônibus Svelto é comercializado desde fevereiro de 2012, mas antes disso, as encomendas chegaram a 300 veículos.

As cores internas do Svelto são mais claras, dando a sensação de um ambiente mais amplo e confortável.  A cabine do motorista tem espaço maior, sem prejudicar a capacidade do salão dos passageiros. Isso, segundo a Comil, se deu por conta da otimização dos instrumentos de operação. O posto do cobrador também foi melhorado, oferecendo ergonomia ao trabalhador.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Blog Ponto de Ônibus

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Volare completa 14 anos e deve fechar 2012 em alta

Volare completa 14 anos com 45 mil unidades de minoonibus vendidas no País. Para comemorar data, empresa do Grupo Marcopolo fez até sorteios de miniatuaras em redes sociais. Mesmo com retração na produção de ônibus no mercado , espera crescimento entre 5% e 10%.




Créditos: Marcos Roberto Castro/Acervo

Desde os anos de 1920, quando nem se fazia chassis para ônibus, os primeiros veículos recebiam carrocerias de madeira rústicas, chamadas carinhosamente de jardineiras.  As carrocerias eram feitas artesanalmente, muitas vezes pelos donos dos ônibus. A primeira empresa formalizada de carroceria que se tem registro foi fundada no início do século passado, em 1906, a Irmãos Grassi, que inicialmente fazia balcões de madeira e móveis. A primeira carroceria foi feita em 1911, para a Hospedaria dos Imigrantes, no Brás, Capital Paulista, mas a produção em série, para os padrões da época, começou em 1923, com um modelo de ônibus chamado “Mamãe Me Leva”, pela população.



As características de montagem de ônibus evoluíram, as carrocerias e chassis, estão mais modernos, seguros e os veículos com design mais moderno e harmônico.  No entanto, a forma básica de concepção continua: carroceria e chassi, enquanto que em vários outros países, o conceito de monobloco predomina. Tanto em ônibus urbanos como em rodoviários, chassi, motor e carroceria formam um bloco só.

No Brasil, houve produção de monoblocos. Os primeiros registros são dos anos de 1940, quando a GM – General Motors fez algumas unidades em sua sede no Brasil, em São Caetano do Sul, no ABC Paulista.
Mas a família de monoblocos mais famosa do País foi a da Mercedes Benz. O primeiro monobloco da marca alemã no Brasil foi feito em 1958, o bicudinho O 321, e o último foi produzido em 1996, o modelo O 400. Todos tinham versões urbanas e rodoviárias com diversos tamanhos e características.

Mas o mercado, segundo as próprias fabricantes, preferiu o sistema de encarroçamento.  A solução aceita pelos grandes frotistas era considerada uma dificuldade para quem comprava poucas unidades de veículos. Muitos destes investidores em transportes tinham problemas para levar o chassi de uma região para encarroçar em outra.


Créditos: Marcos Roberto Castro/Acervo

Apesar das exceções, a maioria dos chassis é feita no Sudeste e as carrocerias, no Sul do País.  O perfil destes empreendedores pequenos que mais sentem dificuldades com a logística do encarroçamento utiliza ônibus de pequeno porte: micros e minis.  E a Marcopolo, hoje a maior fabricante de carrocerias de ônibus do País, há 14 anos viu que a necessidade desta fatia de mercado não era atendida pelas indústrias.  Então foi criada a Unidade de Veículos Leves Comerciais, Volare.

Os mini-ônibus da Volare não são considerados pelas empresas como monoblocos, mas veículos completos, como carros, que já são financiados e vendidos prontos.  No caso dos ônibus grandes, o empresário escolhe o chassi e a carroceria que quiser.  Mas ele tem condições de “barganhar” melhor com as fabricantes, o que um pequeno transportador não tem.

Não que os grandes empresários não comprem Volare, já que hoje as diferenças entre mino e micro ônibus são muito pequenas. Mas a maioria do mercado dos produtos da Volare é formada por pequenos investidores.

A ideia, que começou a ser concretizada em 1998, na busca por veículos mais ágeis e econômicos, principalmente para o ambiente urbano, deu frutos. Atualmente são seis modelos de ônibus: V5, V 6, V 8, W8, W9, todos com mecânica Agrale e o DW9 (Mercedes Benz).

A versão Limousine é considerada a de maior luxo da categoria. Os veículos possuem tomada individual em cada poltrona, bancos de couro, detalhes semelhantes a madeira, monitores de TV, ambiente do motorista separado do salão de passageiros, ar condicionado com saída individual, frigobar e outros componentes de luxo e conforto.

Desde 1998, a Volare produziu cerca de 45 mil unidades. Hoje a empresa detém cerca de 60% do mercado de minionibus e a perspectiva é de crescimento: não somente por conta das boas perspectivas geradas devido a eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas de 2016, que devem fomentar o turismo e o serviço de transferência entre hotéis, aeroportos e locais de evento.

Neste ano, cujo ritmo de produção global de ônibus caiu, por causa da antecipação da renovação de frotas no ano passado, para os empresários aproveitarem as unidades mais baratas de tecnologia antiga, que não podem mais ser vendidas, a Volare diz seguir na contra-mão.

Em comunicado à imprensa, Milton Susin, diretor-executivo da Volare, estima que a empresa deve produzir cerca de 5 mil unidades neste ano, com crescimento em relação ao ano passado, o que deve significar aumento de 5% a 10% na produção.

E o executivo credita este número principalmente aos programas públicos voltados à modernização de transportes escolares urbanos e em áreas rurais que usam este tipo de ônibus.  As comemorações dos 14 anos da Volare foram marcadas por várias ações, como o sorteio pela página da companhia no Facebook e em outras redes sociais de 14 réplicas do modelo W9 Limousine.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Blog Ponto de Ônibus

Ônibus extras para Sport X Atlético Mineiro


O Grande Recife Consórcio de Transporte programou um esquema especial de ônibus extras para os torcedores que pretendem ir assistir ao jogo entre Sport x Atlético Mineiro, na Ilha do Retiro, no próximo sábado (21 de julho), às 18h30. Ao todo serão disponibilizados 11 coletivos, divididos em três terminais integrados e um urbano.

A partir das 16h, os usuários terão à disposição sete coletivos para a ida ao estádio. Os veículos serão distribuídos entre os terminais integrados de Afogados, que vai receber quatro ônibus; da PE-15 com dois veículos; e o terminal urbano de Rio Doce com mais um coletivo.

Já na volta para casa, os torcedores contarão com 11 veículos que estarão disponíveis a partir das 18h30. Todos sairão do Terminal Integrado de Joana Bezerra. Além dos reforços citados, os usuários podem utilizar qualquer uma das 32 linhas que trafegam no entorno da Ilha do Retiro (lista abaixo).

Para outras informações sobre o esquema montado os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, através do número 0800 081 0158, ou acessar o site www.granderecife.pe.gov.br.

Lista do esquema de reforço – Total de 11 veículos

Ida ao jogo – 7 coletivos

Terminal Integrado de Afogados – 4 ônibus
Terminal Integrado da PE-15 – 2 ônibus
Terminal Urbano de Rio Doce – 1 ônibus

Volta para casa – 11 veículos

Terminal Integrado de Joana Bezerra – 11 coletivos

Lista das linhas que atendem ao entorno da Ilha do Retiro

Avenida Sport Clube do Recife:

311-Bongi (Afogados)
313-San Martin (Abdias de Carvalho)
314-Mangueira
331-Totó (Jardim Planalto)
332-Totó (Abdias de Carvalho)
341-Curado I
351-Curado II
361-Curado IV - R. 14
363-Curado IV - Av. 01
421-Torrões
431-Cidade Universitária

Praça Euclides da Cunha (Rua Benfica, bairro da Madalena):

312-Mustardinha
315-Bongi
321-Jardim São Paulo (Abdias de Carvalho)
324-Jardim São Paulo (Piracicaba) Via San Martim
413-Avenida do Forte
414-Torre
415-Sítio das Palmeiras
416-Roda de Fogo
422-Monsenhor Fabrício
423-Engenho do Meio
425-Barbalho (Detran)
432-CDU (Várzea)
433-Brasilit
440-CDU/Caxangá/Boa Viagem
442-Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445-Tabatinga
446-UR-07
448-Jardim Petrópolis
450-Camaragibe (Conde da Boa Vista)
480-Camaragibe/Derby
481-Timbi/Derby

GRCT

Grande Recife modifica provisoriamente o terminal de três linhas na Estrada do Passarinho

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

O Terminal de Ônibus da Estrada do Passarinho, em Olinda, foi deslocado, provisoriamente, para uma área próxima a rua Arquelau Silveira Lira. A mudança ocorreu devido aos buracos causados pela chuva, que deixaram o trecho intrafegável.

O novo atendimento, criado devido a preocupação em oferecer um serviço com segurança aos usuários, fica a 500 metros do terminal. Para informar aos usuários sobre as mudanças, o Grande Recife está colocando cartazes em todos os veículos das linhas 830-Caixa D’Água/Derby, 852- Caixa D’Água e 870- Caixa D’Água/Afogados.

O Consórcio aguardará que a Prefeitura finalize as obras de pavimentação para que as linhas retornem ao terminal de origem. Outras informações sobre o itinerário das linhas podem ser obtidas por meio da Central de Atendimento ao Cliente, através do telefone 0800.081.0158 ou no site www.granderecife.pe.gov.br.

Linhas que terão o ponto de terminal alterado:

830 - Caixa D’Água/Derby
852 - Caixa D’Água
870 - Caixa D’Água/Afogados

Ponto de retorno interditado:

Localizado na rua do Passarinho

Ponto de retorno provisório:

Localizado na rua Arquelau Silveira Lira

GRCT

Governo lança programa para melhorar mobilidade em 75 cidades de médio porte

Renata Giraldi

 Créditos: Guto de Castro/Acervo

A presidenta Dilma Rousseff lança no Palácio do Planalto, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Médias Cidades, na presença de ministros e outras autoridades. Serão liberados R$ 7 bilhões, por meio de financiamento público, para atender a 75 municípios, que tenham de 250 mil a 700 mil habitantes.

De acordo com dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as 75 cidades estão distribuídas em 18 estados brasileiros, e 51% ficam em regiões metropolitanas. Serão beneficiadas cidades como Joinville, em Santa Catarina, Uberaba e Juiz de Fora, em Minas Gerais, Ribeirão Preto e Sorocaba, em São Paulo, Niterói e Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e Olinda e Caruaru, em Pernambuco.

Cada município pode apresentar até duas propostas. A inscrição deverá ser feita em formulário eletrônico, disponível na página do Ministério das Cidades na internet, a partir do dia 23 de julho até 31 de agosto. Haverá uma pré-seleção no período de 3 de setembro a 1º de outubro, para o enquadramento das propostas, além de reuniões presenciais para entrevistas e análise final até o dia 29 de novembro. As cidades selecionadas serão divulgadas no dia 30 de novembro.

Para participar do processo seletivo a fim de obter o financiamento público, os responsáveis pelos municípios interessados deverão  elaborar o projeto executivo para obras como construções de estações e linhas de metrô, aquisição de veículo leve sobre trilho (VLT) e construção de corredores de ônibus.
Há dois meses, Dilma anunciou a seleção de 51 municípios com mais de 700 mil habitantes, que receberão R$ 32 milhões em recursos do PAC Mobilidade Grandes Cidades. O programa financia projetos de metrô, VLT e corredores de ônibus. Do valor total, R$ 22 bilhões são do governo federal.

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, a ministra do Planejamento Miriam Belchior, o secretário nacional de Mobilidade Urbana, Júlio Eduardo dos Santos, e a diretora do Departamento de Mobilidade Urbana, Luiza Gomide, também participarão da cerimônia de lançamento do programa, no Planalto.

*Colaboraram Heloisa Cristaldo e Yara Aquino // Edição: Juliana Andrade

Agência Brasil

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Onde Está Você: Norte Sul 6330

Após um longo tempo de férias, a coluna "Onde Está Você" volta ao blog em grande estilo. Hoje traremos um registro de uma das melhores empresas que atuaram no transporte intermunicipal de Pernambuco, e que recentemente transferiu-se para o interior do estado.

Trata-se da Norte Sul, que operava as linhas para a Zona Mata Sul, em especial os municípios de Escada e Ribeirão. A empresa possuia um cash composto em 100% por veículos Volkswagen e era reconhecida por ter um bom atendimento e uma renovação constante de frota.

Em dezembro de 2011, a Norte Sul é vendida para a Borborema. O grupo empresarial volta sua atuação para o interior, onde adquiriu duas empresas do sistema de transporte de Caruaru: Visconde e São Cristóvão, que virou a Capital do Agreste.

Com isso, toda a frota foi transferida para a terra de Vitalino. E junto foi o nosso personagem do Onde Está Você de hoje: um Torino 2007, chassi Volkswagen 17-230, que tinha a numeração 6330 na Norte Sul. Confira a foto:
Créditos: Guto de Castro/Maxi Ônibus Olinda

Na Capital do Agreste, o carro recebeu o prefixo 026, e opera a linha 309 - Rendeiras/Terminal Rodoviário.
Créditos: Mário Augusto/Ônibus Brasil

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Filas também no segundo dia do novo posto do VEM

 Créditos: Muito Mais Paulista/Acervo

O segundo dia de funcionamento do novo posto de atendimento do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) teve, novamente, filas e transtornos. Os usuários reclamam principalmente do novo horário. O novo local para quem quer realizar serviços como recargas e bloqueio do cartão é o número 259 da Rua da Soledade, no bairro da Boa Vista, Centro do Recife.

Nessa terça-feira (17), foi a inauguração do posto, com filas na porta no início da manhã. Pela segunda vez, nesta quarta-feira, às 7h30, havia filas na porta do posto. O problema é que o atendimento nos balcões só começa às 8h30, sendo encerrado às 17h30, de segunda a sexta-feira. Esse horário de atendimento é o maior motivo de reclamação dos usuários, que alegam atrapalhar compromissos, como o trabalho. Apesar disso, a estrutura é elogiada.

SERVIÇOS - Além dos 25 balcões, o novo posto tem 28 guichês para emissão de primeira e segunda via do VEM e 15 máquinas de autoatendimento, que funcionam para recarga das 7h às 20h.
Créditos: Rádio Jornal/Acervo

Veja os serviços disponibilizados:
» Terminais de auto-atendimento para venda de créditos
» Recargas do VEM Trabalhador e Estudante
» Solicitação e retirada de VEM Estudante
» Segunda via do VEM Trabalhador, Estudante e Infantil
» Bloqueio do VEM Trabalhador e Estudante

RECARGA
- O cartão ainda pode ser carregado através do site do Grande Recife Consórcio de Transporte. Na categoria Estudante, também pode no Expresso Cidadão do Cordeiro, localizado na Avenida Caxangá, Zona Oeste. Para o VEM Trabalhador, tem a Gerência Comercial do Grande Recife, que fica na Avenida Agamenon Magalhães, nº 143, ainda na área central.

NE 10

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Brasil amplia transporte sobre trilhos

Grandes cidades estão investindo no setor

 Créditos: Meu Transporte/Acervo

O Brasil está procurando ampliar os investimentos no transporte de passageiros sobre trilhos. Este crescimento passa pela recente criação da Agenda Legislativa Metroferroviária, documento que visa estimular o desenvolvimento do setor no País, com medidas como a implantação de novos sistemas, a expansão da malha existente e a modernização da frota de trens.

Atualmente, a malha metroferroviária urbana brasileira é de, aproximadamente, 990 quilômetros. O Estado de São Paulo é o que tem a maior rede, com cerca de 330 quilômetros, seguido pelo Rio de Janeiro, que possui 316 quilômetros.

Os investimentos na ampliação da malha têm se concentrado nas grandes cidades. Em São Paulo (SP), a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) conta, desde maio passado, com mais cinco trens na Linha 8-Diamante, que fazem parte da PPP (Parceria Público Privada) firmada com a empresa CAF para o fornecimento de 36 trens. No início deste ano já haviam sido entregues outros quatro trens.

Já no Rio de Janeiro (RJ), o primeiro dos 19 novos trens comprados pelo Metrô Rio chegou à cidade em abril. A composição, que foi projetada para transportar 1,8 mil passageiros, tem previsão de entrar em operação em agosto deste ano no trajeto da Linha 2 do metrô, que vai de Pavuna a Botafogo.

De acordo com a concessionária, outros dois novos trens já estarão em circulação até o fim de setembro e as 19 novas composições serão totalmente incorporadas à Linha 2 até março de 2013. Com a ampliação, o intervalo entre as viagens, no trecho central, será de apenas dois minutos.

Outras capitais que estão recebendo investimentos para a aquisição de novos trens são Porto Alegre (RS) e Recife (PE).

“O sistema de mobilidade urbana das grandes cidades brasileiras caracteriza-se pelo uso intenso do transporte individual motorizado, gerando altos níveis de poluição, grande índice de acidentes e aumento significativo no tempo de deslocamento”, afirma Joubert Flores, presidente da ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros Sobre Trilhos). “O transporte sobre trilhos é mais seguro, menos poluente e possui regularidade, além de propiciar o deslocamento de grande número de pessoas em menor tempo”, completa o executivo.
Portal Webtranspo

Desempenho da MAN tem expressiva queda e não estão descartadas mais demissões

Situação da MAN Latin America preocupa. Queda de vendas de ônibus e caminhões da marca Volkswagen tem sido constante e empresa pode realizar mais cortes, além das 400 demissões de maio.


Painel de ônibus Volkswagen 17-230. A MAN Latin America, dona da marca Volkswagen Caminhões e Ônibus no Brasil, acompanha tendência de queda na produção e venda de veículos pesados, mas situação da empresa preocupa. A redução da venda de caminhões no primeiro bimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado foi 12,9% e a retração no setor de ônibus da marca foi de 30,2%. E maio, a MAN realizou 400 demissões e não descarta outros cortes. Foto: Karoline Dea Falcão.

O setor de caminhões e ônibus tem amargado uma queda nas vendas, de acordo com dados da Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.  Entre junho deste ano e junho do ano passado, no período de doze meses, a queda nas vendas e distribuição de ônibus foi de 31,54% e de caminhões acumulou perdas de 27,63%.

Uma das companhias que mais tem acompanhado esta queda no segmento de veículos pesados é a MAN Latin America, dona da marca Volkswagen Caminhões e Ônibus.  O primeiro semestre da montadora registrou queda de 30,2% no setor de ônibus, com 3.778 veículos vendidos contra 5.415 no mesmo período do ano passado. A queda das vendas de caminhões foi um pouco menor, mas expressiva também: 12,9% com 21,955 unidades este ano contra 25.220 no primeiro bimestre de 2011.

O mercado de ônibus e caminhões como um todo espera reação no segundo semestre. No caso da MAN, a perspectiva é a mesma, mas entre o penúltimo e o último mês do bimestre, a queda continuou significativa.
Em maio deste ano, a Volkswagen Caminhões e Ônibus emplacou 3 .543 caminhões e, em junho, o número foi de 3.452 caminhões, uma queda de 2,3%.

A queda de maio para junho nas vendas / distribuição de ônibus da marca foi de 16,9%, com 645 ônibus em maio e 536 em junho.  Em maio, a MAN Latin América, em sua unidade de Resende, no Rio de Janeiro, realizou um corte de 400 postos de trabalho e encerrou o terceiro turno de produção.

A empresa vai tentar evitar, mas não descarta a possibilidade de novos cortes.  O mercado de ônibus e caminhões sente ainda os efeitos da mudança de legislação ambiental para motores diesel.  Baseada no conjunto de normas Euro V, a fase 7 do Proconve – Programa Nacional de Controle de Poluição por Veículos Automotores, exige desde janeiro deste ano motores mais tecnológicos, que emitem 60% menos NOx – Óxidos de Nitrogênio e 80% menos materiais particulados.

Por conta de serem mais avançados, estes ônibus e caminhões são mais caros também, entre 10% e 15% em comparação aos veículos com base na Euro III, que só puderam ser fabricados até 31 de dezembro de 2011.  Prevendo isso, donos de caminhões e ônibus, autônomos, pequenos empresários e grandes frotistas, anteciparam as renovações de frota, o que explicou os números recordes de venda e produção do ano passado.

Assim, parte desta queda na verdade é um ajuste de mercado, pelas vendas acima do normal no ano passado.  O que não pode é a recuperação não vir no ritmo esperado.  E pode ocorrer este ano exatamente o contrário do ano passado. Enquanto em 2011, os empresários anteciparam as renovações, neste ano, eles podem postergar. E o principal motivo não é o preço maior dos veículos, mas as inseguranças em relação às dificuldades de se encontrar o diesel S 50 (obrigatório nos motores novos), o preço do combustível, maior em relação ao diesel que pode abastecer os motores antigos, e também a oferta não suficiente ainda (apesar do crescimento) e o preço do ARLA 32, Agente Redutor Líquido Automotivo, um fluido obrigatório nos veículos Euro V com a tecnologia de Redução Catalítica Seletiva.

Além de fatores inerentes ao setor, o contexto geral da economia preocupa. O PIB – Produto Interno Bruto, a soma de riquezas que o país produz, que deveria fechar o ano em 3,5%, agora tem previsão de ficar em torno de 2,2%. Com economia menos aquecida, menores são as vendas e os níveis de produção. Com menos produtos, a demanda por caminhões para transportá-los cai. A estimativa positiva para os caminhões tem sido o setor de construção civil.

Já em relação à movimentação da economia, um grande influenciador no segmento de ônibus é o nível de emprego e renda. Quanto mais empregada for a população, mais ela vai precisar se deslocar para o trabalho e terá condições também de realizar viagens, estimulando a demanda por ônibus urbanos e de fretamento e rodoviários e de turismo.  Neste aspecto, a macro-economia ainda não deve guardar grandes sustos.  A Volkswagen continua em segundo lugar na venda de ônibus e liderando o setor de caminhões.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Blog Ponto de Ônibus

sábado, 14 de julho de 2012

Consórcio reforça 18 linhas para a 316ª Festa de Nossa Senhora do Carmo


O Grande Recife Consórcio de Transporte montou um esquema especial para os usuários que irão participar, nesse feriadão, da 316ª Festa de Nossa Senhora do Carmo, realizada em vários pontos do centro do Recife. O reforço acontecerá nas viagens realizadas por 18 linhas, nos dias 14, 15 e 16 de julho. Serão 68 viagens realizadas a mais, totalizando 253 atendimentos nos três dias de evento.

O reforço aumenta o número de viagens realizadas pelas 18 linhas bacurau, que operam nas madrugadas do sábado (14), domingo (15) e segunda (16), das 0h às 4h, com intervalos médios de 30 minutos. Do total, seis linhas serão reforçadas apenas na madrugada do sábado para o domingo. Todas as linhas concentram-se no Terminal Urbano do Cais de Santa Rita. (VEJA AS LINHAS DE VOLTA ABAIXO).

Para tirar dúvidas em relação aos itinerários das linhas o Consórcio disponibiliza o site www.granderecife.pe.gov.br ou a Central de Atendimento ao Cliente através do número 0800 081 0158.

SERVIÇO

TOTAL DE LINHAS BACURAU – 18

Linhas bacurau reforçadas na madrugada da sábado para o domingo:
063 – JARDIM PIEDADE (BACURAU)
073 – CANDEIAS (BACURAU)
362 – CURADO IV (BACURAU)
936 – MIRUEIRA (BACURAU)
956 – IGARASSU (BACURAU)
957 – CAETÉS I (BACURAU)

Linhas bacurau reforçadas nos três dias de evento:

131 – UR 02 (BACURAU)
154 - JORDÃO (BACURAU)
172 – CONJUNTO MARCOS FREIRE (BACURAU)
145 – ALTO DOIS CARNEIROS (BACURAU)
146 - UR 11 (BACURAU)
254 – JABOATÃO (BACURAU)
233 – CAVALEIRO (BACURAU)
322 – JARDIM SÃO PAULO (BACURAU)
435 – CDU (VÁRZEA) (BACURAU) *
928 – MARANGUAPE II (BACURAU)
985 – RIO DOCE (BACURAU)
995 - PAU AMARELO (BACURAU)

* Essa linha não operará na madrugada do domingo para a segunda-feira.

GRCT

Reforço de frota para o jogo Sport x Portuguesa


O Grande Recife Consórcio de Transporte programou um esquema especial de ônibus para aqueles que pretendem ir assistir ao jogo entre Sport x Portuguesa, na Ilha do Retiro, neste domingo, dia 15 de julho, às 18h30. No total, 11 coletivos serão disponibilizados e divididos em três terminais integrados e um terminal urbano.

Na ida, os torcedores terão à disposição sete veículos, a partir das 16h, que estarão distribuídos entre os terminais integrados de Afogados, com quatro ônibus; da PE-15, com dois, e o terminal urbano de Rio Doce, com mais um coletivo. Na volta para casa, os torcedores contarão com 11 veículos, a partir das 18h30, que sairão do Terminal Integrado de Joana Bezerra.

Para outras informações - sobre os ônibus extras, itinerários, paradas, dentre outros - os passageiros podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente através do número 0800 0810158, ou acessar o site www.granderecife.pe.gov.br.

Além do reforço, os usuários podem utilizar as 33 linhas que já circulam no entorno do estádio.

Lista do esquema de reforço– Total de 11 veículos


Ida ao jogo – 7 coletivos

Terminal Integrado de Afogados – 4 ônibus
Terminal Integrado da PE-15 – 2 ônibus
Terminal Integrado de Rio Doce – 1 ônibus

Volta – 13 veículos

Terminal Integrado de Joana Bezerra – 11 coletivos

Obs: Os mesmos veículos da ida serão utilizados na volta.

Lista das linhas que atendem ao entorno da Ilha do Retiro


Avenida Sport Clube do Recife:

311-Bongi (Afogados)
313-San Martin (Abdias de Carvalho)
314-Mangueira
331-Totó (Jardim Planalto)
332-Totó (Abdias de Carvalho)
341-Curado I
351-Curado II
361-Curado IV - R. 14
363-Curado IV - Av. 01
421-Torrões
431-Cidade Universitária

Praça Euclides da Cunha (Rua Benfica, bairro da Madalena):

312-Mustardinha
315-Bongi
321-Jardim São Paulo (Abdias de Carvalho)
324-Jardim São Paulo (Piracicaba) Via San Martim
413-Avenida do Forte
414-Torre
415-Sítio das Palmeiras
416-Roda de Fogo
422-Monsenhor Fabrício
423-Engenho do Meio
425-Barbalho (Detran)
432-CDU (Várzea)
433-Brasilit
437-Caxangá (Conde da Boa Vista)
440-CDU/Caxangá/Boa Viagem
442-Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445-Tabatinga
446-UR-07
448-Jardim Petrópolis
450-Camaragibe (Conde da Boa Vista)
480-Camaragibe/Derby
481-Timbi/Derby

GRCT

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Fennearte investe em divulgação nos ônibus

Articulados estão rodando com a propaganda da feira por todo o Grande Recife

A 13ª Fennearte (Feira Nacional dos Negócios do Artesanato) vem sendo realizada no Centro de Convenções. A feira, que é a maior da América Latina neste segmento, reúne mais de 5 mil expositores do Brasil e do mundo, e já se tornou referência no estado e no país. O evento homenageia este ano, os cem anos do rei do baião, o grande mestre Luiz Gonzaga.

O grande símbolo de Luiz Gonzaga é a sanfona, na qual ele criava seus acordes e compunha suas músicas. E, aproveitando tal fato, a Fennearte inovou este ano, ao realizar a divulgação da feira em ônibus articulados da Região Metropolitana.

Os ônibus ganharam uma plotagem especial, representando uma sanfona, aproveitando a articulação dos veículos. Confira as imagens:

Créditos: Plano B Comunicação/Divulgação

Além dos articulados, paradas de ônibus espalhadas por toda a região metropolitana também ganharam uma propaganda especial fazendo alusão à Fennearte.
Créditos: Plano B Comunicação/Divulgação

A Fennearte segue até o próximo domingo (15). As entradas custam R$8,00, com direito a meia entrada. O horário de funcionamento é das 10hs as 22hs.
 

Arquivo do blog